.

No mundo "moderno" conheça quais são as tecnologias que serão extintas em breve

Enviado por juunin, , 1445 visualizações, 0 comentários
Todas as tecnologias estão condenadas a ser substituídas num dado momento por outras mais avançadas que executam a mesma função de forma mais eficiente e barata. Algumas demoram anos para nos deixar, enquanto que outras podem desaparecer das lojas em poucos meses ou ficar abandonadas em algum canto da casa acumulando poeira durante anos. O que vocês verão abaixo é uma compilação dos candidatos ao desaparecimento, realizada por PABLO FERNÁNDEZ do jornal 20minutos.es, que vive na Europa uma realidade um pouco diferente da nossa.

1. O fax
O número do fax ainda continua presente em muitos cartões de visita e na seção de contatos de vários sites, mas a sua utilização é cada vez menor. Ele é lento, incômodo e mais caro do que o e-mail. Mesmo assim, o e-mail ainda precisa mostrar que ele é capaz de substituir uma tecnologia que começou a ser utilizada no início do século XX. O seu desaparecimento contribuirá para a popularização das máquinas multifuncionais, que incluem scanners, e para o crescimento da consciência ecológica da população, além de contribuir para a popularização das imagens de alta qualidade, algo com o qual o homem moderno está cada vez mais acostumado. Pouco tem a fazer estes faxes borrados contra um scanner em alta resolução.

2. As fitas
Seja realista. Você nunca vai digitalizar aquele amontoado de fitas de vídeo e cassetes que estão há alguns anos comendo poeira embaixo da sua televisão. Será que alguém já parou pra pensar na quantidade de filmes e músicas que ficaram presos nos antigos formatos? No entanto, são poucos os que não colocaram na sala um reprodutor de CD ou DVD e hoje nem sequer estes formatos têm a sua sobrevida garantida. Os discos rígidos já chegaram.

3. CDs e DVDs
Os discos são o suporte de gravação e reprodução mais popular do momento, mas os aparatos multimídia baseados em discos rígidos, e na própria Internet, continuam ganhando terreno. Fazer o download de um arquivo é mais cômodo do que se cadastrar na locadora da esquina, e uma vez que a música, ou o filme, esteja no computador é muito mais fácil copiar e colar o arquivo num reprodutor baseado em disco rígido do que tentar gravar o arquivo num CD. Além disso, o preço por megabyte é muito mais barato no caso dos discos rígidos. E se falarmos sobre os reprodutores portáteis não existe comparação: os discmans já não são mais tão vistos e o mercado da música portátil hoje está dominado por reprodutores baseados na memória flash, como o iPod.

4. A televisão analógica
A televisão analógica está correndo sério risco de extinção devido ao avanço do cabo e dos satélites. Na Espanha, por exemplo, a data para a paralisação deste sinal já foi anunciada e fixada por Lei. Com a chegada da Televisão Digital Terrestre o padrão analógico deixará de existir, segundo um calendário do governo espanhol. A data prevista para a paralisação total das transmissões analógicas é 3 de abril de 2010.

5. Os telefones fixos
Dê uma olhada na sua conta de telefone e responda três perguntas: Esta é uma fatura de uma companhia de telefonia fixa ou móvel? Que tipo de ligação você faz mais, a primeira ou a segunda? Com base nisso, qual das duas tecnologias, na sua opinião, está condenada a desaparecer? Os paises em vias de desenvolvimento encontraram na telefonia móvel uma maneira de se estabelecer uma rede de comunicação mais acessível do que o custo do fio de cobre. 61% dos usuários de telefones celulares estão nos países em desenvolvimento, que é onde mais cresce o número de linhas: somente na China e na Índia foram registradas mais de 200 milhões de assinaturas no primeiro trimestre de 2007.

6. Os monitores de tubos
"Quando eu era jovem os televisores tinham *****". Quando você pronunciar esta frase diante dos seus netos eles vão pensar que você está falando de outra coisa, mas você se lembrará claramente quando o tubo do monitor comia metade da sala e outro tanto do escritório. O barateamento das tecnologias de plasma e LCD está provocando uma migração gradativa para os televisores e monitores planos, uma tendência que também contribui para reduzir o tamanho das lojas hoje em dia. O preço dos televidores "bundudos" está desmoronando, mas os consumidores não têm mais olhos para outra coisa senão para as finas e estilizadas formas das novas tecnologias.

7. O modem de 56Kbps
"Piiiiiiiiiiiiiiiiiiiii Pi Piiiiiiiiiii Piririririririiiiiii". Este som nos transporta aos primeiros anos de Internet, onde se conectar era um completo exercício de paciência, devido às velocidades que o invento atingia. Você ainda não sabe sobre qual aparelho nós estamos falando? O modem de 56kbps é o dispositivo que ficava entre o computador e a linha telefônica e que na atualidade não permite que você desfrute de serviços como YouTube sem que você fique completamente enlouquecido.

8. As máquinas fotográficas com filmes
As câmeras analógicas desapareceram das vitrines e quase nada me faz lembrar quando foi a última vez que revelei um rolo de filmes. Para 2010 o setor espera vender 104 milhões de câmeras digitais, transformando em piada as vendas de câmeras de filmes.

9. Os cabos
Isso pode parecer mais um desejo do que uma realidade, pois os cabos ainda estão longe de deixar as nossas casas, mas não me neguem a idéia de que estamos avançando neste campo. As tecnologias sem fio Bluetooth e o Wifi libertaram nossos computadores, teclados, mouses e telefones de boa parte dos fios que enfeitavam a mesa de trabalho e com a conversão dos nossos aparelhos multimídia para digital, logo será possível unir a televisão com o vídeo ou o console sem a necessidade de tanto fio.

10. O disquete
Mas ele já não estava morto e enterrado? Sim, já faz tempo que os computadores vendidos não vem mais acompanhados de disquetes, mas apesar disso, e das previsões feitas em 2004 que já falavam a mesma coisa dele e de outras tecnologias, muita gente ainda se recusa a abandoná-los. Então fiquem com ele, mas por favor, façam cópias de segurança em outros suportes para quando o dispositivo morrer de verdade.
juunin
Enviado por juunin
Membro desde
Rio de Janeiro: Brasil
label