.
91

Análise do jogo "Silent Hill 3" para PS2 escrito por E-Zine/MyGames

Escrito por E-Zine/MyGames, nota 91 de 100, enviado por Anônimo,
[img]hide:aHR0cDovL20ubXlnYW1lcy5wdC9nNC9pbWFnZXMvcmV2aWV3cy9zaG90XzQ0XzEwNS5qcGc=[/img] Entrar novamente na sombria Silent Hill imaginada por James Sunderland foi para mim muito doloroso. Se o primeiro jogo da série tinha ficado nas minhas profundas memórias, o segundo provocou-me intensas alterações de humor. Mas o jogo que conseguiu alterar o meu sistema nervoso foi sem dúvida nenhuma o terceiro, talvez o jogo mais intenso de toda a série. Para começar temos a missão de salvaguardar a vida de uma moça que parece ter saído de uma fase neurótica, tais são as olheiras que apresenta. Aquele ar angelical e assustado não engana ninguém e se isto não fosse um jogo, eu começava com outras teorias. A moça que irá fazer parte da nossa vida chama-se Heater Morris e no início do jogo resolve ir passear num parque de diversões que parece ter sido retirado de um filme de terror. E se o aspecto da moça já nos assusta bastante, então quando começamos a visionar o carrossel do parque manchado de sangue, peluches esventrados e monstros saídos do nada, a nossa adrenalina dispara e uma intensa sensação de pavor percorre a nossa espinha dorsal. Silent Hill 3 é um jogo que envolve muito mistério, mas o que realmente nos provoca o medo são as suas espectaculares imagens e os seus aterradores efeitos sonoros.
Fonte: E-Zine/MyGames
label