.
83

Análise do jogo "Battlestations: Pacific" para PC escrito por E-Zine/MyGames

Escrito por E-Zine/MyGames, nota 83 de 100, enviado por Giordano Trabach,
Com uma fórmula bem estruturada mas mal executada por parte da Eidos em Battlestations: Midway, a companhia decidiu apostar mais uma vez na saga Battlestations ao lançar Batttlestations: Pacific, um novo jogo de estratégia e acção, centrado nos confrontos da Segunda Grande Guerra entre o exército Americano e Japonês a partir do ataque em Pearl Harbor em 1941, até à batalha de Okinawa em 1945, focando-se em inúmeras batalhas reais. No modo de campanha podemos escolher entre combater do lado Americano ou então encaminhar o exército Japonês para uma fictícia vitória sobre o exército inimigo. Iremos ter também um modo multiplayer que poderá ser jogado até 8 jogadores ao mesmo tempo em cinco modos diferentes: Island Capture, que irá colocar equipas a controlar várias ilhas com um certo armamento, a primeira a capturar todas as ilhas, ganha; Duel, que é similar ao conhecido free for all; Competetive, que irá colocar todos os jogadores da mesma equipa a combater o inimigo, a que tiver mais pontos, ganha;Siege, uma equipa defende uma ilha e a equipa contrária tem que conquistá-la; e Escort, que coloca um jogador a defender um certo elemento chave até chegar ao seu destino. Como o jogo varia em dois géneros de jogabilidade, a acção e a estratégia em tempo real, basta escolhermos aquele que se adapta mais ao nosso estilo de jogo, ou então variar entre as duas a qualquer altura do jogo. Durante o jogo poderemos conceder ordens ao nosso exército, aéreo, marinho e sub-aquático, e se for da nossa vontade, observá-los enquanto as executam. De outra forma podemos simplesmente sermos nós próprios a executar a acção pretendida num unidade, e conceder ordens às outras unidades. A apresentação encontra-se bem conseguida com um grafismo realista e convincente para um jogo de estratégia. O grafismo assenta neste jogo bem com uma representação realista e atraente de todos os cenários bem como do armamento que iremos controlar, por vezes o detalhe consegue ser particularmente deslumbrante ao olhar para o horizonte e ver o céu muito bem reproduzido, voar rente à água e ver os salpicos a atingirem o ecrã, ou então ver um porta-aviões a partir-se ao meio. A sonoplastia desempenha um bom papel com praticamente todos os sons a representar bem os modelos originais das unidades, e com efeitos de som como água e tempestades bem realistas. Os actores de voz executam bem o seu papel no que toca à campanha Americana, mas na Japonesa, os nipónicos falam inglês com sotaque japonês, o que torna a experiência um pouco estranha e algumas das deixas são imperceptíveis. Battlestations: Pacific é uma boa evolução quando comparado com Battlestations: Midway, todos os aspectos foram melhorados, criando assim uma experiência realista e bem conseguida. Se procuram um bom jogo de estratégia baseado nos combates mais míticos da Segunda Grande Guerra entre o Japão e os Estados Unidos da América, este é a vossa melhor aposta. [img]hide:aHR0cDovL2V6Lm15Z2FtZXMucHQvcmVzb3VyY2VzL2ltZy9jZXJ0by5naWY=[/img] [list]Melhorias visíveis comparado com a prequela Grafismo soberbos Campanha japonesa fictícia [/list] [img]hide:aHR0cDovL2V6Lm15Z2FtZXMucHQvcmVzb3VyY2VzL2ltZy94LmdpZg==[/img] [list]Alguns detalhes datados Vozes fracas[/list]
Fonte: E-Zine/MyGames
Giordano Trabach
Enviado por Giordano Trabach
Membro desde
23 anos, Espírito Santo
label