.
79

Análise do jogo "Tokyo Jungle" para PS3 escrito por E-Zine/MyGames

Escrito por E-Zine/MyGames, nota 79 de 100, enviado por Anônimo,
[img]hide:aHR0cDovL20ubXlnYW1lcy5wdC9NZWRpYUNlbnRlci9tZWRpYS9pbWFnZXMvZXppbmU0L3Rva3lvLWp1bmdsZS1hbmEtaW1nMS5qcGc=[/img] Quem conhece o mercado de videojogos sabe perfeitamente que nem todos os jogos lançados no Japão chegam ao ocidente. Por vezes não existe quem queira publicar o uma aposta deste género no ocidente, em outros casos, o material é totalmente desconhecido no resto do mundo, ou em situações mais específicas, são jogos demasiado tresloucados ou estranhos para "os nossos gostos". Tokyo Jungle podia muito bem fazer parte do último lote, um jogo altamente estranho e muito arriscado para ser alvo de um lançamento no ocidente. Porém, os ventos de mudança ditaram que a loucura animal ia chegar às nossas PS3 e a caçada pelas ruas de Tóquio não ia ser um passatempo exclusivo dos japoneses. Felizmente para nós e para Tokyo Jungle, a aposta é mais do que positiva e este novo projecto consegue ser ao mesmo tempo um dos conceitos mais originais que todos vão poder experimentar este ano. Sejam bem-vindos à Tóquio do futuro, uma cidade onde os seres humanos desapareceram por completo, permitindo que a vegetação começasse a tomar conta das ruas e edifícios, e os animais domésticos e selvagens começassem a lutar pela sobrevivência ou domínio das várias zonas da cidade. [img]hide:aHR0cDovL20ubXlnYW1lcy5wdC9NZWRpYUNlbnRlci9tZWRpYS9pbWFnZXMvZXppbmU0L3Rva3lvLWp1bmdsZS1hbmEtaW1nMi5qcGc=[/img] Aqui jogam como um animal dos muitos que ocuparam Tóquio, começando com criaturas mais pequenas e indefesas como os Pomeranian (uma raça de cães) veados, coelhos, entre outros. Enquanto avançam na aventura, vão desbloqueando outros animais como ursos, leões ou dinossauros, que conferem ainda mais formas de jogar. Tokyo Jungle oferece dois modos de jogos distintos mas bastante semelhantes. O primeiro é um modo de história dividido por objectivos e animais diferentes. É através deste que vão conhecer um pouco mais sobre a mitologia do jogo, assim como o motivo que levou ao desaparecimento da raça humana. O segundo modo principal é o Survival, onde escolhem um tipo de animal e precisam de sobreviver o máximo tempo possível, criando ninhadas e conquistando mais territórios. [img]hide:aHR0cDovL20ubXlnYW1lcy5wdC9NZWRpYUNlbnRlci9tZWRpYS9pbWFnZXMvZXppbmU0L3Rva3lvLWp1bmdsZS1hbmEtaW1nMy5qcGc=[/img] A jogabilidade é composta de um misto curioso entre acção, plataformas e furtividade, algo que varia imenso entre os vários tipos de animais. Caso joguem com um veado indefeso que apenas se alimenta de plantas, vão ter de jogar de forma furtiva, escondendo a personagem entre arbustos ou aproveitando lutas entre outros animais para passar despercebidos. Com animais de maior porte já podem tentar lutar pela supremacia e atacar directamente. A visão vai acompanhar o animal com uma vista lateral, ao estilo de um jogo em 2D, mas com profundidade, o que cria alguma confusão em certos casos onde precisam de perceber exactamente a distância total de um arbusto ou de uma plataforma. Além dos outros animais, vão ter ainda de se preocupar com problemas naturais, como chuvas radioactivas, a fome, o envelhecimento do animal e a extinção da linhagem, para isso precisam de alimentar a personagem com ervas ou carne sempre que a fome começa a apertar, marcar o vosso território para conseguir chamar fêmeas e assim propagar a espécie que corresponde à vossa sucessão, continuando a jogar com as crias. [img]hide:aHR0cDovL20ubXlnYW1lcy5wdC9NZWRpYUNlbnRlci9tZWRpYS9pbWFnZXMvZXppbmU0L3Rva3lvLWp1bmdsZS1hbmEtaW1nNC5qcGc=[/img] Para tornar a vossa personagem ainda mais forte e resistente, Tokyo Jungle foi buscar aos RPG a inspiração para a criação de objectos que permitem aumentar as estatísticas de cada raça. Pelo caminho vão encontrar chapéus, camisolas, galochas e todo o estilo de vestuário que podem utilizar para vestir os animais que escolhem, o que consegue conceder alguma estratégia e variedade, mas igualmente uma boa dose de humor non-sense realmente apelativo. Curiosamente, Tokyo Jungle fez-me lembrar por diversas vezes Dark Souls, devido à dificuldade e complexidade que alguns dos animais oferecem. Sobreviver ao mundo animal com um coelho ou um veado é uma prova de fogo e são alvo de todo o estilo de animais. Qualquer erro é fatal e qualquer timing errado culmina numa luta desigual contra lobos ou cães esfomeados. Claro que os animais mais fortes oferecem um desafio mais leve, mas cada um dos muitos animais disponíveis desafiam o jogar em vários estilos de abordagens que devem ser realizadas. [img]hide:aHR0cDovL20ubXlnYW1lcy5wdC9NZWRpYUNlbnRlci9tZWRpYS9pbWFnZXMvZXppbmU0L3Rva3lvLWp1bmdsZS1hbmEtaW1nNS5qcGc=[/img] O conceito de uma Tóquio abandonada podia ser visto como um cenário tenebrosamente belo, mas a verdade é que o visual é o único ponto realmente fraco de Tokyo Jungle. Os gráficos estão entre o melhor da geração passada e o pior da actual, o que resulta em cenários cheios de texturas pouco polidas, animais pouco detalhados e um filtro granulado na imagem que tenta esconder estes problemas mas que prejudica ainda mais o visual. O lado positivo deste aspecto foi o trabalho tido com os movimentos e animações das personagens. Mesmo que sejam exageradas em determinados casos, grande parte das mesmas são exactamente aquilo que seria de esperar do animal em questão. A música e os efeitos sonoros são bastante bons, mas a batida semi-electrónica utilizada em grande parte das zonas do mundo de jogo pode parecer fora de contexto para alguns. Os barulhos dos animais por seu lado são bons e ajudam a compor a atmosfera do jogo. Apesar de ser um jogo PSN (lançado em formato físico no Japão), Tokyo Jungle consegue assim ser uma grande proposta em termos de preço tendo em conta aquilo que oferece. São dezenas de horas de jogo com muito para descobrir e aprender, assim como um verdadeiro exército de animais para desbloquear. Para mim peca apenas por não incluir modos co-op online (apenas local) e a ausência de um modo survival online, o que resume as vossas pontuações feitas localmente a um lugar nos rankings mundiais. Tokyo Jungle tinha tudo para ser mais um jogo apenas destinado ao mercado japonês, mas é bom ver que houve coragem suficiente para que este chegasse ao mercado Europeu. O resultado é um jogo como nunca vimos, e uma óptima aventura que oferece algo familiar mas totalmente diferente a quem o experimentar.
Fonte: E-Zine/MyGames
label