.

Chip "arco-íris" da IBM consegue atingir 100 Gbps de transferência por fibra óptica

Enviado por Anônimo, , 1287 visualizações, 0 comentários
[img]hide:aHR0cDovL2luZm8uYWJyaWwuY29tLmJyL2ltYWdlcy9tYXRlcmlhcy8yMDE1LzA1Lzg4NXg1OTEtaWJtLXNpbGljb24tcGhvdG9uaWNzLTIwMTUwNTE0MTIwNTAwLmpwZw==[/img]
Pesquisadores da IBM testaram com sucesso um chip de computador que consegue transmitir e receber, simultaneamente, quatro cores de luz infravermelha através de um único fio de fibra ótica.

A tecnologia, chamada de multiplexing, é capaz de transmitir 25 gigabits de informação por segundo, totalizando 100 Gbps em um único fio. É o suficiente para enviar um filme de qualidade Blu-ray a cada dois segundos.

Segundo a IBM, é a primeira vez que uma empresa consegue dominar essa tecnologia dentro de um processador, apelidado de "chip arco-íris" por causa da tonalidade dos infravermelhos disparados.

Por enquanto, o multiplexing não passa de uma demonstração em laboratório, já que o procedimento ainda é caro demais para ser reproduzido em larga escala. Mas o uso da fotônica (a ciência da luz) no silício pode ter um papel crucial na velocidade de serviços como o buscador do Google e o Facebook, cujos serviços são hospedados em gigantescos data centers com milhares de servidores.

Atualmente, esses mega-servidores são ligados com fios de cobre. Mas cabos de fibra ótica mais econômicos podem ajudar a unificar esses servidores, aumentando seu poder de processamento e velocidade. Além disso, os custos de manutenção cairiam pela metade, segundo a IBM.

A fotônica em silício está ao lado de tecnologias como spintrônica (que usa o giro dos elétrons para transmitir dados) e computação quântica (que aplica a mecânica quântica) na corrida para a criação de computadores capazes de manter o ritmo de desenvolvimento da tecnologia. Hoje, os chips convencionais raramente passam dos 4GHz de processamento - caso contrário fritariam.

No futuro, ligações com fibra-ótica poderiam unir componentes dentro de um computador pessoal, por exemplo. A chave para a tecnologia será levar os receptores e transmissores óticos próximos aos processadores que precisam enviar e mandar dados. Esses componentes normalmente são empilhados em chips convencionais. Mas ainda irá demorar alguns anos para que a tecnologia seja dominada.

Fonte: [url=hide:aHR0cDovL3d3dy5wcm5ld3N3aXJlLmNvbS9uZXdzLXJlbGVhc2VzL2libXMtc2lsaWNvbi1waG90b25pY3MtdGVjaG5vbG9neS1yZWFkeS10by1zcGVlZC11cC1jbG91ZC1hbmQtYmlnLWRhdGEtYXBwbGljYXRpb25zLTMwMDA4MTU2My5odG1s]IBM[/url]
label