.
9

Análise do jogo "World in Conflict: Soviet Assault" para PC escrito por GameVicio

Escrito por GameVicio, nota 9 de 10, enviado por BS Soldier,
[t1]Enredo[/t1] A história do game é baseada em fatos reais até certo ponto. Passa-se na década de 1980, durante a Guerra Fria, um confronto entre EUA e URSS em que não houve combates. Porém, o jogo traz um campo de batalha como cenário, onde há tanques, helicópteros, artilharia, exércitos lutando uns contra os outros. E é nesse cenário, dentro do próprio EUA que acontece essa Terceira Guerra Mundial durante a Guerra Fria. A campanha é dividida entre "Pacto de Varsóvia" e "OTAN", ou seja, em uma missão, você comanda tropas russas, em outra, você comanda tropas americanas. [t1]Jogabilidade[/t1] Diferente dos outros jogos de estratégia, que buscam envolver o jogador, dando-lhe oportunidade de coletar recursos, criar um centro de comando para reunir unidades, World in Conflict leva-nos direto para a guerra, e apenas recebendo unidades para a batalha. Isso com certeza exije muito mais estratégia, pensamento, e o jogador fica muito mais antenado ao jogo, dando atenção aos detalhes e procurando a melhor forma de resolver o problema. Antes de começar a campanha, o jogador tem a possibilidade de passar pelo treinamento, que no caso é o tutorial. Nele, são ensinadas todas as funções básicas do jogo, desde câmera e movimentos até combate, uso das unidades e dos ataques especiais. O combate também está bem trabalhado, e você deve cumpir os objetivos para ganhar pontos para chamar ajuda tática ou recrutar novas unidades. A ajuda tática pode ser não-destrutiva (radares, transporte de unidades e reparo de pontes) ataque seletivo e indiscriminado e bombardeios de saturação (certos bombardeios estão disponíveis apenas para certas organizações). As unidades disponíveis são de Suporte (antiaéreos, artilharias e tanque de reparos), Aéreos (helicópteros de ataque, patrulha e transporte), Infantaria (demolição, anti-tanque, atirador de elite e pelotão normal) e Blindados (tanques leves, pesados e médios), transportes blindados e anfíbios). A HUD (interface) é composta por mini-mapa, paleta de ordens, menu de ajuda e menu de reforços (no modo de vários jogadores há a barra de dominação). Além do mini-mapa, há a opção do mega-mapa, que geralmente é usado para ver os lugares mais longes e para configurar a LZ para receber unidades novas. Há também a opção de criação de novos mapas com a ferramenta embutida no game. [t1]Visual Gráfico[/t1] Deixando um pouco a jogabilidade de lado, vamos falar de gráficos. Se você não tiver uma máquina boa, o jogo pode dar alguns lags, mas não se preocupe, os gráficos ainda sim serão bons. São típicos de jogos de estratégia, estão concentrados nos efeitos e elementos do cenário, porém se você aproximar a câmera perto dos soldados da infantaria, por exemplo, verá que eles não são tão bem trabalhados como o resto do cenário. Mas, como diz o slogan da campanha, ???Don???t look the graphics, enjoy the game??? (não olhe os gráficos, aproveite o jogo). [t1]Áudio[/t1] Outro quesito muito legal no jogo é o áudio. Está muito bem trabalhado, os diálogos estão bem legais, inclusive contam com legendas, o som da batalha dá uma impressão muito boa, se você aproximar a câmera perto dos soldados da infantaria, pode ouvir eles dialogando também, as destruições, os bombardeios tem um som bem legal também, outra coisa boa é que o jogo avisa se o jogador perde unidades. [t1]Outros[/t1] O jogo tem vários cinematics, que podem ser vistos durante a campanha, no começo de cada mapa, e também no menu do perfil, sem afetar o progresso no jogo. Também há vários filmes durante as missões, e o jogo não fica tão cansativo como parece. [t1]Multiplayer[/t1] Após a instalação, o jogo automaticamente coloca dois atalhos no desktop: um para inicialização normal do jogo, e outro para jogo apenas multiplayer. O modo de vários jogadores agrada muito, pois logo de cara, quando você roda, instala o patch mais atual e abaixa vários mapas novos. O jogo é basicamente como o jogador único, porém como eu disse há uma diferença na HUD há a barra de dominação, que mostra que time está ganhando. Há quatro modos de jogo: dominação, em que os times lutam pelos pontos de comando no mapa; assalto, que é jogado em duas rodadas, e em cada uma delas um time ataca e outro defende alguns pontos de comando; cabo de guerra, onde há várias linhas de frente e a medida que um time a captura ela vai avançando; e poucos jogadores, que pode ser jogando no popular ???x1???, que dois jogadores jogam entre si. O modo vários jogadores tem todas as funções do modo único jogador. [t1]Conclusão[/t1] World in Conflict é diferente de todos os outros, pois leva você direto para a guerra, sem ter uma estratégia preparada. Com belos gráficos, áudio muito bom, uma bela história e jogabilidade quase perfeita, ele recebe uma bela nota
Fonte: GameVicio
BS Soldier
Enviado por BS Soldier
Membro desde
22 anos, Rio Grande do Sul
label