.
4.5

Análise do jogo "The Sims 3" para PC escrito por Uol Jogos

Escrito por Uol Jogos, nota 4.5 de 5, enviado por ekans,
De projeto experimental de Will Wright, a série "The Sims" converteu-se em menos de uma década em uma das marcas mais rentáveis da Electronic Arts e a série de jogos de computador mais vendida na história dos videogames. Com "The Sims 2" e as diversas expansões, a franquia alcançou um nível de liberdade e detalhamento raramente visto. Com o jogo é possível viver vidas virtuais inteiras e das mais diversas. Fãs fazem filmes, seriados e realizam os desejos mais íntimos da vida real por meio da realidade virtual dos Sims. Após cinco anos acrescentando conteúdo ao episódio, a EA dá um passo adiante e lança "The Sims 3". As promessas eram de ainda mais opções de atividades para as pessoinhas de mentira e uma liberdade sem igual para criar e personalizar. Para uma série que já primava pelo amplo grau de potencial criativo, parecia não ser muito, mas a competência dos desenvolvedores consegue surpreender e muito. Ainda assim, "The Sims 3" é um jogo que privilegia os veteranos da franquia, deixando meio de lado novatos. [b]Criar e mudar, é só começar[/b] Que fique claro: o impacto da transição de "The Sims 2" para "The Sims 3" é muito menor do que na passagem do primeiro para o segundo título da série. Em todos os aspectos, desde visual até mecânica de jogo. De fato, "The Sims 3" pode ser considerada a versão dos sonhos dos fãs antigos. Os desenvolvedores fizeram questão de ressaltar durante a produção do game que estavam ouvindo as críticas e sugestões da comunidade de aficionados e isso é bem perceptível. Na prática, isso se traduz na possibilidade de personalizar praticamente tudo: pessoas, roupas, objetos e decoração. Os sistemas de edição agora estão bem mais versáteis e intuitivos. Um elemento comum a todos eles é a ferramenta de criação de cor. Além dos diversos padrões pré-fabricados, pode-se pegar qualquer um deles e mudar suas definições, desde cor até textura, para depois salvar e utilizar quando e onde quiser - ou até mesmo compartilhar com amigos e a comunidade de jogadores. Isso se aplica também a objetos, móveis e até outros elementos de decoração da casa, como o papel de parede. Até aí a mecânica de jogo é clemente, permitindo gastar o tempo que for para planejar e moldar tudo como melhor preferir. Posteriormente, todo esse material pode ser enviado para a comunidade online oficial de "The Sims 3" para que outros usuários baixem de graça as suas e tantas outras criações. Não apenas isso, fotos e vídeos também entram na brincadeira, sendo que "The Sims 3" conta com um editor de vídeos prático e intuitivo. De maneira geral lembra muito a comunidade criada para "Spore" - não por acaso, outra franquia da Maxis. [b]Refinado para veteranos[/b] Quando começa a ação em si a situação muda. Veteranos não terão problemas já que tudo continua bem parecido. As principais diferenças ficam por conta da dimensão do ambiente - não mais restrito à casa ou um lugar fechado - e ao novo sistema de ambições. No que se refere ao cenário, imagine que agora um bairro completo figura no campo de jogo. Sendo assim, há mais opções de lugares a visitar, atividades para participar e pessoas com que interagir. Quem já conhece a série tira isso de letra, mas aqueles que estão chegando agora podem ter problemas para gerenciar tudo que ocorre. Para piorar, os tutoriais não são claros e intuitivos, baseando-se demais em textos com fotos ilustrativas. Vídeos com exemplos ajudariam mais. Em seguida deve-se lidar com a versão reformulada do sistema de desejos e ambições do Sims. Agora eles contam com características que acabam definindo personalidades únicas para cada um. A partir disso o game estipula metas de vida máximas para cada Sim. Contudo, objetivos menores aparecem o tempo todo também, como se fossem missões paralelas, as chamadas 'quests' em jogos online. Aceitá-las ou não depende de quem joga. A maioria contribue em alcançar o objetivo de vida máximo ao passo que algumas outras desenvolvem interesses alternativos. Ou seja, nesses momentos convém ter certo planejamento. Sua ideia é alcançar o sonho de vida? Ou então tornar seu Sim uma pessoa interessante e conhecedora de muitos assuntos? Ou talvez nada disso? Enfim, suas escolhas afetam diretamente o caminho da pessoinha de mentira. O sistema é interessante, prático, traz certa dose de desafio e refina imensamente a mecânica similar utilizada em The Sims 2. Contudo, no final se aplica a mesma máxima explicada sobre os editores de conteúdo: veteranos vão curtir e apreciar rapidamente, iniciantes penarão para entender o excesso de informações simultâneas. [b]Simplesmente bonito[/b] Tecnicamente, The Sims 3 se limita a fazer aquilo o que se espera - que não é exatamente pouco. O visual apresenta sensíveis melhoras, principalmente nos efeitos de luz e sombra e definição de texturas. Sai de cena o tom cômico, quase de desenho animado de "The Sims 2", entra em cena uma direção de arte mais sóbria e carismática, não tão exagerada. Os ambientes externos apresentam riqueza de detalhes e as animações também estão mais elaboradas. O mesmo não vale para o som, já que não há muito o que mudar aqui. Os Sims continuam falando engraçadas baboseiras em Simlish e a única real novidade é que pode-se ajustar o tom de voz dos personages ao criá-los. No mais, músicas animadas para ambientes e algumas tantas composições licenciadas nas quais os artistas cantam em Simlish - como acontece com "Ghosts", do conjunto Ladytron. CONSIDERA????ES "The Sims 3" é um jogo que refina a mecânica bem sucedida de "The Sims 2" e acrescenta inúmeras novas possibilidades de personalização e distribuição de conteúdo. Os fãs de longa data encontrarão aqui uma experiência de jogo perfeita, que se manterá fresca e inovadora durante anos a fio. Infelizmente, isso vem ao preço de fácil acesso ao game, que ficou mais complicado para iniciantes entenderem e dominarem. Ainda assim, "The Sims 3" possui atrativos o bastante para convencer boa parte daqueles que encontrarem dificuldades a se dedicarem ao game.
Fonte: Uol Jogos
ekans
Enviado por ekans
Membro desde
label