.
3.5

Análise do jogo "Need for Speed: Nitro" para Wii escrito por Uol Jogos

Escrito por Uol Jogos, nota 3.5 de 5, enviado por Giordano Trabach,
A renovação da série "Need for Speed" promovida pela Electronic Arts nesta temporada brindou donos de computadores e videogames de alta definição com "SHIFT", que privilegiou visual e mecânicas bem realistas. Enquanto isso, a edição de Wii tomou rumo distinto e culminou neste "Nitro", título que busca aproveitar as características do Wii e trazer uma experiência mais fácil e descompromissada. Tal qual acontece em outras produções recentes da EA para o videogame, os gráficos trazem estilo similar a desenho animado e os controles são fáceis de assimilar, mas o game peca pela simplicidade em demasia e falta de variedade. [t2]Simples demais[/t2] Em termos de estrutura, "Nitro" se assemelha ao primeiro "Need for Speed Underground", tendo como peça central um modo carreira em que se deve competir em uma ampla quantidade de provas, ganhando dinheiro, equipando melhor seus veículos e adquirindo outros. Um ponto bacana é que as corridas acontecem em diversos locais do planeta, incluindo de forma destacada o Brasil, com pistas situadas no Rio de Janeiro. As outras cidades contempladas são Cairo, Madrid, Cingapura e Dubai. Os tipos de competições possuem desde corridas normais a desafios de tempo, eliminação (em que o último colocado é eliminado após certo tempo) e arrancadas (as chamadas Drag Races). Infelizmente, todas acabam se comportando de maneira similar, com poucas peculiaridades. Mesmo as de arrancada, que possuem controles diferenciados (tal qual ocorria em "Underground") pouco diferem das outras provas. Assim, com o tempo "Nitro" acaba cansando pela repetição e falta de desafio. Os controles não comprometem, porém pouco se esforçam para oferecer diversidade ou mecânicas divertidas e instigantes. O estilo é descontraído (o chamado Arcade) e assim pouco exige de técnicas avançadas de pilotagem. Basta pisar fundo no acelearador, virar com exagero e abusar do turbo quando o tiver disponível. A resposta é rápida e, ao menos, é possível utilizar todos os métodos de controles possíveis no Wii - ou seja, até mesmo usar o joystick de GameCube. Há modos de partida para até quatro pessoas simultaneamente, mas infelizmente nada de online. O visual brilha como um dos grandes diferenciais de "Nitro". O design dos carros é colorido e exagerado, assemelhando-se a desenhos animados. Em contraste, os cenários são pobres e simples, carecendo de detalhes mais marcantes que diferenciem as pistas do Rio e as do Cairo, por exemplo. O charme fica por conta de um elemento nas corridas que faz com que prédios e outros objetos sejam pintados com a cor e símbolo do carro em primeiro lugar. O efeito lembra vagamente o visto em "De Blob", mas não passa de firula estética sem fins práticos. Felizmente, a sensação de velocidade é excelente e empolgante. A trilha sonora carece da produção arrojada das versões anteriores, mas de maneira alguma compromete. Seguindo o estilo gráfico, os roncos de motores são exagerados e em nada combinam com os carrinhos de passeio que se pode usar nas corridas (bólidos mais potentes também estão presentes), mas isso não é problema tendo em vista a proposta estilizada de "Nitro". Um detalhe bacana fica para os efeitos sonoros, como os carros de polícia cujos avisos são feitos nos idiomas das cidades de cada corrida - por exemplo, no Rio de Janeiro é possível entender claramente os chamados policiais em português com sotaque brasileiro. O game ainda oferece inúmeras ferramentas para personalizar o visual dos carros, mas o valor disso acaba caindo perante a escassez de opções de partida, tornando a vida útil do jogo bem curta. [t2]Considerações[/t2] "Need for Speed: Nitro" acerta em cheio ao adaptar a aclamada série às limitações do Wii. Os gráficos, ainda que simples, são cheios de charme e passam boa sensação de velocidade. Os controles também agradam, mas o título peca imensamente ao limitar a quantidade de opções de corrida e modos de jogo. Por ora fica o gosto de potencial desperdiçado, mas a produção já empolga para futuras versões.
Fonte: Uol Jogos
Giordano Trabach
Enviado por Giordano Trabach
Membro desde
23 anos, Espírito Santo
label