.

Sony "o Wii é uma compra feita por impulso"

Enviado por Anônimo, , 4 visualizações, 0 comentários
Desde que os três consoles de nova geração estão disponíveis no mercado, é interessante constatar que a guerra de palavras interpostas pelos porta-vozes não se enfraqueceu nem uma iota. Se os dois grandes protagonistas, Sony e Microsoft, também estão se mantendo nesta batalha, observamos que a Nintendo virou o alvo predileto de todas as hostilidades em resposta ao enorme sucesso do seu Wii durante o período de festas.

Numa entrevista concedida ao New York Times, o porta-voz da SCEA, Dave Karrager, afirmou que o PS3 está no caminho do sucesso com 100.000 unidades distribuídas a cada semana devido ao volume de vendas. Contudo, ele reconheceu que os números apresentaram um pequeno declínio após um período de Natal particularmente difícil.

Esta entrevista com o jornal americano também foi uma boa ocasião para se abordar à questão do Wii, que ele considera como pertencente a uma outra categoria devido à sua modesta potência. "o Wii pode ser considerado como uma simples compra feita por impulso" confidenciou ao New York Times. Se esta afirmação pode ser considerada adequada devido ao seu preço de venda nitidamente mais elevado, parece que o último console da Nintendo é encontrado regularmente em ruptura de estoque nos Estados Unidos, enquanto que o PS3 continua disponível na maior parte dos pontos de venda. A Sony explicou que este fenômeno se deve a pequena quantidade de Wii distribuídos pela Nintendo no território americano, uma explicação que o Vice-Presidente da NoA, Perrin Kaplan, desmentiu formalmente: "Nintendo distribui, pelo menos, mais unidades nos Estados Unidos que a Sony".

Considerando os objetivos do quadro de dirigentes de cada um dos dois grupos, a Sony alimentará o mercado com cerca de 400.000 máquinas/mês, contra 500.000 unidades para a Nintendo e um outro tanto para o resto do mundo.

Fonte: [url]hide:aHR0cDovL3d3dy5mb3J1bXBjcy5jb20uYnIvbm90aWNpYS5waHA/Yj0xOTkxNTM=[/url]
label