Publicado por loppi17, em .
Especialistas do Pentágono expressaram suas suspeitas de que jogos online para múltiplos jogadores (MMOs) - como o consagrado World of Warcraft da Blizzard - podem ser utilizados para planejar ataques terroristas.

Segundo o The Inquirer, o assunto foi tema de uma apresentação do professor Dwight Toavs na Open Source Conference, que aconteceu em Washington, Estados Unidos.

Para Toavs, terroristas poderiam usar os benefícios de jogos online, entre eles a dificuldade de monitoramento, para criar planos de ataque de maneira codificada. Isso porque as contas são identificadas por pseudônimos, o acesso é global e existe uma linguagem especial que poderia ser utilizada como uma espécie de código, comentou o site Wired.

Na apresentação, o pesquisador usou o game World of Warcraft como exemplo para o possível ataque, ilustrado por um bate-papo entre dois jogadores: "TALON238" e "WAR_MONGER". No papo, WAR_MONGER marca um ataque para a semana seguinte, usando locações do game e nomes de magias como referências a cenários e métodos de ataque reais.

Steven Aftergood, analista da Federação de Cientistas Americanos e especialista na comunidade de inteligência, afirma que terroristas poderiam usar qualquer meio para planejar ataques, mas que é necessário as autoridades avaliarem se é importante ou não considerar o cenário dos MMOs.

Toavs, por sua vez, acredita que seja importante que espiões passem mais tempo em mundos virtuais como o do título da Blizzard, tentando descobrir o que acontece dentro deles.

Eu acho mais é que o pessoal do pentagono quer jogar WOW
loppi17
Loppi17
Colaborador do site, 33 anos
Deixe seu comentário para sabermos o que você achou da publicação
Gosta do site e quer ajudar a o manter online? Apoie-nos!.
Não se esqueça que você pode participar do nosso Discord.
E também nos seguir no Facebook, Twitter, Instagram e na nossa curadorida da Steam.