.
9

Análise do jogo "Grim Fandango" para PC escrito por Outer Space

Escrito por Outer Space, nota 9 de 10, enviado por Giordano Trabach,
Criado pelo experiente Tim Schafer (Full Throttle, Day of the Tentacle), Grim Fandango se inspira nas festas dos mortos do folclore Mexicano e nos film-noir da década de 30, 40 e 50, onde a corrupção, mulheres falsas, enredos tortuosos e diálogos inteligentes imperavam. O personagem principal de Grim Fandando é Manny Calavera, um esqueleto que trabalha como agente de viagem da morte. Sua função é levar as pessoas do mundo dos vivos para um "tour" macabro de 4 anos pelo mundo dos mortos (Uau!). Só que a já amaldiçoada profissão se torna ainda mais horrível quando Manuel percebe que um complô faz com que ele só pegue os "clientes" errados e se meta numa enrascada que põe em risco a chance da sua própria alma descansar em paz. [t2]Criatividade em alta[/t2] ?? realmente interessante ver como 3 assuntos totalmente distintos (cultura Asteca, folclore Mexicano e filmes Noir) foram mesclados com maestria criando uma sátira dos tempos modernos no melhor estilo de épicos como O Poderoso Chefão e Os Bons Companheiros. Em Grim Fandango, como em outros jogos da LucasArts, você nota nitidamente a transposição de certos viéses humanos para a caracterização psicológica dos personagens do jogo: há corruptos, ranzinzas, malandros, todo-poderosos, arrogantes, revolucionários, imbecis, conquistadores, falsos, puxa-sacos, e diversos outros tipos encontrados por aí... Tudo isso é temperado com o humor característico da LucasArts. ?? essa complexidade conceitual que faz com que os adventures da LucasArts se destaquem do resto, criando um mundo de ilusões e fantasias que prende o jogador até o final da narrativa. A criatividade do jogo é uma ótima alternativa para fugir da mesmice dos jogos de PC atuais. [t2]A grande novidade[/t2] Não poderíamos deixar de citar a grande novidade presente na versão nacional de Grim Fandango: a dublagem completa do jogo em português. Realmente ficamos surpreendidos com a qualidade final do trabalho realizado pela Brasoft, extremamente bem cuidado, principalmente pela variedade de perfis dos personagens durante todo o jogo. Essa é uma novidade que agradará aos jogadores que tinham a língua como o maior inimigo na iniciação em jogos de aventura. [t2]O melhor jogo da LucasArts?[/t2] Tudo depende do ponto de vista. Embora Grim Fandango se mantenha acima da média e esteja pau a pau com os melhores adventures já feitos pela LucasArts, o jogo tem lá seus defeitos. Ele é revolucionário apenas na história e criatividade, pois a mecânica do jogo continua a mesma. Aliás, está pior. A velha interface que usava o mouse em 100% das ações foi totalmente abolida. Agora, você controla o seu personagem via teclado ou joystick, no melhor estilo Resident Evil ou Tomb Raider. Ao invés de simplesmente clicar nos objetos com o mouse para examiná-los como nos jogos anteriores, Manny Calavera apenas "olha" para eles. Desta forma, você tem que rodopiar todo o cenário para ver se há algum objeto escondido, ou ficar atento para que algum ângulo de câmera mais distante não prejudique sua observação. O controle de seu personagem também deixa a desejar, e há muitos "bugs" na versão lançada. ??s vezes, você passa preciosos minutos de seu tempo tentando entrar numa sala, elevador, ou simplesmente percorrendo os gigantescos cenários. E isso irrita. Em compensação, os "puzzles" estão mais difíceis e inteligentes do que nunca. Se você quer terminar o jogo em 2 dias, esqueça. Grim Fandango consumirá horas do seu tempo na resolução dos seus complicados enigmas. Em alguns casos, quando você já estiver cansado de tentar resolver um enigma, é necessário recorrer a um "FAQ" para achar a solução. Isso arruina as surpresas do jogo, mas te deixa mais empolgado para percorrer o restante da aventura. Você escolhe a melhor alternativa! [t2]O Veredicto:[/t2] Grim Fandango é mais um típico adventure da LucasArts, repleto de tramas complexas, personagens únicos, história envolvente, humor de alto nível e "puzzles" muito inteligentes. Vai agradar aos "macacos velhos", acostumados com pérolas como "Indiana Jones and The Fate of Atlantis" "The Dig" e "Monkey Island"; e também aos iniciantes do gênero. Uma pena que a interface do jogo e os constantes "bugs" atrapalhem sua agraciação por completo. [t2]Prós:[/t2] [list]Enredo extremamente criativo e envolvente. Bela produção gráfica.[/list] [t2]Contras:[/t2] [list]Controle do personagem irrita. Não jogue jamais Grim Fandango em um CD ROM mais lento que 12X, o jogo demora demais a carregar.[/list]
Fonte: Outer Space
Giordano Trabach
Enviado por Giordano Trabach
Membro desde
23 anos, Espírito Santo
label