.
9.1

Análise do jogo "Grand Theft Auto: Vice City" para PS2 escrito por GameVicio

Escrito por GameVicio, nota 9.1 de 10, enviado por simiscuka,
"Bem-vindo a Vice City, você esta nos anos 80 agora". Grand Theft Auto Vice City e o quarto episódio da série, e o segundo a ser lançado para a PS2. Desta vez o cenário troca o ar acinzentado de Liberty City pelo clima tropical de Vice City, cidade inspirada em Miami nos EUA. Pois bem...!! Vamos a história. [t1]História[/t1] De chegada em Vice City a missão de Tommy Vercetti parecia simples, trocar grana por drogas nas docas. Então algo inesperado ocorre, na chegada do helicóptero com as drogas, homens armados invadem o local e matam a quase todos. Tommy então escapa sem seu dinheiro e as drogas e se vê na completa sarjeta, com apenas um quarto de hotel em Vice City em frente a praia. Tommy tem agora como objetivo recuperar sua grana, descobrir quem esta por trás do ataque, e tomar Vice City, porém no seu caminho existem diversos obstáculos e terá que usá-los para tornar-se alguém novamente, mas o que Tommy não sabe é que aqueles que pensa ser seus amigos fieis só querem seu dinheiro, sua fama e a sua vida. [t1]Gráficos[/t1] No clima de Vice City um lugar tropical cheio de turistas mal intencionados, gangsters cubanos e motoqueiros prontos pra acabar com sua vida, é contada a história deste clássico e é disso que vou falar agora. Bom os gráficos agora estão mais sofisticados, e trazem texturas mais atraentes do que as do GTA III, agora tudo ganhou uma espécie de borrado na imagem, que da um aspecto de velocidade bacana, o mesmo pode ser desligado. Na avenida onde está a primeira residência de Tommy, pode ser notado que os prédios refletem o sol dando um efeito de luz natural bem dinâmico. Agora alguns detalhes foram adicionados, como nas ruas pode se notar as folhas de coqueiro sendo levadas pelo vento, ou a forma que a tela fica cheia de gotinhas de água, quando chove, ou até mesmo pode se notar passarinhos voando. O Efeito de água agora ganhou um grau de transparência, e efeitos de espuma ao mover dos barcos na água, bem melhor do que o efeito gelatinoso e escuro da agua de GTA III, também ganhou um efeito estético de movimentação bem melhor. A cidade está maior, porem as ruas são mais apertadas do que as do GTA III, e são mais difíceis de memorizar por serem repetitivas e sem vida. Os carros ganharam um efeito de reflexo bem melhor, que reflete o sol, e um leve reflexo branco para dar um efeito de cromo a lataria dos carros. [t1]Jogabilidade[/t1] A jogabilidade melhorou. Ao dirigir, o jogador vai notar um movimentação mais suave do veiculo, mas também existem os carros mais pesados ou difíceis de manter o controle. Por outro lado, a movimentação do personagem a pé continua desengonçada e acelerada. A mira automática também ainda é problemática, vai sempre acabar mirando em outro inimigo que não é o que esta na sua frente pronto pra te matar, foi introduzida uma mira manual em 1° pessoa que também não funciona bem, é muito sensível e o jogador vai precisas de muita paciência na hora de mirar em um objeto pequeno, a mira vai ficar sambando de um lado para o outro, isso da muita raiva. As típicas missões estão mais épicas e bem trabalhadas do que antes, mas ainda vão ter aquelas insanamente difíceis e vão te deixar frustrado deixando com vontade de desistir, mas por outro lado vai dar uma sensação de "ufa" deixando-o com ar de missão comprida literalmente. Agora foram adicionadas as motocicletas que trazem um comando ainda prematuro e difícil de acostumar, mas já é um bom começo. A agora o jogador pode comprar algumas "impressas" que servem para ganhar mais dinheiro, e realizar algumas missões extras. Estes também são usados como ponto de save para guardar o progresso com mais facilidade, assim não ser necessário andar toda cidade para salvar. [t1]Áudio[/t1] A parte sonora do jogo é o que mais pode agradar jogadores conservadores, e com bom gosto para música, principalmente aqueles que viveram nos anos 80. Nas rádios do jogo vão existir musicas de pop a rock, passando por artistas como Michael Jackson. Agora sim da gosto da gosto de ouvir as rádios dentro do carro, dando as vezes vontade de parar tudo e ficar curtindo as músicas, dar risada com as piadinhas que ocorrem nos intervalos das músicas. Os efeitos sonoros acabam muito parecidos com os de GTA III, sem muitas melhorias e alterações. [t1]Conclusão[/t1] A diversão em Vice City é garantida, e agora começa dar vontade de ficar rodando pela cidade sem compromisso, e realizar as missões de bombeiro, policial e paramédico, embora Vice City seja uma cidade mais desinteressante do que Liberty, mas vamos dar um desconto pois tudo aquilo foi feito em um ano, pode se dizer é quase um milagre do hardware, trazer uma grande cidade digital e com tantos detalhes como se pode encontrar em Vice City. Grand Theft Auto: Vice City é quase mais do mesmo do seu antecessor, o que é bom pois foi algo único e muito novo para época em que foi lançado, isso não o torna-o desinteressaste e deve ser jogado por todos aqueles que procuram boas experiências em jogos. [b]Prós:[/b] - Uma nova cidade bem divertida; - Novos carros, e melhores graficamente; - Uma história mais intrigante ; - Novas armas; - Um personagem principal melhor que Claude do GTA III. [b]Contras:[/b] - Dificuldade de algumas missões pode frustrar iniciantes; - Poucas inovações e alguns não foram bem corrigidos.
Fonte: GameVicio
simiscuka
Enviado por simiscuka
Membro desde
23 anos, Osasco,SP
label