.
7.5

Análise do jogo "Sword Art Online: Hollow Fragment" para PSVITA escrito por GameTV

Escrito por GameTV, nota 7.5 de 10, enviado por inuyasha302,
[img]hide:aHR0cDovL3d3dy5wbGF5dHYuY29tLmJyL2Nkbi91cGxvYWRzL2NvbnRlbnRzL29yaWdpbi9pbWFnZXMvZ2ZzXzM0MjYxMF8yXzkuanBn[/img] O que .Hack fez para a geração do PS2, Sword Art Online está fazendo para esses novos fãs de animes e videogame. Toda a metalinguagem de "jogar-com-alguém-que-está-jogando-um-jogo " retorna na essência, apesar de que em SOA perdemos mais a noção de que aquele mundo é um jogo, e não a vida real do personagem. Mas, se pensarmos bem, para eles, o jogo é a vida deles, não? Hollow Fragment é uma continuação alternativa dos acontecimentos do anime pós-primeira fase. É imprescindível que o jogador tenha assistido a série, caso queira evitar spoilers e também entender um pouco mais do jogo. Na verdade, esse segundo item é uma blasfêmia da minha parte, já que o game segue uma linha não-ortodoxa de início de RPGs, mesmo para os padrões japoneses. Vamos do início. Sabe-se que os jogadores do "Day One" de Sword Art Online, um VRMMORPG (MMO de realidade virtual) que utiliza um sistema de realidade virtual futurístico foram aprisionados dentro do game. Não é possível dar logout, e caso o jogador force o seu logout, ele morre com uma descarga elétrica no cérebro. As regras também mudaram um pouco, transformando-o num jogo em que a morte virtual pelas mãos de algum inimigo significa morrer na vida real. E para coroar a aventura, só é possível escapar desse universo digital,terminando o game, ou seja, subindo os 100 andares do castelo gigante Aincrad e derrotando todos os seus chefes. No Vita, ele começa do final. Sabe aquele formato "Breath of Fire IV", cujo protagonista Fou-lu já aparece com um nível super alto? É mais ou menos aquilo, mas sem o contraponto com um Ryu nível zero. Aqui, Kirito, Asuna e os demais personagens do anime começam com seus níveis pós-capítulo 18 do anime. Aliás, começamos também no andar 76 de Aincrad e, em menos de três minutos de jogo, somos obrigados a enfrentar o chefe de fase do andar 75 (em uma versão mais fraca que no anime) e aprender técnicas de ataque, defesa, habilidades especiais, o tão importante "switch" (utilizado sempre no anime), etc. Parece difícil, mas apertar constantemente o botão de ataque dá resultado, infelizmente. A versão anime do game é fantástica. Menus em tempo real, sistema de combate dinâmico, dificuldade balanceada, muitas habilidades secretas, menus translúcidos, jogadores espalhados pelos quatro cantos do mundo e muita coisa para se fazer fora das batalhas. A simulação do mundo online de SOA no game de Vita é um tanto quanto pobre. As respostas dos e-mails recebidos, por exemplo, são automáticas. A interação com personagens se resume a uma barra de afinidade e muitos combates sem sentido na exploração de Aincrad, e um constante climão de Dating Sim (o que não faz sentido algum, já que Kirito e Asuna são casados e loucos um pelo outro) chegam a irritar um tantinho. A única coisa que me entristeceu de verdade durante as horas de jogatina de SOA é o fato de que o game não utiliza nenhum dos artifícios do Vita para aumentar a imersão do jogador em relação ao mundo virtual do MMO de mentirinha. Os menus do jogo bem que poderiam ser via touchscreen, pelo menos. E por alguma razão misteriosa, todas as confirmações do game são via "bolinha", e não o X, o que pode confundir no início e nos fazer pular toda a parte de personalização do avatar de Kirito - err... Não aconteceu comigo, foi com um amigo meu. A parte (mais) inédita além do anime que compõe Hollow Fragment reserva algumas surpresas ao jogador. A personagem criada exclusivamente para esse momento no game, Phillia, aparece na história carregada de segredos. E de cara já percebemos o seu ícone laranja na personagem, sinal indicativo que ela já atentou contra outro jogador. Mas por quê? Isso a história tratará de responder. Sword Art Online: Hollow Fragment é um bom passatempo. Apesar das dungeons visualmente simples, as idas e vindas na única cidade do jogo, missões paralelas e algumas regras especiais que impossibilitam a ida para os andares já conquistados (sei que muita gente gostaria de visitar o andar que Kirito e Asuna se casaram) fazem com que o game torne-se bastante direto. Siga em frente para a glória. Um maior polimento na atmosfera do jogo seria muito bem vindo, que fique registrado.
Fonte: GameTV
inuyasha302
Enviado por inuyasha302
Membro desde
label