.

Por que Top Gear não é famoso fora do Brasil?

Enviado por renatito91, , 0 comentários
Clique para ver a imagem em tamanho original

Estava numa página agora há pouco onde o pessoal é apaixonado por Super Nintendo e essa pergunta foi levantada. Aliás, já havia me perguntado isso há muito tempo e já na época fui pesquisar sobre o jogo e, anos depois, entendendo um pouco mais do nosso mercado interno, importações e pirataria na época do Super Nintendo, consegui elaborar uma resposta mais trabalhada.


Clique para ver a imagem em tamanho original


Por vários motivos. Apesar de eu adorar esse jogo e ele ser um dos meus favoritos de todos os tempos, consigo entender.

Primeiro que fora da America Latina, nos mercados grandes, quase não há jogos piratas. O mercado de paralelos com produção e venda por gente do Peru, Colômbia, Equador e etc., e distribuição pelo Paraguai e Argentina no Brasil sempre foi muito forte. Inclusive os chineses que já nos anos 90 distribuíam peças e produtos. Mas na America do Norte, Japão e Europa, não. E esse é o primeiro motivo: Esse jogo, por ser uma rom simples de copiar, foi pirateado em todo tipo de cartucho, principalmente naqueles com mais de um jogo. Era até difícil achar um cartucho só com Top Gear, ele sempre vinha num pacotão. E nos cartuchos com vários era meio que obrigação ter o primeiro da franquia no meio dos jogos.

Atrelado a esse motivo está o fato da baixa publicidade, pois ambas, Kemko e Gremlim, faziam e distribuíam principalmente jogos de PC - tanto que o Top Gear, lançado em 1992, é a versão espiritual para consoles de um jogo anterior feito para Amiga, o Lotus Turbo Challenge, de 1990. Inclusive muitas das músicas do Top Gear são desse jogo e foram remixadas para o SNES. Portanto, Top Gear é basicamente um downgrade de um jogo que já existia antes pra PC. Eles não se esforçaram em divulgar muito um jogo assim. Exatamente por isso é complicado encontrar um cartucho original e americano dele por aqui, e sempre é caro.




O terceiro motivo é o visual simplista. Apesar da jogabilidade balanceada e de fácil aprendizado, e de ser um jogo extremamente competitivo mas sem ser injusto, o visual dele na época do lançamento competia com Mario Kart, os jogos de F1 e Indy, Off Road, entre outros mais robustos, por assim dizer. E, convenhamos, graficamente ele não é o jogo mais bonito que já vimos. Se ele não fosse tão difundido nos cartuchos piratas com vários jogos, é provável que nós também não o conhecêssemos tanto. Seria difícil ele chamar a atenção assim.

E, por último, ele jamais entrou na biblioteca de grandes clássicos do console exatamente por não ser popular e existirem poucos cartuchos originais mundo afora. Ainda hoje somente nós reverenciamos esse jogo, ele não é cult em nenhum lugar do mundo.

Todos os motivos se misturam e convergem. Posso ter negligenciado outros fatores e provavelmente tem muito mais coisas a analisar, mas acho que as principais são essas.

É um excelente jogo de corrida e foi realmente marcante na infância de muita gente. Mas não temos como negar que nós brasileiros somos os únicos que dão grande valor à ele. E está ótimo assim.


Créditos ao joanan_van_dort do site Alvanista.
renatito91
Enviado por renatito91
Membro desde
28 anos
label
Deixe seu comentário para sabermos o que você achou da publicação
Não se esqueça que você pode participar do nosso Discord.
E também nos seguir no Facebook, Twitter, e na nossa curadorida da Steam.