.
7.5

Análise do jogo "Dragon Ball: Xenoverse" para PC escrito por GameTV

Escrito por GameTV, nota 7.5 de 10, enviado por inuyasha302,
[img]hide:aHR0cDovL3d3dy5wbGF5dHYuY29tLmJyL2Nkbi91cGxvYWRzL2NvbnRlbnRzL29yaWdpbi9pbWFnZXMveGVub3ZlcnNlJTIwKDEpLmpwZw==[/img] Não sei quantos se lembram de Dragon Ball Online, MMORPG desenvolvido graças a uma parceria entre empresas japonesas e sul-coreanas. Apesar do conceito inicial não trazer muitas inovações ao gênero - matar bichinhos fofinhos para subir de nível e coletar itens raros para a criação de outros, mais raros ainda -, a possibilidade do jogador criar seu próprio herói do universo DBZ já era um sonho realizado. Com Dragon Ball Xenoverse, temos essa personalização em um novo formato, envelopado em um jogo que mistura elementos de RPG com a boa e velha pancadaria tradicional dos Guerreiros Z, sem vanguardismos nas mecânicas de combate, mas com história e personagens inéditos (e canônicos até certo ponto). Para a criação do novo roteiro, foi misturado ao que já era de conhecimento geral, a viagem no espaço-tempo. Trunks precisa recrutar Patrulheiros do Tempo para ajudá-lo a corrigir certas anomalias na história dos personagens, já manjadas por todos. Assim, entramos em combates memoráveis para corrigir essas anomalias e, em seguida, retornamos, sem atrapalhar demais a vida dos heróis. E a timeline da franquia permanece intocada. Aos poucos somos apresentados aos novos personagens, como a Kaoshin do Tempo, seu pássaro TokiToki e os vilões Towa e Mira, que tem um papel fundamental na nova trama. Sem muitos spoilers, basta dizer que os novos personagens bem que podiam aparecer um pouco mais na trama (e de uma forma mais interessante). Criar o seu personagem é relativamente fácil. A variedade de opções na fisionomia para a montagem do seu herói ou heroína é dividido entre as classes humano, saiyan, majin, namek e clã freeza. Dá para mandar aquele testão namek de cor roxa, equilibrando com um amarelo fashion na pele e uma roupa completamente rosa. Dá para fazer até uma versão do Freeza dourada e roxa, inédita no... Ops, quer dizer... Err... bem... Depois de criá-lo, é hora de colocá-lo no jogo. Eu fiz um terráqueo porque tenho dó de todos os Yamcha, Kuririn e Tenshinhan que não podem fazer nada útil a partir do Z, em DB. Eles eram muito legais no início da série para serem descartados como foram. E sim, no game humanos também são uma escolha ruim, mas isso começa a se tornar aparente com o desenrolar do jogo. Chegaremos lá. Cada uma das raças tem o seu bônus em certas habilidades. E eles mudam de acordo com o gênero também (homem e mulher). Vale a pena checar tudo muito bem checado antes de criar o seu personagem, porque é com ele que vivenciamos quase 20 anos de histórias. Aos poucos vamos ganhando experiência e distribuindo pontos entre os atributos básicos. É preciso também equipar os movimentos que serão utilizados durante as lutas. E aqui a quantidade de itens é avassaladora. Tudo que existe na série pode ser equipado e utilizado - claro, com certas restrições entre classes. Os golpes podem ser comprados ou adquiridos durante as missões, como recompensa. Também é possível ter o seu próprio mestre dentro do jogo. Aos poucos eles vão aparecendo e, caso resolva ser o discípulo de Vegeta, por exemplo, será preciso cumprir todas as suas ordens para ganhar novos atributos e golpes especiais. E digo já, Goku será o último a ser encontrado, com o seu nível de experiência beirando os 80. O combate em si, é um problema. Sério. Acontece que só o computador parece se dar bem com a movimentação dos personagens em combate. É tudo muito solto, a câmera não ajuda muito e são poucos os artifícios que lhe ajudam a escapar de um combo muito longo. Tudo gira em torno de uma barra de "Vigor", mas no início ela é minúscula, o que prejudica bastante o bom andamento do seu jogo. Existe uma boa variação de ataques nos botões, e segurando os gatilhos podemos encontrar os ataques especiais e os super especiais. Os desafios enfrentados durante as missões variam do muito fácil ao absurdo inumano. E o legal é que tudo depende da sua performance, pois caso queira a melhor recompensa em determinada missão, precisa vencer com perfeição e ainda por cima enfrentar um adversário final, no mínimo 10x superior ao seu poder atual. (Ou deixar todos os melhores itens para serem adquiridos depois que alcançar um nível mais alto, não sei...) Toda a campanha pode ser jogada sozinho ou com a ajuda de amigos. Além das missões principais de distorção temporal, existem também torneios oficiais organizados pelo game, missões paralelas e desafios PvP (jogador contra jogador). Podemos também criar times de três jogadores e partir para as missões paralelas com a ajuda de amigos, o que facilita bastante a obtenção dos itens mais raros. Vai demorar um pouco para o seu personagem ficar estiloso como os encontrados no lobby online do jogo. Sim, DBX é jogado em um ambiente constantemente conectado. Essa é a parte "MMO" do jogo, com tudo lembrando um pouco a zona que era Prontera (Ragnarök foi o único MMO que joguei, por isso a referência). E na moral, é uma zoeira sem fim a cidade de TokiToki online. Multidões em frente às lojas, gente deitada na calçada, pedindo ajuda para completar missões, para criar times e aceitar novos desafios de mestres. Tipo a vida real, mas de cosplay. É engraçado e assustador ao mesmo tempo. O problema é que nem sempre é possível manter-se conectado. Por inúmeras vezes o jogo me derrubou ou impossibilitou a minha jornada virtual online. Não sei se é problema com a quantidade de pessoas nos servidores ao mesmo tempo, se é algo que só o Brasil enfrenta ou pior, um problema relacionado à minha conexão. Sei que muitas vezes optei pelo offline para não passar raiva. Acabei me decepcionando um pouco com o game, que deixou de lado muito daquelas lutas cinematográficas cheias de recursos pirotécnicos, dando lugar a um combate que foca mais na repetição de certos ataques ao invés das disputas de magia, por exemplo. Mas toda aquela parte de evolução, itens personalizáveis e coisas do tipo, se você curte, experimente.
Fonte: GameTV
inuyasha302
Enviado por inuyasha302
Membro desde
label