.
8.1

Análise do jogo "Muramasa: The Demon Blade" para Wii escrito por GameVicio

Escrito por GameVicio, nota 8.1 de 10, enviado por Serjaum-,
[i]Um excelente jogo repleto de arte Japonesa tradicional com um pouco de arte japonesa contemporânea.[/i] [img]hide:aHR0cDovL3pzYWJlcmxpbmsuZmlsZXMud29yZHByZXNzLmNvbS8yMDExLzAzL211cmFtYXNhLXRoZS1kZW1vbi1ibGFkZS0xLmpwZw==[/img] [t1]Historia[/t1] O jogo decorre na Era Genroku, época muito dinâmica a nível artístico e que imortalizou o folclore japonês. Dois personagens nos são apresentados para se jogar eles são Momohime, uma princesa possuída pelo espírito do famoso espadachim Jinkuro Izuna, sujeita ao poder do guerreiro, é obrigada a cumprir os planos de Jinkuro e Kisuke, um jovem ninja com amnésia, perseguido por um crime que ele não se recorda de ter cometido, e o seu ninjutsu mortífero é a marca de um passado violento que ele tenta recordar. Apesar da historia de Kisuke ser um tanto clichê (Ninja com amnésia) ao desenrolar da trama você percebera que ambos personagens tem personalidades bem marcantes e uma historia bem complexa. Apesar da historia ser muito boa, suas ações no jogo não vão mudar muito durante a campanha, basicamente durante o jogo você vai andar de um lugar a outro matando chefes que te darão o poder de abrir o caminho para o próximo chefe. [t1]Jogabilidade[/t1] O sistema de evolução é o básico de quase todo RPG, você ganha experiência de acordo com os monstros que você mata para subir o seu contador de level. A criação de armas também é bem simples e nem de longe chega a ser novidade. Durante a exploração dos mapas e a matança de inimigos você pega Spirits e Souls que são usados na compra de itens e criação de espadas. A criação de armas funciona em uma espécie de sistema de teias e você tem que criar as mais fracas em ordem de possibilitar a criação das mais fortes. Apesar de ter um solido sistema de evolução e criação de armas a variedade de combos é um tanto fraca e umas batalhas tão repetitivas podem deixar alguns jogadores um pouco entediados, basicamente você usa um botão(A) para fazer os combos variando apenas com o direcional analógico e o botão(B) para os especiais, mas para compensar a pouca quantidade de combos o jogo lhe da de presente cerca de 108 espadas todas elas com especiais únicos(Apesar de alguns serem um pouco parecidos) e uma jogabilidade extremamente dinâmica com um estilo beat-em-up. Falta uma maneira de locomover melhor pelos mapas, mesmo tendo uns NPCs que podem te levar de um lugar a outro mais rápido, a existência deles é quase nula e muitas vezes você tem que caminhar todo o longo caminho até o seu destino. [t1]Gráficos[/t1] Os gráficos são simplesmente espetaculares toda a criação dos cenários é de um valor artístico sublime. Todas as referências da arte Japonesa tradicional estão presentes, uma cidade medieval cheia de luzes, uma humilde floresta de Bambu, os campos ocres das pequenas aldeias, até as ondas de famosas estampas japonesas. [img]hide:aHR0cDovL2dhbWVlYXJ0ZS5maWxlcy53b3JkcHJlc3MuY29tLzIwMTEvMDQvbXVyYW1hc2EtdGhlLWRlbW9uLWJsYWRlLmpwZw==[/img] O design dos personagens é uma mistura de técnica tradicional nos traços e cores com desenho de animação contemporânea japonesa (anime). Ao longo do nosso percurso encontraremos personalidades pitorescas do universo tradicional japonês, diversas criaturas do imaginário japonês como os Kappa, os Tengu ou as raposas de 9 caudas. O universo de Muramasa mostra samurais e ninjas com a tradição xintoísta e os seus Deuses (Kamis). Uma das coisas mais impressionantes foi que mesmo com muitos inimigos na tela o jogo se manteve perfeitamente sem apresentar nenhuma lentidão. [t1]Áudio[/t1] As musicas de Muramasa são excelentes, também não poderia ser diferente com o comando do maestro Hitoshi Sakimoto famoso pelo seu trabalho em jogos como Valkyria Chronicles, Vagrant Story e Final Fantasy XII. As vozes de dublagem por sua vez são inteiramente em japonês e contam com grandes nomes da dublagem japonesa. Isso da um toque mais oriental e não atrapalha em nada o entendimento da trama. E como muitos dizem: Dublagem original é sempre melhor. [t1]Dificuldade[/t1] Muramasa não é exatamente um jogo difícil, vai depender de que modo você vai escolher, no modo Muso (que é basicamente o modo fácil) qualquer criança pode jogar sem nem se preocupar em usar as duas mãos (exagerei um pouco), mas coisas são bem diferentes no modo Shura e no modo Shigurui(inicialmente bloqueado) principalmente durante os chefes que muitas vezes vão te obrigar a usar boa parte dos seus itens de cura. [t1]Conclusão[/t1] Muramasa The Demon Blade é uma obra de arte, fora isso o jogo é inegavelmente divertido e pode te proporcionar algumas boas horas de lazer, mesmo com seus pequenos problemas vale a pena gastar um pouco do seu dinheiro. [t1]Prós e Contras[/t1] [b]Prós:[/b][list] O jogo é graficamente uma obra de arte Musicas espetaculares Historia bem trabalhada Solido sistema de evolução Criação de armas [/list] [b]Contra:[/b][list] Batalhas repetitivas Falta um sistema de viajem rápida Objetivos repetitivos [/list] [t1]Notas[/t1] Diversão: 7,8 Jogabilidade: 6,8 Gráficos: 9,3 Historia: 8,0 Áudio: 8,8 [b]Total: 8,1[/b]
Fonte: GameVicio
Serjaum-
Enviado por Serjaum-
Membro desde
23 anos, Tédiolands
label