.

Digital Foundry - Forza Horizon fica espantoso a 4K no Xbox One X

Enviado por SSA_Gamer, , 729 visualizações, 0 comentários
[img]hide:aHR0cDovL2ltYWdlcy5ldXJvZ2FtZXIubmV0LzIwMTgvYXJ0aWNsZXMvMjAxOC0wMy0wMy0xMS0yMy8xMzUxMzYxNzY0LjYyLmpwZy9FRzExL3Jlc2l6ZS85NjB4LTEvcXVhbGl0eS85MC9mb3JtYXQvanBn[/img]

Não precisa de remaster: é outra bela amostra da retro-compatibilidade.


A Microsoft apresentou novos jogos Xbox 360 retro-compatíveis com melhorias no Xbox One X - Forza Horizon, The Witcher 2, Crackdown 2 e Fable Anniversary Edition. Temos um aumento de 9x na resolução em todos, juntamente com melhor performance onde necessário, mas o nosso foco hoje é Forza Horizon. A qualidade de imagem é incrível nesta transição para Ultra HD e até existem mais melhorias.

Forza Horizon é uma referência na Xbox 360 - uma colaboração de sucesso entre a Turn 10 e a Playground Games. A Playground manteve as físicas a 360Hz e conseguiu ainda melhorar o motor de Forza MotorSport 4, acrescentando iluminação por hora do dia em sintonia com a das mais de 200 variáveis existentes em FM4, uma bela iluminação por imagem e conduta de cor adequada. O conceito de mundo aberto foi uma ideia da Playground e a tecnologia de streaming para criar uma experiência de corrida de larga escala foi feita pelo próprio estúdio. Foi o início de uma colaboração que beneficiaria ambos os estúdios.

O que tornou possível o conceito de Forza Horizon foi mudar o rácio de 60Hz característico da série para 30 fotogramas por segundo, uma performance fixa na original e no Xbox One X. O avançado motion blur tenta mitigar a diferença e apesar da chegada do novo modo de performance no emulador do X, não faz muito por este jogo.

A consistência no rácio de fotogramas foi construída desde o início. Forza Horizon usou um sistema de orçamento CPU e GPU muito bem planeado, definido durante o desenvolvimento e baseado nos piores casos, para assegurar a melhor performance - é uma técnica usada pela Turn 10 na série principal. O novo modo de performance usa o poder GPU extra para obter melhores rácios de fotogramas ao invés de melhor resolução, mas não pode exceder o limite estabelecido pelo original. Quando 30fps é o alvo e chegas lá na perfeição, a margem de manobra existente não é muito útil.




Mantém-te no modo normal é a nossa recomendação. O 'Método Heutchy' da Microsoft - recebeu o nome do engenheiro que o concebeu - aumenta a resolução por três em ambos os eixos, significando que um jogo 720p correrá a 3840x2160 nç Xbox One X. O emulador assegura-se que são usados mip-maps da maior qualidade para obter detalhe adicional, mas a dedicação da Playground à qualidade de imagem recompensa imenso aqui. O jogo Xbox 360 usa 4x multi-sampling anti-aliasing (MSAA) juntamente com FXAA quando os recursos GPU o permitem. O resultado é espetacular a 4K.

Seria exagerado dizer que se aguenta bem ao lado dos sucessores lançados na Xbox One, mas certos aspectos da apresentação ainda são incríveis. Mesmo a 4K, o detalhe sub-pixel nos objetos - especialmente na vegetação - podem reluzir em movimento, mas com a sua forte abordagem à anti-aliasing, Horizon fica praticamente perfeito. Se jogares num ecrã 1080p na tua X, a qualidade de imagem beneficia com super-sampling, apresentando uma incrível série de técnicas AA a funcionar em conjunto. Em movimento, combinado com o nível de detalhe e espantosa iluminação, Forza Horizon na X é algo muito especial.

Mas é um jogo do seu tempo, a geometria nos veículos e ambientes ficou muito melhor ao passar da 360 para o Xbox One, o detalhe geral e abordagem à iluminação são de outro nível em Forza Horizon 2 de 2014. Ao assistir às repetições, também fica evidente a fidelidade adicional na simulação das físicas fornecida pela Xbox One. De acordo com a Playground e até a metodologia para construir jogos Xbox 360 melhorados na X - todas as melhorias são feitas pelo emulador. Isto levanta a questão - o que se passa com a fontografia em super alta resolução em Forza Horizon?




Talvez a maior limitação no procedimento das melhorias para a X sejam os elementos originais 2D que foram construídos para 720p, o texto e bitmaps de arte são convertidos 9x para o ecrã 4K, ficando com um aspecto pouco nítido. Alguns aspectos disto persistem em Forza Horizon, mas o texto parece ser renderizado na resolução nativa. É uma grande diferença na consistência da imagem da apresentação 4K, deixando-nos a pensar que os jogadores na X recebem um asset de maior qualidade ou se já estavam presentes no original. Seja de que forma for, agradecemos a sua presença.

Zelda Breath of the Wild: Locais das Memórias Perdidas
Zelda Breath of the Wild: Locais das Memórias Perdidas
O Forza Horizon original ainda se mantém como um grande jogo. Corre bem e a transição para 4K é uma boa desculpa para voltar a pegar nele, para ver o início de uma série que se tornaria num grande sucesso. Forza Horizon 3 tornou-se dos maiores sucessos first party da Xbox One, que já recebeu a sua actualização 4K. Agora só falta o excelente Forza Horizon 2 receber uma actualização 4K na Xbox One X - algo que aguardamos. Revisitar a sequela antes de criar este artigo mostrou-nos que ainda é um encanto visual e ficaria lindo a 4K nativa na X.

Forza Horizon é um lançamento forte para o catálogo de retro-compatíveis melhorados para a Xbox One X e queremos testar os outros jogos. The Witcher 2 livrou-se do tearing e melhorou a performance, mas também ficamos fascinados pelas melhorias no motor e optimizações para 4K (3840x2016 para sermos exactos, o original corria a 1280x672) e como se compara com a versão PC a 4K. Depois temos Fable Anniversary Edition e Crackdown 2 - ambos afectados por má performance no original. Será que a Xbox One X oferece uma melhoria na resolução e um rácio de fotogramas fixo? Será que o modo de performance do emulador consegue ser útil aqui? Teremos respostas em breve.
SSA_Gamer
Enviado por SSA_Gamer
Membro desde
68 anos, Salvador
label