.

detonado de ARTHUS para Leisure Suit Larry: Magna Cum Laude de Geral

Enviado por ARTHUS, , 9 visualizações, 0 comentários
Essa nova e moderna edição 3D da série Leisure Suit Larry segue a tradição da saga que surgiu pela primeira vez nos PCs em 1987. O game traz situações hilárias com o clássico baixinho mulherengo que vive aprontando poucas e boas em nome do amor. Entretanto, a nova aventura do PS2 chegou com duas mudanças importantes: a primeira é que o título deixa a exclusividade dos computadores e surge nos consoles. A segunda é a aposentadoria do protagonista quarentão Larry Laffer, que cede espaço ao seu sobrinho Larry Lovage, um universitário de 25 anos que mantém no sangue a malícia da família. A história do novo Don Juan é a seguinte: sozinho na universidade, o cara vê no programa Swingles ( um reality show que organiza encontros entre solteiros) a chance de ir à farra com as gatinhas que o consideram um zero à esquerda. Para ganhar uma vaga, ele deve conquistar 15 belas garotas. Com sua fama de mala sem alça, Lovage usa truques para ganhar as meninas, entre eles mentiras descaradas e disfarces. Jogo Adulto Reforçando o clima satírico, o visual do game lembra um desenho animado, com personagens caricaturados, geometria disforme e cores berrantes. Recheado de falas com duplo sentido, os personagens não poupam piadas picantes e brincadeiras de cunho sexual. Por isso, vale lembrar que seriedade e puritanismo não combinam com o jogo. Para curtir, tudo deve ser encarado na base da zoeira. O game prende a atenção principalmente pelas animações não interativas, que servem como recompensa a cada objeto alcançado. Quem se aventurar a coletar todos os itens escondidos e tirar ?perfect? nos 120 minigames, pode passar das 15 horas de jogatina até o final. Confira o roteiro contado pelo próprio Larry. 1ª conquista: Sallly Mae Se o paraí¬so existe, ele está bem ali no final do corredor. Logo após sair do quarto, me deparei com uma deusa loira! Jeitão caipira, com camiseta xadrez e botas. Gamei no ato. Meu primeiro contato foi bacana. Ela me pediu um drinque. Moleza. Fui até a mesa ao lado, preparei a batida e voltei a falar com ela. A garota se animou e, para não perder o embalo, liguei o rádio e chamei-a para dançar. Apesar de não saber nada de bailado, até que foi fácil. Bastou repetir os comandos que ela ditava e pronto. Com o fim da música, engatei mais um papinho. Desta vez, Sally me puxou para uma disputa de moedas ao copo. A brincadeira é comum entre universitários, então foi fácil. Basta acertar a altura certa da mão antes de arremessar. Não tem erro. O que rolou depois? Bem, basta dizer que ganhei minha primeira lembrança, conhecida por ?token of affection?. 2ª conquista: Ione A biblioteca não é exatamente meu local predileto no compus, mas sabendo que uma fofura como Ione vive enfurnada lá, me obriguei a dar uma passeada entre os livros. Ela estava sentada no primeiro andar, afundada em lição. Conversando com ela, notei sua timidez. O jeito seria deixá-la mais à vontade com um golinho de conhaque. ?? dieita da biblioteca fica a Greek Quad, espaço onde costumo papear com o Comissar, O dono da garrafa de que eu precisava naquele momento! Pois bem, encontrei o cara vem ao lado das líderes de torcida. Um manjar para lamber os lábios, mas eu não podia perder o foco. Ione é o objetivo??? Por enquanto. Hehehe! Bem, falei com o Comissar, mas o sujeito não cedeu facilmente. Precisei vencê-lo numa vexatória disputa de dança antes de retomar ao alojamento e procurar pelo quarto de Ione. Nunca vou me esquecer: a porta mais enfeitada é a dela, com pisca-piscas pendurados. Mandei um xavequinho em cima dela e derrotei-a no arremesso de moedas. Fui novamente ao quarto dela e, após a conversa, precisei maquiá-la. Não que ela fosse feia, longe disso, mas pelo menos ela se sentiu mais desejada. E eu, claro, ganhei outro token of affection. 3ª conquista: Analisa Mama mia, essa italiana é melhor que rodas as pizzas do mundo juntas! Não pude resistir. Fui conversar com a morena e, pra variar, acabei desafiado no famoso arremesso de moedas. Antes que ela me esquecesse, eu convenci o grandalhão a me deixar entrar na Frat House (lugar que eu continuo chamando de casa azul, por motivos óbvios). Uma breve conversa com Aninha (para os íntimos) e fomos brincar no trampolim. Nunca vi tanta coisa pulando! O clima esfriou um pouco quando precisei falar com o pai dela ao telefone. O sujeito não foi com a minha cara e mandou uns capangas me procurarem no campus. O jeito foi escapulir. Apesar de gritar histericamente, aproveitei que ela me seguia e a trouxe para meu quarto. Resultado: mais um token na mão! 4ª conquista: Harriet Num daqueles passeios despretensiosos, me deparei com essa gracinha da banda estudantil em frente à biblioteca. O trocadilho é infame, mas ela tocou meu coração. Puxei conversa. Do nada, a garota resolveu brincar de dar tapas nas mãos. Não levo muito jeito pra isso, mas aceitei. Foi duro vencê-la. Tive que observar atentamente seus braços. Sempre que tremiam, era sinal de que ela atacaria, aí bastava retirar as minhas mãos. Em seguida, fui atrás dela no clube de dança Power Station, localizado em Nice Streets. Como eu vivo me perdendo por aqui, memorizei a Van do programa Swingles como ponto de referência. A sala é bem ali do lado. Conversei com ela. O estranho veio depois: tive de me vestir de fogos de artifício e incendiar alguns estudantes. Com sucesso tive um último encontro com Harriel que me rendeu outro token of affection. Lembrete: a voz da garota é estranha! 5ª conquista: Zanna Adoro carne, especialmente importada. Essa, pra ser exato, veio da Rússia. Um cavalheiro jamais deixaria uma beldade indefesa e sozinha vagando por Greek Quad; Eu, pelo menos, não deixei. Durante a conversa ela me disse estar sendo perseguida pelo controle de imigração. Os caras estavam na cola e tive de escapar correndo para o campus. Quando a poeira baixou, voltei a falar com ela. A aproveitadora me pediu cinco dólares para o desafio das moedas. Para piorar, precisei mudar de visual para conseguir falar com a russa novamente. Enfim, encontrei a roupa que precisava, uma tal de Swazzy Suit, no Power Stalion. Quem me vendeu foi o barman, vai entender. Mais fala que o habitual, fui falar com Zanna, que me desafiou a uma disputa no trampolim. A garota sumiu, mas ganhei minha token. 6ª conquista: Luba Para refrescar a cabeça, resolvi dar uma passada no Power Station e ver o que rolava. Tirei a sorte grande! A manguaceira da Luba tava dando sopa por lá. Infelizmente ela só conversa com bêbados, por isso precisei comprar umas cervejas antes do bate-papo. Exibida que só ela, me chamou para um encontro no trampolim do campus. Voltamos ao Power Staion para uma longa conversa. Nossa, como fala! Tive de preparar um drinque forte, ali mesmo no balcão. Para variar, uma disputa na moeda antes da xavecada final. Mais um token pro papai aqui. Hehehe! 7ª conquista: Beatrice Minha professora predileta: Beatrice. Eu me divirto muito nas aulas de orientação sexual dela. Não que eu esteja precisando de reforço nessa área, mas resolvi checar qual é a dela. Vesti minha roupa de ?geek? (acredite, ela só dá bola para os nerds) e fui até seu laboratório, no subsolo da biblioteca. Papo vai, papo vem, ela me convida a ser seu assistente. Não vi problema, afinal, a tarefa exigia apenas cuidar dos macacos na sala ao lado. O duro não era jogar a comida, mas fugir do cocô que eles ficam atirando. Argh! Mas tudo bem, sobrevivi. E saí limpo! Depois de falar com ela novamente, ganhei outra tarefa: cuidar do macaco enjaulado. Para distraí-lo, jogamos algumas moedas nos copos (nota mental: estou ficando realmente bom nesse treco!). Depois disso tive uma conversa quase sem fim com Beatrice. Se fosse só isso estaria bem. Graças a uma máquina estranha no laboratório, tive meu cérebro trocado com o do macaco, que estava completamente atiçado pela professorinha. Droga! O peludo estragou tudo! Ela estava quase caindo na minha. Mas enfim, pelo menos fiquei com o token. 8ª conquista: Charlotte Nunca me importei com a natureza e coisas do tipo. Muito menos com os macacos, afinal, os pêlos que me interessam são outros. Mas depois de ver Charlotte segurando o megafone, logo pensei besteira. Ela devia era segurar outra coisa! Ops, escapou??? Até um discurso inflamado defendendo os naturebas eu fiz! Isso sem falar da distribuição de panfletos aos estudantes. Depois de me extorquir dez dólares, precisei pintar ?um pedaço da estátua? em frentre à biblioteca. Eu, Larry Lovage, fazendo arruaça pública em nome da sacanagem. Conversei de novo com Charlotte e, para o grand finale, ajudei um pobre macaco a escapar das mãos tiranas dos guardas para receber meu token! Viva a natureza! 9ª conquista: Bilzarbra Precisava comprar umas coisinhas no supermercado, então fui até Plaid Martm, em Crappy Streets. Uau! Procurando um churrasquinho acabei encontrando o filé inteiro. Bilzarbra, meu amoreco! Conversando com ela descobrir seu desejo de conhecer o clube Spartacus. Ali mesmo em Crappy Streets. O porteiro, metido a besta, demorou a liberar a entrada. Lá dentro, encontrei novamente minha deusa mulata. Pena que precisei de dez dólares para isso. Nosso encontro seguinte ocorreu na sala de aula da Boysulay Art Gallery, em Nice Streets. Ela, entusiasmada, posou para que eu a fotografasse. Beleza. Já no meu quarto, um último papinho e um desafio final antes do meu desejado token. 10ª conquista: Koko Dizem que Paris é a cidade do amor. Sei lá, o que eu sei é que a Francesinha Koko, vestida de Pierrô e Nice Street me acendeu. Aquele biquinho enquanto fala é demais! Por ela me visto até de palhaço para impressionar a platéia. Quando nos encontramos na galeria de arte, aproveitei para declamar um poema. Para dobrá-la, propus tira algumas fotografias dela. Mas ela é exigente: precisei de imagens quase perfeitas, com enquadramento de corpo inteiro e boas poses. Depois, na sala de aula dentro da galeria, paguei 5 dólares a ela por mais uma conversa. Difícil essa garota. Precisei de mais um papinho antes do meu token. Depois dessa canseira toda, resolvi encarar algo mais suave. Conversei com a mau-humorada Uma, a apresentadora do Programa Swingles, e ela me colocou num concurso de camisetas molhadas. Meu papel não poderia ser melhor: eu mesmo joguei água nas garotas! Muito bom! A boa visão durou pouco, infelizmente. Precisei ir até o Power Station e conversar com um tal de Lucius. O sujeito andava meio preocupado com o irmão, chamado Julius(original, não??). Resolvi dar uma força e fui falar com o mane. Ele trabalha como porteiro do Tity City, uma casa noturna que eu estava louco para conhecer. Ah, isso fica em Crappy streets. Sinceramente, não deveria ter saí¬do do meu quarto de hotel hoje! Para permitir entrar, o cara me ofereceu uma troca: eu deveria fotografar o dançarino Spartacus. Bem, não exatamente o dançarino, mas o piu-piu dele! Argh! Topei, já que valeria o sacrifício. Depois fui conversar com Lucius. Ele me fez entrar num jogo. Eu precisei copiar os movimentos dele. Esquisito mas ganhei acesso à área VIP. 11ª conquista: Suzi Agora que sou VIP no Power Station, resolvi checar a área devidamente vestido com minha Cool Outfit. Sabe como é, visual extravagante para chamar atenção. Foi quase amor í primeira vista. Suzi ali parada perto da jukebox, linda, leve e solta! No fim de nossa conversa, ela me pediu que distribuí¬sse alguns panfletos para divulgar sua banda de rock. Ajudei sem hesitar. Apesar de não tocar nem campainha, concordei em dar uma força no concerto dela. Ela se mostra muito maliciosa no decorrer da conversa seguinte e me garantiu um token com uma condição: que eu desse uma palmadinhas nela. Imagina, quem sou eu para dizer não? 12ª conquista: Bárbara Jô Não existe no mundo nada melhor que uma líder de torcida. Agora Imagine a líder dos líderes! Bárbara Jô sempre foi meu sonho de consumo. Como ela gosta de esportistas, vesti minha roupa Preppy e fui falar com ela na casa rosa, em Greek Quad. O susto da primeira conversa foi embora quando nos enfrentamos na cama elástica. Olhar o ?boing boing? acalma qualquer um! Apesar dos esforços, ela me dispensou. Podre dela que achou que eu aceitaria um não. Fui à desforra. Voltei ao meu quarto e telefonei para ela me fazendo passar por seu namorado.Hahaha! Arruinei com o relacionamento e voltei ao ataque. Descolei 15 dólares e fui conversar com ela em Greek Quad. Fiz mágoa dela passar com a brincadeira da camiseta malhada. Tudo bem que tive de gastar outros 15 mangos para uma disputa de moedinhas, mas pelo menos garanti mais um token. 13ª conquista: Ione Certo, confesso que minha consciência pesou com a sacanagem que aprontei com Ione. Resolvi fazer as pazes e fui procurá-la no Spartacus. A aproximação teve de ser sutil, afinal, ela estava brava comigo. Vesti minha roupa Cool e puxei papo com o barman. Ajudei a servir algumas bebidas e , finalmente, criei coragem para falar com Ione. Cantar não era exatamente o que eu tinha em mente, mas estava sem opções, então encatei a situação. Mais uma vez tentei conversar, mas o que restou foi um concurso de dança. Ok, na terceira tentativa ela resolve ralar algo. Mas exige uma troca: eu devo correr nu por todo o bar que , aliás, é indicado para pessoas com outra opção sexual, se é que me entende. O vexame valeu pelas desculpas aceitas e pelo token. 14ª conquista: Tilly Gatinha, mas maluca. Pena que eu não sabia disso antes de procurá-la em Greek Squad. Devia ter desconfiado quando ela exigiu que me vestisse com a roupa Suit. Pior, precisei comprar todos os acessórios que o carinha em frente da casa azul tinha para vender. Gastei uma fortuna! Enfim, de visual novo fui conversar com a doida. Seu primeiro pedido foi fotos de um mane que andava de cueca no primeiro andar da casa azul. Tirei as fotos e levei outro papo com ela, desta vez no seu escritório, dentro da casa rosa. Comprovado sua esquisitice. Tilly se apresento em frente à galeria de arte, em Nice Streels, e me fez o pedido méis estranho de todos: fazer xixi em todos os quadros do lugar. Aproveitei a água perto da porta de entrada e descarreguei a mangueira nas pinturas. Depois que conversei novamente com ela, marcamos um encontro em Crappy Streets, ao lado do Lefty?s Too. Nem questionei muito, só sei que tive de recolher as peças de uma máquina e, para piorar, fugindo dos guardas que estavam no meu encalço. A única forma de distraí-lo foi largando alguns salgadinhos no chão. Não fosse o token ganho, teria sido um total desperdício de tempo. 15ª conquista: Morgan Minha última investida antes de conseguir uma vaga no Swingles! Juntei 15 dólares e rumei à biblioteca. Logo na entrada, acionei a máquina de café e preparei um expresso bem forte. Bebida que, aliás, odeio, mas esse sacrifício será recompensado. Vesti minha roupa de geek e fui conversar com Morgan, ali mesmo na biblioteca. Mais tranqüila, ela veio até meu quarto, onde tivemos um bate-papo descontraí¬do. O problema é que ela se animou demais e resolveu estapear minhas mãos. Sem nenhuma opção, o jeito foi vencê-la para engatar outro xaveco. O esforço pelo token exigiu que eu corresse nu entre os estudantes. PARA SE DAR BEM Por essa nem eu esperava. Descobri três coisas bem interessantes aqui no campus. 1 Se eu quebrar os holofotes do programa Swingles, ali perto de onde a Uma fica, eu ganho uma lente poderosa para minha máquina fotográfica. 2 Com a minha superlente, consigo dinheiro fácil. Basta eu ir até Greek Quad e, com o zoom no máximo, tirar fotos das líderes de torcida treinando. Depois eu vendo para o sujeito que fica de pé em frente à casa rosa. Repeti isso inúmeras vezes e saí com a carteira cheia de dólares. 3 Essa é sacanagem, mas como eu adoro isso, resolvi contar. Depois que encontrei todas as fadas escondidas e juntei 269 special token, consegui destravar o melhor dos segredos: garotas de topless na universidade! Ah, sim, para habilitar o segredo fui falar com meu tio Larry, em Lefty?s Tôo. Agora as meninas com quem interagir estão como vieram ao mundo! Eu sabia que você iria adorar isso também, meu chapa! Por isso anotei onde encontrar todas essas fadas: Greek Quad - atrás do telefone público, ao lado da casa rosa. Art Class - ao lado direito do quadro-negro, onde estão os rascunhos perdurados. Art Gallery - no andar superior, no ultimo quadoro da esquerda. ?? Campus - na entrada entre dois prédios. Onde há um corrimão. Crap Streets1 - vindo por Nice Streets (pelo bueiro), na viela atrás do prédio (perto do lixo). Crap Streets2 - atrás de outra viela. ??rea vip do Power Starion - na parede oposta de onde está Nigel. Biblioteca - no lado direito da porta de entrada, perto das revistas. Sorority house (casa rosa) - no andar de cima, na porta onde aparece ???. Nice Streets - no arbusto perto da parede esquerda onde se vê o trem. LEMBRTES IMPORTANTES Localização de onde encontrar aquelas roupas estranhas que algumas grotas adoram: -Cool Outfit e acessórios: no Leftys Tôo -Geek e acessórios: dirija-se ao atendente da biblioteca -Mime: após ganhar o minigame de koko. -Twiggy: depois de vencer o minigam da incrível Charlotte. -Preppy e acessórios: no Plaid Mart. -Swaazzy Suit: no Power Station. -Acessórios para Swazzy Suit: com o cara em frente à Frat House. MINIGAMES O principal minigame é o que aparece durante a conversa. O objetivo é controlar o espermatozóide enquanto o papo se desenrola. Você precisa paasá-lo por cima da carinha verde, o que garante um avanço no xaveco. Carinhas vermelhas fazem você perder confiança e, consequetemente, a vitória. Há duas barras de energia que vc deve conhecer bem: a primeira fica na parte de baixo da tela e indica o tempo de conversa restante. A outra envolve um coração no lado esquerdo. Para vc ganhar o papo, o coração deve estar na cor verde. Atenção, avançando no jogo a dificuldade sobe e novos í¬cones são acrescentados no desafio. O copo de cerveja, por exemplo, torna o controle lento e difícil, enquanto o floco de neve deixa seu herói congelado por alguns segundos. TOKENS Impressionante a que ponto chegou o capitalismo! Pode-se comprar de tudo hoje em dia, de telas de loading a desenhos de produção. Isso sem falar das modelos fazendo Topless! Yeahh, baby! Para conseguir essas jóias, eu tive que encontrar alguns ? special tokens?. Esses trecos ficam escondidos em todos os cantos que você imaginar. Vasculhe em árvores, estátuas, postes, quadros, máquinas de bebidas, gôndolas de mercado, barris, carros,fontes. Enfim, fuce bastante. Depois basta encontrar os vendedores certos e fazer a festa. ?? isso o final
ARTHUS
Enviado por ARTHUS
Membro desde
label