.
3.5

Análise do jogo "Band Hero" para X360 escrito por Uol Jogos

Escrito por Uol Jogos, nota 3.5 de 5, enviado por Giordano Trabach,
Os jogos musicais se estabeleceram como uma das mais populares e lucrativas vertentes dos videogames. Desde a chegada do primeiro "Guitar Hero" no PlayStation 2 em 2005, a oferta de títulos musicais aumentou, com opções para quase todos os gostos. Para angariar ainda mais jogadores, a Activision decidiu apostar em uma sonoridade pop. Assim nasce "Band Hero", game musical dirigido ao público infanto-juvenil. "Band Hero" é um clone de "Guitar Hero 5" com pequenas modificações estéticas para agradar a faixa etária à qual o jogo se destina. ?? possível jogar com guitarra, baixo, bateria ou nos vocais. Da mesma forma que os últimos games da série "Guitar Hero", o uso de instrumentos é obrigatório. O jogo aceita qualquer combinação de instrumentos e é possível entrar e sair da partida a qualquer momento, da mesma forma que em "Guitar Hero 5" e a Activision não elaborou novos instrumentos: o kit de "Band Hero" é idêntico ao último "Guitar Hero". Também há a opção de criar suas próprias músicas e claro, personalizar os integrantes da banda. Em "Band Hero", novas características como penteados, roupas e acessórios são liberadas conforme a banda avança no modo carreira e cumpre desafios específicos de cada música, mas não é necessário comprar esses itens. Eles ficam automaticamente liberados na tela de personalização e as opções incluem desde terninhos no melhor estilo "Jonas Brothers" até asas de anjo e olhos de anime. Destaque para os olhos demoníacos que destoam do conjunto, mas garantem um visual realmente "irado". [t2]Filtro cor-de-rosa, visual comportado[/t2] A carreira é curta e o desenvolvimento não é tão profundo quanto nos títulos musicais mais recentes. Jogadores mais dedicados retornarão a ela para vencer todos os desafios propostos, mas a maioria seguirá para a diversão imediata de tocar algumas músicas com os amigos. A reforma estética deu aos menus, animações e cenários toques roxos, cor-de-rosa e brilhantes e o mesmo pode ser dito dos músicos, inclusive os personagens icônicos da franquia "Guitar Hero". Fãs certamente vão estranhar o novo visual do glam Izzy Sparks ou do grandalhão Axel Steel, muito mais alinhados do que em outros jogos. ?? possível liberar outros artistas, entre eles os integrantes da banda pop No Doubt, o camaleônico David Bowie, a cantora country Taylor Swift e Adan Levine, do Maroon 5. O repertório de "Band Hero" conta com 65 canções, que vão de "Dirty Little Secret" do All-American Rejects e "Bring Me To Life" do Evanescence até o pop dançante de "Wannabe" das Spice Girls. Há também faixas do Queen, Foo Fighters, Culture Club e até mesmo "American Pie" de Don Mclean e "YMCA" do Village People. O game conta com as mesmas opções multiplayer de "Guitar Hero 5". Na versão Wii, há uma integração muito forte com o portátil DS, com a volta do modo "Roadie Battle" em que enquanto os jogadores duelam no palco, outros dois podem sabotar os rivais através do portátil. Durante a carreira, o DS é usado para tocar pedidos dos fãs. Nesse caso, é preciso ter a versão portátil de "Band Hero". ?? possível importar as músicas dos jogos "Guitar Hero World Tour", "Guitar Hero: Smash Hits" e "Guitar Hero 5" para "Band Hero", mas é preciso pagar cinco dólares por isso. Quase todo o catálogo de músicas disponíveis para download para "Guitar Hero" pode ser utilizado em "Band Hero". [t2]Considerações[/t2] Essencialmente, "Band Hero" é uma versão maquiada de "Guitar Hero 5", produzida para agradar aos mais jovens e aos fãs de música pop. Trata-se de uma boa opção de entretenimento, mas faltou esforço da Activision em torná-lo um produto realmente diferente do mais recente "Guitar Hero", lançado dois meses atrás.
Fonte: Uol Jogos
Giordano Trabach
Enviado por Giordano Trabach
Membro desde
23 anos, Espírito Santo
label