.

'Pai do PlayStation' deixa cargo executivo na Sony

Enviado por _Belmont, , 4 visualizações, 0 comentários
A Sony Computer Entertainment (SCEI) anunciou que Ken Kutaragi, considerado o "pai do PlayStation", deixará o cargo de presidente do conselho e executivo-chefe da divisão de games. Afastado de funções executivas, Kutaragi será presidente de honra do conselho.

Em seu lugar entra Kaz Hirai, atualmente presidente da SCEI e chefe de operações diárias, que passa a ser presidente e executivo-chefe. As mudanças valem a partir de 19 de junho.

"Estou muito contente em me graduar da Sony Computer Entertainment após introduzir quatro plataformas para a família PlayStation", disse Kutaragi. "Tem sido uma experiência excitante mudar o mundo do entretenimento computacional ao casar a tecnologia de ponta com mentes criativas de todo o mundo. Buscarei construir essa visão em meus próximos empreendimentos".

"Ken Kutaragi é uma rara combinação de visionário poderoso com empreendedor numa só pessoa", elogiou Howard Stringer, presidente da corporação Sony. "Ele não apenas criou um negócio multibilionário para o grupo Sony, mas trouxe a indústria [dos games] para uma nova dimensão".

Apesar das afirmações, as relações entre Kutaragi e Stringer estavam abaladas. O chefe da SCEI era tido como um rebelde, que não respondia aos seus superiores. Kutaragi chegou a criticar publicamente a corporação Sony em setembro de 2006 quando a produção do PlayStation 3 foi prejudicada pela falta de um componente fundamental para o leitor de Blu-ray, a mídia do aparelho.

Engenheiro por formação, Kutaragi foi o principal responsável pela criação do setor de videogames da Sony. O primeiro passo aconteceu quando fez uma parceira com a Nintendo para a produção de um CD-Rom para o Super NES. No entanto, o acordo foi rompido pela Nintendo e a Sony resolveu continuar o projeto sozinha. O resultado disso foi o primeiro PlayStation, lançado em dezembro de 1994.

A aposta na tecnologia 3D e na introdução da mídia em CD se mostrou um grande acerto, e o videogame tornou-se o mais vendido da história, com mais de 100 milhões de unidades comercializadas. O sucessor, lançado em abril de 2000, fez ainda mais sucesso, chegando a mais de 115 milhões de unidades.

No entanto, o PSP, o primeiro portátil da companhia, não teve o mesmo desempenho. Apesar de sofisticado, tem sido engolido pelo Nintendo DS. A situação agravou com o PlayStation 3, que teve desenvolvimento e estréia turbulentos, e amarga, por ora, a última posição entre os videogames de nova geração, atrás do Xbox 360 e Wii.
_Belmont
Enviado por _Belmont
Membro desde
24 anos, Viçosa
label