.
7

Análise do jogo "Midnight Club 3: DUB Edition Remix" para PS2 escrito por GameVicio

Escrito por GameVicio, nota 7 de 10, enviado por P.Raphael,
[b][i]???Pode ser velho, pode ser ultrapassado, mas dá pau em qualquer um!???[/i][/b] Em 2005 surgiu Midnight Club 3: DUB Edition Remix, versão remix de Midnight Club 3, o jogo adiciona uma nova cidade, Tóquio, alguns carros e as versões DUB de carros (versões já tunadas de carros). [t1]História[/t1] Apesar de ser da GTAonica Rockstar, o jogo não é do mesmo estúdio então não compartilha do senso de humor da obra e nem mesmo de suas histórias dispensáveis, em DUB, ninguém roubou sua BMW ou qualquer outra coisa, você simplesmente chega em San Diego e vai correr, para ser o campeão dos E.U.A. [t1]Gráficos[/t1] Os modelos dos carros são bem detalhados e bem feitos, com efeitos de tintas diferentes bem convincentes (principalmente a clássica tinta metalizada), os modelos humanos (dos pedestres e dos motoqueiros) são razoáveis (se bem que na época os modelos humanos da Rockstar eram assim simples e com alguns erros) e as texturas das cidades não são muito convincentes, às vezes chegam a parecer aqueles moldes de Tóquio da antigas lutas dos Megazords vs Monstros, mas nada que vá atrapalhar, e falando nelas nenhuma tem prédios genéricos. O fator que falhou mesmo foram as GCs, elas são totalmente pixelizadas, algumas irritam apenas olhando, mas como não representam nada de realmente importante no jogo podem ser realmente cortadas. Felizmente os tutoriais são bem trabalhados. [t1]Cidades[/t1] San Diego, Atlanta, Detroit e Tóquio (separada no modo Tóquio Challenge) foram bem feitas, não são muito grandes e nem muito pequenas, tem um tamanho que rende longas corridas e diversos tipos de pistas desde longas Freeways até pequenas e estreitas vielas escuras e sujas. Ao contrario de outros jogos a cidade não vive em função dos rachas, não existe a impressão de toque de recorrer, pedestres passeiam, caminhões retiram lixo, ônibus passam e em cada cidade existem pontos de referencias, como estádios de baseball, montanhas russas (que rendem belas corridas) terminais de ônibus, etc. Cada cidade tem sua particularidade, não são 4 cidades montadas no mesmo molde, Atlanta por exemplo tem ruas altas e curvas abertas, já Detroit tem curvas fechadas e grandes e movimentadas alto estradas, enquanto Tóquio é extremamente confusa. [t1]Polícia[/t1] A polícia tem um comportamento estranho, em DUB ela não faz nada, só corre atrás de você e lhe atrapalha. Nunca será preso, seu carro não será apreendido e nenhuma outra coisa que parecia obvio, ela está lá para nenhum espertinho perguntar ???Cadê a policia? Não tem policia aí não????. [t1]Som[/t1] O som dos carros é muito parecido, principalmente quando troca de motor (o que é óbvio, não acha?), buzinas dos outros carros, batidas, derrapagens e gritos de pedestres desesperados implorando para seguirem suas vidas digitais também são bem feitos. A trilha sonora se encaixa melhor no tema racha do que na série da EA, em minha opinião achei muito fraca. A trilha segue a linha Hip-Hop, Rock e Eletro e derivados, sendo que o Rock é que tem menos presença com apenas poucas músicas que valham ser destacadas sendo uma delas Rock is Dead de Marlin Manson, do lado Hip-Hop temos apenas uma música do mais capitalista dos manos 50cent, temos também Mr. Dree e outros nomes, na parte eletrônica nada que valha a pena um destaque. [t1]Carros[/t1] Carros clássicos como o Honda Civic, Ford Fiesta e Ford GT estão fora, não existem praticamente carros japoneses (mesmo o jogo se passando em parte no Japão). Os automóveis são classificados de D a A e entre as classes Tuner, Muscle, Exotic, SUV/Trucks, Luxury Sedans, Chopers e Sports Bikes (a tabela abaixo não segue essa classificação). Corvette Z06 Corvette 68 Corvette 63 Camaro 69 Camaro 81 Dodge Viper GTS/R Dodge SRT4 Lexus IS300 Crysler 300C AMG SL55 AMGG55 Mercedes Benz G500 Mercedes CL55 Lanburguini Diablo 98 Lanburguini Murcielago Lanburguini Gallardo Sallen R7 Pangani Zonda Cadillac Cien Cadillac 16 Cadillac Escalade Cadillac Escalade EXT Impala SS 96 Silverado SS Hotmachi Ninja (moto) El DIablo (moto) Ducati SS1000 (moto) S1000 (moto) SLR McLaren McLaren F1 Chevrolet Fletline 49 Chevrolet Bel Air ???57 TC Nissan Sport Infiniti G35 Chevrolet Chevelle Dodge SRT8 Cadillac Devile ???66 Hummer H1 Hummer H2 Hummer H3T HotMatch Cuevitto Hot Match Skulli Lancer Evolution VIII Skiline GTR Golf R32 Phanton Chevrolet SSR Ducati Paul Smart E mais alguns... [t1]Jogabilidade[/t1] Bom, como todo jogo de corrida a jogabilidade se resume em acelerar, frear, empinar motos, andar em duas rodas com sua Ferrari, usar especiais, etc. o jogo tem sistema de temperatura, chove, neva e o tempo fica limpo. Quando chove, a pista fica lisa e os carros rodam com mais facilidade, chegando a virar, dependo da estabilidade da sua caranga. Na neve a velocidade dos carros é bem diminuída e fazer curvas é mais difícil. Se você foi um bom leitor deve ter lido que os carros têm especiais, e é agora que entra uma das partes mais divertidas do jogo. Além do Nitro convencional, ao se emparelhar com seu oponente, você entra no chamado Vácuo e ganha um nitro novo, quando estiver pronto com uma barra no lado direito da tela (acima do velocímetro vai ficar vermelha). Do lado esquerdo existe a do especial, que vai carregando conforme sua aceleração, pode se carregar até 5 (como 5 níveis da barra de combo de um jogo de luta) e a se apertar L3 são ativados o Zone, Roar ou Agro. [b]Zone:[/b] Usado muito na série da EA ele permite deslocar seu carro no tempo. A velocidade do carro e do transito diminui, mas a do seu carro não fazendo com que possa desviar do transito e fazer curvas fechadas com facilidade. O Zone está disponível para carros das classes: Tuners e Exotics e para as motos classificadas com Sport Bikes. [b]Agro:[/b] Que tal ter um carro indestrutível? Com o Agro isso é possível, quando ativado ele impede que seu carro sofra danos ao bater em outro e, além de não perder velocidade, você arremessa o coitado a uma enorme distancia. ?? equipado em SUVs/Trucks e Luxury Sedans. [b]Roar:[/b] Simplesmente uma buzina sônica, que arremessa qualquer um a sua frente e ainda lhe dá impulso. Disponível para Muscles e Chopers. [t1]Corridas[/t1] A sensação de liberdade é evidente, o jogo não tranca o jogador numa rua, o mesmo tem a opção de seguir a rota que quiser, sendo apenas obrigado a passar por checkpoints (embora algumas provas não tenham checkpoints). Temos os circuitos (no mesmo esquema) e as Undered Races onde escolhe como será sua prova (contanto que passe por todos os checkpoints). [t1]Tuning[/t1] Um tuning no mínimo diferente, ele varia por carro, cada modelo terá peças e vinis únicos, embora as mesmas não possam ser editadas, alguns carros não têm peças para mudar a carcaça como é o caso da classe Exotic. Na parte que interessa é o do desempenho; temos uma grande parte de peças cadastradas, pra quem não liga pra isso temos o auto-upgrade onde o próprio jogo tuna o carro no Máximo. Ainda é possível trocar a cor dos escapamentos, HUD (velocímetro e outras coisas) e até a cor da fumaça do nitro sem esquecer do neon. --------------------------------- [b]Prós:[/b] + Corridas emocionantes; +Quatro cidades únicas; [b]Contras:[/b] - Trilha repetitiva e fraca; - A Falta de carros clássicos e a inclusão de carros inúteis; --------------------------------- [t1]Conclusão[/t1] Midnight Club 3: DUB Edition REMIX é um grande jogo, com grandes falhas, a emoção em fazer pulos gigantes dentro de turbinas, esgotos ou numa montanha russa é indescritível, mas o fato do jogo não ter carros clássicos como o FordGT, Mustangos e Civics (a lista aumenta sem contar BMW, Porches, Audis, Fiat, Alfa Romeo, Land Rover,...) tira um pouco da graça além de não poder deixar as poderosas ferraris ou o majestoso Pagani Zonda com sua cara.
Fonte: GameVicio
P.Raphael
Enviado por P.Raphael
Membro desde
24 anos, Santo André - São Paulo
label