.

Como Gears of War se tornou o TPS mais completo e influente da indústria

Enviado por renatito91, , 0 comentários
Clique para ver a imagem em tamanho original

Foi em novembro de 2006 que o primeiro jogo da franquia Gears of War deu o ar da graça. O TPS (third person shooter) nasceu no Xbox 360 e foi criado pela Epic Games, tendo como mentor o grande Cliff Bleszinski. Gears se consolidou na indústria de jogos como um dos maiores jogos de seu gênero, e a segunda maior propriedade intelectual da Microsoft, compondo a santíssima trindade do Xbox juntamente com Halo e Forza. Como ele conseguiu alcançar esse patamar a ponto de influenciar outros jogos que vieram depois dele? Será que Gears of War é tão grandioso assim? É o que veremos nas linhas a seguir.


O SISTEMA DE COVER


Clique para ver a imagem em tamanho original

Eu não poderia falar de Gears of War sem começar pela sua mecânica de cover. Claro que Gears não inventou o sistema de cobertura, inclusive ele teve inspiração no jogo Kill Switch (2004), cujo designer, Chris Esaki, foi contratado pela Epic Games para desenvolver o aclamado TPS do Xbox. Digamos que em Gears esse sistema foi aperfeiçoada e se tornou o padrão para os jogos modernos, sendo chamado por muitos à época de ''revolucionário''. Nele o jogador pode entrar e sair do cover rapidamente com apenas um botão, possibilitando a movimentação pela barricada sem se afastar dela, e caso o jogador queira sair da cobertura ou ir para uma outra mais próxima, é só apertar um botão. Também é possível atirar por cima ou pelos lados da cobertura, bem como puxar inimigos através dela. Isso dá uma pegada mais tática ao jogo e os cenários foram todos projetados pensando pensados nessas mecânicas. Ela exige do jogador uma certa destreza e essa habilidade é colocada à prova no modo multiplayer, mas não é algo absurdo para se aprender e com algumas horas o jogador estará familiarizado.


INFLUENCIOU JOGOS COMO UNCHARTED


Clique para ver a imagem em tamanho original

O primeiro Uncharted, até um estágio bem avançado de seu desenvolvimento, seria um jogo bem diferente do que conhecemos hoje. Os seus desenvolvedores falaram que ele seria algo próximo dos antigos jogos da série Tomb Raider, mas que acabaram mudando de ideia após verem Gears of War. Segundo palavras de um dos desenvolvedores:


"Uma das coisas legais sobre Uncharted 1 é que não tínhamos ideia do que estávamos fazendo", disse Lucas Pope. "Uncharted 1 foi anunciado e então Gears (of War) saiu. E Gears inventou o moderno jogo de tiro em terceira pessoa. De repente, Gears mostrou-nos como fazê-lo [Uncharted]. Então mudamos tudo, seis meses antes do lançamento."


A inspiração que o jogo da Epic deu à indústria não parou por aí, jogos como Splinter Cell, Grand Thef Auto 4, Tomb Raider (2013), Watch Dogs e tantos outros, beberam da fonte de Gears of War. Definitivamente é um jogo que marcou época.


ESQUEMA DE ARMAS


Clique para ver a imagem em tamanho original

Gears of War, desde o seu primeiro game, apresenta um esquema com 4 armas: duas armas primárias, uma secundária, e uma granada. Cada uma tem uma jogabilidade e eficácia diferentes, com o jogador podendo alternar entre elas através do D-pad. A troca é feita de maneira rápida, não deixando o jogador na mão. Esse esquema serviu de inspiração para outros jogos que vieram depois dele, se tornando a base para os TPS modernos. Assim como em Halo, o arsenal é limitado e faz com que o jogador tenha que escolher bem a melhor arma para utilizar em determinadas situações. O jogador pode encontrar armas espalhadas pelo chão ou com inimigos mortos, possuindo uma boa variedade de metralhadoras, escopetas, revólveres, pistolas, granadas, lançadores de granadas etc. Não posso deixar de citar a Lancer, que é marca registrada da franquia, a famosa metralhadora equipada com uma serra elétrica, permitindo-nos serrar os inimigos ao meio de forma visceral. É um espetáculo ver o sangue e as tripas na tela. É uma experiência fantástica jogar com cada arma de Gears, e elas são tão diferentes entre si, que dividem as opiniões dos jogadores, com uns preferindo algumas armas em detrimento de outras e isso é notado no multiplayer. As armas de Gears possuem um método de recarregamento diferente: não basta apertar só um botão. Quando pressionamos o botão de recarregar, uma tela aparece logo abaixo do contador de munição, e aí temos que pressionar o botão novamente no tempo certo de acordo com uma barrinha que varia de arma para arma. A impressão que dá é que tudo nesse jogo é único.


HISTÓRIA MADURA E COMPLEXA


Clique para ver a imagem em tamanho original

O primeiro Gears of War segue com o protagonista Marcus Fenix, um soldado da Coalizão de Governos Ordenados (CGO) encarregado de liderar um último esforço para destruir a Horda de Locusts e salvar a humanidade no planeta Sera. A saga passou por mudanças de protagonistas, com JD Fenix sendo o principal personagem de Gears of War 4, e a Kate sendo a protagonista de Gears 5. A melancolia e desolação tomam conta da série, principalmente na trilogia inicial. Os personagens têm de lidar com a sensação de que não vão conseguir os seus objetivos, fora o luto e os sacrifícios. Minha intenção aqui não é contar a história completa de Gears - muitos já fizeram isso - mas o intuito é de ressaltar a complexidade e a grandeza que o enredo deste jogo possui. A história de Gears não fica presa somente aos jogos, ela também se expande para os livros e HQs que contam mais detalhes da trama e particularidades dos personagens. Não tenha uma visão preconceituosa, como eu vejo muito por aí, de que Gears é um jogo de caras bombados que atiram contra 'aliens'. Ele é muito mais do que isso, e a grandeza de sua história é difícil de se ver por aí, principalmente quando falamos de TPS, que são jogos focados na ação.


GEARS É FRENÉTICO!


Clique para ver a imagem em tamanho original

Falando em ação, talvez a chave do sucesso de Gears seja por ele ser muito frenético. O jogador não se vê preso em caminhadas com diálogos entendiantes, nem em cutscenes longas demais: aqui não tem papo furado, é gameplay e gameplay! Você vai se pegar o tempo todo trocando tiro com os inimigos, pulando de cover em cover e traçando e quebrando a cabeça para traçar a melhor estratégia, sendo pausado apenas por algumas cutscenes pontuais, que são breves e bastante interessantes que dão ao jogador uma maior dimensão da história. Em Gears 5 passamos a ter um mundo semi-aberto, e nem assim o jogo ficou entendiante. Sempre que chegamos em determinado ponto do mapa, logo tem algum conflito para o jogador resolver, até porque o tiroteio não pode parar. Poucos conseguiram conciliar muito (e bom) gameplay com cinemáticas empolgantes, coisa que a Epic, e agora a The Coalition, fizeram com primazia.


MULTIPLAYER COMPETITIVO


Clique para ver a imagem em tamanho original

Outro grande chamariz de Gears of War é o seu modo multiplayer. Com as mesmas mecânicas da campanha e com diversos modos, o multijogador da série conquistou muitos corações e até hoje é bastante jogado, inclusive os Gears de Xbox 360. Porém, aqui não é para amadores. Assim como em Halo, o multiplayer de Gears é recheado de pro players, então você terá que treinar muito para chegar num nível mais competitivo nas partidas. Não chore, praticando você irá melhorar o seu desempenho e logo estarás dando aula, mas para isso, é claro, se exige afinco. O jogo possui um grande incentivo aos E-sports, com campeonatos todos os anos que dão premiações generosas e tendo total suporte da Microsoft, com direito a página oficial para essa modalidade. Já falei que Gears tem um modo campanha forte, uma história forte e agora um modo multiplayer forte, por isso afirmo que ele é o TPS mais complexo e completo do mercado. Acredito que não há discussão.




É isso, pessoal, encerro por aqui mais um artigo que mostra a importância e grandeza de franquias da Microsoft. Espero que vocês tenham gostado, me perdoem caso eu tenha me equivocado ou errado alguma palavra ou concordância, e não esqueçam de deixar as suas opiniões para assim enriquecermos o debate. Nos vemos em breve e aguardem o próximo artigo que será sobre Forza! Bom domingo a todos.
renatito91
Enviado por renatito91
Membro desde
28 anos
label
Deixe seu comentário para sabermos o que você achou da publicação
Não se esqueça que você pode participar do nosso Discord.
E também nos seguir no CANAL, Facebook, Twitter, e na nossa curadorida da Steam.