Preview Toren, o lindo game indie brasileiro se sai brilhantemente em preview do site gamespy

#Notícia Publicado por lorduo, em .

Para quem não conhece: Toren é um jogo de aventura e enigmas 3D com gráficos belíssimos feito no Brasil por um time de 4 pessoas, a Swordtales. Vencedor do E-games 2011 estreiou como finalista no brasil game show e foi destaque em vários paísem com uma matéria no indiegames.com, o maior do mundo indie. Também é o primeiro jogo brasileiro destaque no indie games festival, o IGF, o maior evento mundial do gênero.

Preview de Toren na GAMESPY!

Obscuro e lindo, esta aventura indie tem o poder de encantar.

É raro quando a beleza e elegância de um jogo tem o poder de criar uma ligação comigo a partir do momento em que começo a jogar.

Toren , uma aventura de quebra-cabeças guiados por uma linda história segue o conto de uma jovem presa dentro de uma torre guardada pelo olhar do destino na forma de um monstro terrível que observa de longe. Mas é muito mais do que isso.

Cada faceta da sua subida meticulosa através da torre sinistra - a partir de sua perspectiva inicialmente infantil onde rapidamente envelhece enquanto ela sobe mais alto juntamente com uma gigantesca arvore – o jogo tem uma graça poética que simplesmente cativa.

O trecho inicial deste indie me segurou paralisado a tela do meu PC, mas uma pergunta ficou no ar:

Pode um estilo impecável e narrativa magnifica manter a jogabilidade em destaque?

Chequem a segunda versão do teaser do jogo com gráficos da versão atual!

czFKWVJnU0lhVm8=

O design do jogo de aventura e fantasia densa é definido quase inteiramente dentro dos limites circulares da base de uma torre gigantesca e destruída: não há lugar para ir, mas para cima ou para baixo. Mas a Swordtales criou alguns

truques para tornar este ambiente limitado de Toren tão real a ponto de se sentir como um mundo que se expande ao redor de si mesmo usando minha imaginação.

Câmera criativa com ângulos a se deslocar com freqüência para oferecer perspectivas completamente diferentes que mantêm a paisagem fresca. Expressivo em sua iluminação que brinca com as sombras e adiciona personalidade à atmosfera melancólica. Eu estava preso ali com a criança inocente, permitindo-me a experimentar a mística torre gigante através de seus olhos pequenos, o que fez o mundo parece ainda maior e mais grandioso. Segundos depois de conhecer um bebe choramingando, ele transforma espontaneamente, se tornando uma menina.

Nossa protagonista sem nome começa a sua história como um bebê indefeso, envolto em um pano dentro da base da torre. Esses momentos iniciais servem como uma introdução para tanto o conceito do jogo como uma aula intuitiva sobre os simples controles do jogo.- E amarrar tudo no tema cíclico do enredo de crescimento e mudança.

Eu toco barra de espaço e o bebê move seus braços e chuta com seus pés. Minutos depois de conhecer a criança choramingando, ela se transforma espontaneamente, crescendo como uma menina. Eu pressiono X quando solicitado, e os olhos se abrem lentamente para este novo lugar. Ela fica de pé, se espreguiça, e eu sou livre para movê-la com as teclas WASD. Senti-me instantaneamente ligado a esta infancia, e assim como a curiosidade natural dela para explorar as flores, o mesmo acontece comigo no comando. É contagioso, devido aos detalhes minuciosos e quase inéditos em um jogo de tudo que a cerca. A torre em ruínas é banhada em tons de âmbar irradiando pelo sol no topo que lava as paredes de pedra rachada, desintegrando-se escadas, e um relógio solar primitivo coberto no centro da câmara. Tudo é retratado com minimalismo e negligência, mas o nível de detalhes é impressionante! Nada menos que impressionante. O impacto de Toren reside na forma como sua história se entrelaça com o cenário exuberante. Tudo é colcoado com belesa e mistério neste ambiente, eu exploro, posso olhar, tocar e interagir com o ambiente. Enquanto este projeto simples se encaixa naturalmente no fluxo de exploração, o fato se estende aos quebra cabeças de Toren o que me preocupa - eu descubro que não há muito o que fazer para eles. Ultrapassar as barreiras que impedem a menina de escalar mais alto na torre é realizada através da mais mundana das tarefas. Empurre uma coluna quebrada para baixo para criar uma borda escalável. Puxe para abrir um rachado na parede e revelar o que há por baixo. Arraste um objeto pelas escadas até onde for necessário. A dinâmica na jogabilidade faz falta e deixou a experiência um pouco desequilibrada ainda justamente por que todo o resto é mágico.

O trecho emocionante final da demonstração alfa deixa a todos com uma gigante vontade de jogar mais, mas os quebra-cabeças precisam de mais refinamento para continuar a prender minha atenção após a fase de lua de mel.

Muito do impacto de Toren está na forma como sua história se entrelaça com o cenário exuberante e à situação de sua protagonista. Cada nova conexão das formas menina (uma árvore sensível que a ajuda a subir, um cavaleiro sem sua espada visto no exterior à distância, uma besta demoníaca que tenta matá-la) ajuda a conduzir a aventura e levanta questões que me mantêm colado e vidrado ao conto conturbado.

Depois de apenas pouco tempo jogando Toren, eu quero MAIS. Temas densos - vida e morte, luz e trevas, o bem e o mal, a passagem do tempo - manifestam-se através do design Toren, e é claro que a equipe de desenvolvimento passou muito tempo pensando e projetando a forma de como essas influências vão moldar o mundo e seus personagens. Se a Swordtales conseguir completar o resto de Toren com tanto estilo e sabor como a demonstração ainda em fase alfa, tem o potencial para conseguir um enorme e MASSIVO sucesso. Um verdadeiro HIT indie. Mas a jogabilidade ainda precisa de um monte de ajustes para ser parte da experiencia tão brilhante que é o resto do jogo em si, um dos projetos indies mais promissores da atualidade. Gamespy diz: Me parece que a Swordtales, a desenvolvedora indie do Brasil, tem um belo jogo aqui.

Nós apenas temos que esperar ansiosos pelo jogo final para ver o quão bem ele amadurece e se torna difícil conforme a personagem começe a ficar mais velho. Brilhante!

Alessandro
Alessandro #lorduo
, Porto Alegre
Publicações em Destaque