.
8

Análise do jogo "JoJo's Bizarre Adventure All-Star Battle" para PS3 escrito por GameTV

Escrito por GameTV, nota 8 de 10, enviado por inuyasha302,
[img]hide:aHR0cDovL3d3dy5wbGF5dHYuY29tLmJyL3BsYXl0dm1uZ3IvY2tlZGl0b3IvY2tmaW5kZXIvdXNlcmZpbGVzL2ltYWdlcy9Kb0pvcy1CaXphcnJlLUFkdmVudHVyZS1BbGwtU3Rhci1CYXR0bGUuanBn[/img] Me lembrava apenas das lágrimas vertendo dos meus olhos ao presumir, no seu lançamento (2013), que Jojo's Bizarre Adventure All-Star Battle jamais veria a luz do sol no ocidente. Uma série pouco influente por aqui, mesmo com seus 25 anos de histórias inéditas nas costas e uma das principais referências do mundo dos mangás shonen, mesmo você não acreditando nisso. E como é bom ser surpreendido no final das contas. Você já viu algo assim, mas não viu assim como Jojo All-Star Battle é um daqueles jogos que você vai atrás porque gosta da série original. Mais ou menos como qualquer lançamento envolvendo animes como Naruto, Bleach, One Piece e Dragon Ball. O mesmo vale para os super heróis da DC e da Marvel, mas eles são tão famosos que não percebemos isso. Saber um pouco do background dos personagens ajuda no entendimento das motivações e coloca o seu coração no lugar certo. E digo mais, você vai gostar muito de conhecer mais de perto Jotaro, Joline, Jonathan e, claro, Dio Brando. O game não tem sua própria história original, o que pode assustar os não iniciados. Afinal, ele nasceu como uma homenagem aos 25 anos de aventuras ininterruptas nos mangás e animes, antigos e novos. A campanha principal do jogo aborda as oito sagas do mangá, algumas mais aprofundadas que outras. São muitos os personagens icônicos que ficaram de fora, mas a lista final agradou a maioria. O legal da campanha (Story Mode) é que temos uma reencenação das principais batalhas de cada um dos arcos, com o cuidado da reprodução dos principais detalhes vistos no original. A única diferença é que você precisa fazer isso acontecer. Muitos desses easter eggs aparecem como objetivos secretos da fase, forçando o jogador a executá-los, caso contrário não é possível obter as três estrelas como recompensa. Certas combinações de ações entre os lutadores revelam animações inéditas dos seus golpes especiais. Experimente parar o tempo com Dio quando estiver lutando com Jotaro. Em seguida, faça o comando de parar o tempo com o Jotaro e anule o efeito do golpe de Dio. Ou então utilize o especial do rolo compressor em Jotaro e aperte freneticamente os botões, ambos os jogadores. Bobeirinhas que fazem a diferença. O modo Campanha do jogo funciona um pouco diferente do convencional. Com uma quantidade de blocos de energia limitados, é preciso cadenciar as lutas, cada uma com um determinado custo de energia, e manter-se na ativa pelo maior tempo possível. Como recompensa, pontos que podem ser trocados por mais energia e a possibilidade de destravar novas provocações, itens e "poses" para os seus personagens. [img]hide:aHR0cDovL3d3dy5wbGF5dHYuY29tLmJyL3BsYXl0dm1uZ3IvY2tlZGl0b3IvY2tmaW5kZXIvdXNlcmZpbGVzL2ltYWdlcy9qb2pvMDA0LmpwZw==[/img] Essa parada de "pose" é o seguinte: o autor, Hirohiko Araki, é conhecido por desenhar seus personagens em posições nada convencionais. E a cada monólogo, ou mesmo quando estão parados sem fazer nada, as suas poses são sempre as mais sensacionais, glamurosas, se preferir. E a piração vai tão longe quanto Tumblrs dedicados a essas poses ou campeonatos em eventos de anime cuja melhor pose leva o respeito dos seus iguais. E você pode perguntar "Mas por que dessas poses todas?" E eu lhes respondo, "Por que não?". Mil estilos, um só coração Jojo's All-Star Battle se inspira na série original do mangá de Jojo, o que implica em personagens completamente distintos de uma saga para outra, com estéticas diferentes e poderes diferentes. A tendência é o aumento exponencial de "Aff, que poder apelão!" de arco para arco de histórias. No jogo as coisas são bem mais balanceadas em relação ao anime, com a predominância dos "Stands", uma espécie de espírito companheiro - algo como o que acontece em Persona. O cânone é deixado um pouco de lado para podermos aproveitar embates como Giorno Giovanna, de Vento Aureo (5º arco), contra Enrico Pucci, de Stone Ocean (6º arco). Ambos os Stands dos personagens possuem características únicas que podem deixar a partida completamente desbalanceada. Claro, isso exige um preparo prévio que não é nem de perto fácil de ser aplicado em uma partida real. Mas vale pela curtição do clássico "Quem é o mais forte?", com Gold Experience Requiem e Whitesnake com seus poderes plenos, se enfrentando. No total, são cinco estilos principais de combatentes em All-Star Battle. O "Hamon" é mais ou menos como o Ki das artes marciais e serve para os personagens dos dois primeiros arcos. O "Vampirismo" e o "Modo" são vertentes do Hamon (na real se encaixam na mesma aba por serem do mesmo arco), com uma ou outra peculiaridade. No Vampirismo é possível recuperar energia roubando a do adversário, e o Modo, ao ser ativado, consome a sua "Heart Heat Gauge" em troca do poder supremo. O "Stand" é a forma mais tradicional de poder dos personagens de Jojo's. Como dito anteriormente, funciona mais ou menos como um espírito guardião e pode ser invocado quando você bem entender. É o estilo mais versátil e com variações para combos mais longos. As características de ataque do seu personagem sofrem uma pequena alteração quando o Stand é ativado, e ele pode ser "desligado" durante um combo, gerando novas possibilidades. Do terceiro arco de histórias em diante, é o que predomina na série. E dentro desse escopo de Stands, temos a "Montaria", estilo encontrado somente na parte 7 (Steel Ball Run) que, bem, pode chamar um cavalo para participar do combate sempre que desejar. [img]hide:aHR0cDovL3d3dy5wbGF5dHYuY29tLmJyL3BsYXl0dm1uZ3IvY2tlZGl0b3IvY2tmaW5kZXIvdXNlcmZpbGVzL2ltYWdlcy8yNjEzMTktMjQ1MzU3LWhlYWQuanBn[/img] O combate flui muito bem. Aliás, muito melhor do que o encontrado nos jogos de Naruto, produzidos pela mesma empresa. A preocupação dos desenvolvedores em trabalhar um jogo genuinamente "de luta" é colocada à mostra no estilão mais tradicional de combates, com uma arena com profundidade 3D e um combate que se assemelha muito aos jogos 2D tradicionais do estilo. Os ataques variam entre fracos, médios e fortes, e os chain combos são predominantes. Alguns dos golpes seguem a cartilha popularizado por Street Fighter e os ataques especiais envolvem o acúmulo de um número específico das barras de especial. Personagens que utilizam o Hamon para lutar podem encher essa barra a qualquer momento, enquanto os demais precisam preenchê-la da forma tradicional, ou seja, lutando. Os cenários também possuem um papel fundamental nas lutas. Cada um deles possui certos elementos especiais que desencadeiam armadilhas que podem ditar o rumo de uma partida. Ok, exagero da minha parte essa última frase, mas essas armadilhas, sempre referenciadas em acontecimentos da história oficial. Jojo's Bizarre Adventure All-Star Battle foi feito por fãs, direcionado para fãs. Mas o mesmo pode ser muito bem apreciado por quem não conheça a série, mas curte um jogo de luta "diferenciado", mas não num sentido ruim da palavra. Ele tem personagens extravagantes, diferentes da maioria que se encontra por aí (pelo menos visualmente), uma boa quantidade de lutadores, boas vozes e músicas, um online que falha mais do que acerta, mas quem nunca? Problemas com a localização ocidental, que impediu a utilização dos nomes originais de alguns personagens (inspirados em bandas de rock americanas), mas o áudio está idêntico. Eu daria uma chance a ele se fosse você.
Fonte: GameTV
inuyasha302
Enviado por inuyasha302
Membro desde
label