.

Kingston vai fabricar memória no Brasil

Enviado por davidc150889, , 667 visualizações, 0 comentários
A empresa planeja iniciar a produção de módulos de memória no país em 2008.Segundo John Tu, presidente mundial da Kingston, o plano para a implantação de uma fábrica no Brasil vem sendo desenvolvido há dois anos. "Agora, estamos muito perto de transformar o projeto em realidade", disse ele em entrevista à INFO. A Kingston vem negociando com potenciais parceiros que já possuem fábricas de equipamentos eletrônicos no país. "Queremos nos associar a alguém que conheça bem o mercado brasileiro", diz ele.

O principal interesse da Kingston é fornecer componentes para a indústria de PCs. Para satisfazer às exigências do Processo Produtivo Básico (PPB) e obter incentivos fiscais, os fabricantes de computadores precisam comprar módulos de memória montados no país. Isso deixa a Kingston praticamente fora desse mercado.

Com a fabricação local, a empresa pretende atender às exigências do PPB e ainda exportar para outros países do Mercosul. A fabricação poderá ser feita numa fábrica já existente ou numa nova, a ser construída. Tu diz que as duas possibilidades estão abertas e que a empresa está, inclusive, avaliando a localização mais vantajosa para uma possível fábrica.

A Kingston é o maior fabricante mundial de módulos de memória, com 18% do mercado mundial, segundo a empresa de pesquisas iSupply. Também fabrica cartões de memória flash e memory keys. A empresa compra os waffers com os chips de fornecedores como Toshiba e Samsung. Depois, faz o corte, o encapsulamento e o teste desses componentes.


Fonte: adrenaline
davidc150889
Enviado por davidc150889
Membro desde
28 anos, Bal. Camboriu - SC
label