GameVicio Entretenimento: GameVicio | FlashVicio | Hhide.ME | ClubVicio | Fórum | Flow | MovieVicio

INTEL e AMD - Conheçam mais sobre o inicio e os avanços dos processadores utilizados em nossos PCs

por Donadelli, fonte GameVicio, data  


Oi galera! Hoje vou mostrar para vocês a história de duas grandes empresas no ramo da computação " Intel e AMD, fazendo assim com que todos conheçam um pouco do histórico de cada uma.

AMD:



A AMD (Advanced Micro Devices) é uma empresa estadunidense fabricante de circuitos integrados, especialmente processadores. Seus produtos concorrem diretamente com os processadores fabricados pela Intel. Seu produto mais famoso na década de 1990 foi o processador Athlon, utilizado em computadores pessoais.

Mais conhecida por seus processadores x86 e x86-64; K5, K6-II, K6-III, Athlon, Duron, Sempron, Athlon 64 (arquitetura de 64 bits), Opteron (para servidores) e Turion 64 (para notebooks), a AMD também fabrica circuitos de uso mais geral, como os encontrados em calculadoras e dispositivos eletrônicos.

Alguns de seus circuitos são encontrados também entre os usados pela Apple em seus novos produtos, como o Mac mini.

História
Primeiro processador AMD:




Processador AMD 8080 (AMD Am9080ADC / C8080A), 1977

A AMD começou a produzir circuitos lógicos em 1969, em 1975 ingressou no mercado de circuitos integrados para memórias RAM. Nesse mesmo ano também foi introduzido no mercado um microprocessador clone do Intel 8080, usando de engenharia reversa para tal.

A AMD também produzia outros tipos de circuitos integrados para uso em minicomputadores de arquiteturas variadas.

Houve várias tentativas de diversificar seus produtos, atingindo áreas da arquitetura RISC (com o processador AMD 29K), dispositivos de áudio e vídeo e memórias flash. Nem todos esses ramos de produtos atingiram a rentabilidade esperada, portanto a AMD focou seus esforços nos mercados de processadores de arquitetura x86 e memórias flash, que eram respectivamente o mercado principal e secundário da Intel na época, colocando AMD e Intel em concorrência direta.

Em 2004 e 2005 a AMD foi pioneira ao lançar os primeiros processadores 64 bits do mercado.

Em 24 de Julho de 2006 a AMD compra a ATI Technologies, uma das maiores fabricantes mundiais de placas gráficas, num investimento calculado em 5400 milhões de dólares americanos. Esta quantia inclui 4200 milhões de dólares americanos, incluindo 2000 milhões conseguidos através um empréstimo, além de 56 milhões de ações da AMD.

K5
AMD K5

A primeira tecnologia desenvolvida pela AMD foi o processador K5 (com K de Kryptonite) que foi lançado em 1995, concorrente direto do Pentium (Pentium 1 ou 586), lançado em 1993. A arquitetura do K5 era muito semelhante a do Cyrix 6x86 e Pentium Pro.

NexGen / K6

AMD K6




AMD K6-2

Em 1996 a AMD comprou a NexGen, empresa fundada por ex-engenheiros da Intel e que tinha direito de uso da tecnologia Nx da série x86 da Intel. A tecnologia adquirida por meio da NexGen possibilitou o desenvolvimento dos processadores K6, agora com unidade de ponto flutuante integrada, item que não fazia parte da geração K5. O K6, que já apresentava instruções compatíveis com MMX.

Em sua segunda versão, o K6-2, o processador recebeu novas instruções multimédia desenvolvidas pela AMD, chamadas de (3DNOW! ). O K6-2 também recebeu um novo padrão de socket que aumentava de 66 para 100MHz o Clock externo possível ao processador.

Athlon (K7)

Athlon



AMD Athlon XP 1700+



Vista inferior de um Athlon XP 1800+ núcleo Palomino.

A maior inovação da geração Athlon (K7) é a unidade de ponto flutuante, junto com a micro arquitetura geral. Eles também examinaram a arquitetura interna do Intel P6 e otimizaram o projeto da Intel aumentando a sua performance. No final, a equipe da AMD conseguiu um processador com performance 35% maior que o Intel de mesmo clock. Essas características contribuíram para um aumento da participação de mercado da empresa.

A nova linha de processadores K7 (AthlonXP) contava com uma nova subarquitetura, denominada Palomino, a qual já dispunha de cache L2 dentro do chip e compatibilidade com as instruções multimídia SSE (desenvolvidas pela Intel), entre outras melhorias e correções.

Causando um aumento de performance geral em 10%. O preço para esta conquista foi um aumento de temperatura do processador, a qual só era corrigida com coolers potentes (e que muitas das vezes custavam caro). Houve ainda mais uma sub arquitetura, denominada Barton, com cache L2 de 512KB, o que manteve os Athlon competitivos no mercado de processadores de ponta.

O Athlon foi desenvolvido no ano de 1999 a 2005. Ele possui uma freqüência de 500 MHz à 2333Mhz. Foi desenvolvido por uma combinação de engenheiros da AMD e da antiga DEC sendo uma junção de ambas as tecnologias. Ã um micro processador que codifica instruções x86 em seu tempo de execução.


Duron

Duron é o nome do processador compatível com x86 fabricado pela AMD. Foi lançado no dia 19 de junho de 2000 como uma alternativa de baixo custo ao próprio Athlon, assim como a "rival" Intel o faz com o processador Celeron. A linha Duron foi descontinuada em 2004.


Sempron

Os processadores Sempron foram lançados com o objetivo de substituir a linha Duron (socket 462, popularmente conhecido como socket A). Uma vantagem do Sempron de Socket A sobre Duron é que o núcleo dele é de 130 nm (nanômetros) mesmo nas versões de baixo clock, ou seja, os transistores dele são menores dos que alguns Durons (o Sempron foi baseado na linha Througbred B do Athlon XP) tinham nas versões menos potentes, que eram de 180 nm.

Isso fazia o Sempron de Socket 462 ser mais eficiente e esquentar menos do que os Athlons XP e Durons de mesmo clock. Além dos Semprons socket 462/A, foram lançados também os Semprons Socket 754, que herdam a mesma arquitetura dos Athlons 64 (K8). O que diferencia o Athlon do Sempron, é apenas a velocidade (clock) e o tamanho da cache, que são maiores nos Athlons.

No dia 23 de Maio de 2006 foram lançados os Semprons de socket AM2, que traziam como principal novidade, o suporte a segunda geração de memórias DDR, a DDR2. Este socket possui 940 pinos e transistores de 90 nm.


Athlon XP/MP

O Athlon XP, devido a uma estratégia de marketing, usou um sistema chamado "PR rating", que compara seu desempenho com o de um Athlon Thunderbird. Devido ao Athlon XP processar mais intrusões por clock (IPC) que o Pentium 4 (e aproximadamente 10% mais que um Thunderbird), ele é mais eficiente; o processador apresenta o mesmo nível de performance a uma freqüência significativamente menor. Também, ao contrário dos Athlons anteriores, este processador foi disponibilizado em uma forma que oficialmente suporta processamento dual, conhecido como Athlon MP.

AMD64 (K8)

Athlon 64



AMD Athlon 64 3400+

Os AMD64 (K8) são uma evolução da arquitetura K7, onde a mudança mais perceptível é a inclusão de instruções 64 bits na "base x86" e a inclusão do controlador de memória RAM no próprio chip ao invés da controladora (ponte norte) da placa mãe, este um dos grandes responsáveis pelo grande ganho de desempenho de processamento no acesso à memória.

Com isso a AMD gera seus próprios padrões de mercado, desenvolvendo e padronizando as instruções 64 bits (AMD64). O AMD Opteron é a versão para servidor do processador K8. Com isso o AMD Opteron compete atualmente com os Intel Xeon.
Há 5 famílias de processadores com tecnologia AMD64:

Athlon 64

à o processador básico desta arquitetura. Essa série existe em 3 soquetes, 754, 939 e AM2. O que os diferencia é a capacidade de acesso a RAM, o primeiro usa single-channel, já no 939 o acesso à memória é dual-channel (3.200mbits/s por canal) e nos AM2 o acesso é com tecnologia DDR2 dual-channel.


Athlon 64 X2

Essa família tem as mesmas características da anterior, mas cada processador possui dois núcleos (dual-core). Essa família foi lançada nas versões para soquete 939 e AM2.
Athlon 64 FX

Essa é a série extrema dos processadores AMD 64. Possui o multiplicador destravado, o que a torna ideal para overclock. Houve revisões e melhorias na arquitetura, o clock do sistema foi elevado e o cache interno (L2) é de 1 Megabyte por núcleo. Foram lançadas versões para soquete 940, 939, AM2, AM2+ e F.

Turion 64/ Turion 64 X2

Além do Turion 64 de um núcleo, existe uma versão "Dual-Core", o Turion 64 X2. Tanto o Turion 64 como o Turion 64 X2 utilizam memórias DDR2 e [socket S1]. Os dois usam tecnologia de 65 nanômetros o que diminui o TDP e consequentemente o gasto de energia. Possuem a tecnologia PowerNow!, parecida com Cool'n'Quiet de computadores desktop Athlon 64 a fim de diminuir o clock e a tensão se o processador não estiver sendo usado ou a tarefa exigida é pequena.

Phenom (K10)

Phenom

Nova série de processadores de alto desempenho da AMD. Atualmente se encontra no mercado processadores de 3 e 4 núcleos, conhecidos como Phenom X3 e X4 respectivamente. Diferente das outras linhas de chips, como o Athlon 64 e 64 X2, possui cache L3 de 2 MB. Teve sua plataforma e arquitetura drasticamente modificadas, e já possui sua versão FX, com multiplicador destravado, tendo uma versão desse processador para o soquete F+.




Parcerias

Uma das grandes vantagens de mercado à disposição da AMD são seus contratos de parceria com outros fabricantes de circuitos integrados, como a Nvidia. O Chipset de controle da Nvidia, por exemplo, gerou lucros substanciais a ambas empresas: a AMD produz os processadores e a nVidia produz os chipsets com alta performance e suporte a recursos avançados dos processadores AMD, como o HyperTransport, em seu chipset nForce3.

A AMD também fechou acordos com a IBM, proprietária da tecnologia 90 nm, para produzir chips sob essa tecnologia, diminuindo a temperatura de seus processadores.


Processadores!!

Arquitetura desenvolvida pela AMD
Série Am2900 (1975)
Am2901 4-bit-slice ALU (1975)
Am2902 Look-Ahead Carry Generator
Am2903 4-bit-slice ALU, with hardware multiply
Am2904 Status and Shift Control Unit
Am2905 Bus Transceiver
Am2906 Bus Transceiver with Parity
Am2907 Bus Transceiver with Parity
Am2908 Bus Transceiver with Parity
Am2909 4-bit-slice address sequencer
Am2910 12-bit address sequencer
Am2911 4-bit-slice address sequencer
Am2912 Bus Transceiver
Am2913 Priority Interrupt Expander
Am2914 Priority Interrupt Controller
29000 (29K) (1987"95)
AMD 29000 (aka 29K) (1987)
AMD 29027 FPU
AMD 29030
AMD 29050 com unidade de ponto flutuante (FPU) no mesmo chip (1990)
AMD 292xx embedded processor
Processadores com arquitetura x86
2nd source (1979"91)
(Second-sourced x86 processors produced under contract with Intel)
8086
8088
Am286 (2nd-sourced 80286, so not a proper Amx86 member)
Série Amx86 (1991"95)
Am386 (1991)
Am486 (1993)
Am5x86 (a 486-class µP) (1995)
Série K5 (1995)
AMD K5 (SSA5/5k86)
Série K6 (1997"2001)
AMD K6 (NX686/Little Foot) (1997)
AMD K6-2 (Chompers/CXT)
AMD K6-2-P (Mobile K6-2)
AMD K6-III (Sharptooth)
AMD K6-III-P
AMD K6-2+
AMD K6-III+
Série K7 (1999"2005)
Athlon (Slot A) (Argon, Pluto/Orion, Thunderbird) (1999)
Athlon (Socket A) (Thunderbird) (2000)
Duron (Spitfire, Morgan, Applebred) (2000)
Athlon MP (Palomino,Thoroughbred,Barton,Thorton) (2001)
Athlon 4 (Corvette/Mobile Palomino) (2001)
Athlon XP (Palomino, Thoroughbred (A/B), Barton, Horton) (2001)
Mobile Athlon XP (Mobile Palomino) (2002)
Mobile Duron (Camaro/Mobile Morgan) (2002)
Sempron (Thorton, Barton) (2004)
Mobile Sempron
Gs@
Série K8 (2003")
Families: Opteron, Athlon 64, Sempron, Turion 64, Athlon 64 X2, Turion 64 X2
Opteron (Sledgehammer) (2003)
Athlon 64 FX (Sledgehammer) (2003)
Athlon 64 (ClawHammer/Newcastle) (2003)
Mobile Athlon 64 (Newcastle) (2004)
Athlon XP-M (Dublin) (2004) Note: AMD64 disabled
Sempron (Paris) (2004) Note: AMD64 disabled
Athlon 64 (Winchester) (2004)
Turion 64 (Lancaster) (2005)
Athlon 64 FX (San Diego) (1st half 2005)
Athlon 64 (San Diego/Venice) (1st half 2005)
Sempron (Palermo) (1st half 2005)
Athlon 64 X2 (Manchester) (1st half 2005)
Athlon 64 X2 (Toledo) (1st half 2005)
Athlon 64 FX (Toledo) (2nd half 2005)
Turion 64 X2 (Taylor) (1st half 2006)
Turion 64 (Richmond) (1st half 2006)
Mobile Sempron (Keene) (1st half 2006)
Athlon 64 X2 (Windsor) (1st half 2006)
Athlon 64 FX (Windosr) (1st half 2006)
Athlon 64 (Orleans) (2nd half 2006)
Sempron (Manila) (1ª metade de 2006)
Opteron (Santa Clara)
Opteron (Santa Ana)
Série K9
Athlon 64 X2 4400+ Dual Core Processor (Toledo)
Athlon 64 X2 4800+ Dual Core Processor (Toledo)
Athlon 64 X2 5200+ Dual Core Processor (Toledo)
Athlon 64 X2 5600+ Dual Core Processor (Toledo)
Athlon 64 X2 6000+ Dual Core Processor (Toledo)
Série K10

Chegada da nova série AMD Phenom, junto com o novo Athlon X2(o prefixo 64 foi retirado)
Phenom FX (Agena FX)
Phenom X4 (Agena)
Phenom X2 (Kuma)
Athlon X2 (Rana)
Opteron (Barcelona)
Sempron (Spica)
Sempron (Sparta)


Intel

Intel Corporation é a contração de Integrated Electronics Corporation, empresa multinacional de origem americana fabricante de circuitos integrados, especialmente microprocessadores. Esta também é fabricante de chips para placa mãe (também conhecidos como chipsets), em geral, e é também fabricante de placas-mãe (para todos os gêneros de aparelho computacional " ex: Computador...) e memórias flash usadas em dispositivos como tocadores de MP3. Foi fundada em 1968 por Gordon E.

Moore (um químico e físico) e Robert Noyce (um físico e co-inventor do circuito integrado). No Brasil, é registrada como Intel Semicondutores do Brasil, com sede em São Paulo. Em abril de 2007 completou 20 anos no Brasil.

História
Primeiro processador Intel:



O primeiro produto da empresa foi o circuito integrado de memória RAM (random-access memory), e a mesma logo se tornou líder neste mercado nos anos 1970. Paralelamente, os engenheiros da Intel Marcian Hoff, Federico Faggin, Stanley Mazor e Masatoshi Shima inventaram o primeiro microprocessador.

Originalmente desenvolvido para a companhia japonesa Busicom a fim de substituir o ASIC's da calculadora já produzida pela Busicom, o Intel 4004 foi introduzido no mercado para produção em massa em 15 de Novembro 1971, embora o microprocessador não se transformou no núcleo do negócio de Intel até meados dos anos 1980 (nota: Ã Intel é dado geralmente o crédito juntamente com a Texas Instruments pela invenção quase-simultânea do microprocessador).

Em 1983, alvorecer da era do computador pessoal, os lucros de Intel vieram sob a pressão aumentada dos fabricantes japoneses de circuitos integrados de memória, e o então presidente Andy Grove resolveu dirigir a companhia com foco nos microprocessadores.

Um elemento chave de seu plano era a intenção, considerada então radical, de transformar-se na única fonte para os sucessores do popular microprocessador 8086. Foi lançado o processador 8086, que fez um grande sucesso para os computadores recém-lançados da IBM, os primeiros PC´s.

Posteriormente surgiram outros que ganharam mais recursos e maior velocidade de processamento, como o 80386 e o 80486. Mas, ao lançar o quarto processador que deveria se chamar 80586, a Intel acabou criando a marca registrada Pentium (apesar do rótulo 80586, mais conhecido como 586, ter sido aplicado por muito tempo por concorrentes da Empresa).




Intel 8008

Até então, a manufatura de circuitos integrados complexos não era confiável o bastante para que os clientes dependessem de um único fornecedor, porém a Grove começou a produzir processadores em três fábricas geograficamente distintas e cessou de licenciar os projetos de microprocessadores aos concorrentes tais como Zilog e AMD. Quando a indústria do PC explodiu nos anos 1980 e no começo dos anos 1990, a Intel foi uma das mais beneficiadas.

Durante os anos 1990, os Laboratórios da Arquitetura Intel(Intel Architecture Labs - IAL) eram responsáveis por muitas das inovações da estrutura do computador pessoal, incluindo o barramento PCI, o barramento PCI Express (PCIe), o barramento serial universal (Universal Serial Bus - 'USB'), e a arquitetura agora dominante para usuários de multiprocessadores, a x86.

Instalações




A fábrica de microprocessadores da Intel na Costa Rica foi responsável em 2006 por 20% das exportações e 4,9% do PIB costarriquenho.

A sede da Intel fica em Santa Clara, Califórnia. A empresa também possui instalações na China, na Costa Rica, na Malásia, no Israel, na Irlanda, na Índia, nas Filipinas, e na Rússia. Nos Estados Unidos Intel emprega mais de 45.000 funcionários em Colorado, Massachusetts, Arizona, Novo México, Oregon, Texas, Washington, e Utah.

Processadores Intel® EP80579 Integrated
Processadores Intel® Centrino® (core 2 da próxima geração) exclusivo para laptops.
Processadores Intel® Centrino®
Processadores Intel® Atom??? (exclusivos para notebooks e nettops)
Processadores Intel® Xeon série 7000 (quad core)
Processadores Intel® Core??? i7 Extreme Edition
Processadores Intel® Core??? i7
Processadores Intel® Core??? i5 (quad core)
Processador Intel® Core???2 Extreme (quad core)
Processador Intel® Core???2 Extreme (duo core)
Processadores Intel® Core 2 Quad
Processadores Intel® Core 2 Duo
Processadores Intel® Core Duo
Processadores Intel® Pentium D
Intel® Xeon??? Processadores
Processadores Intel® Pentium® M
Processadores Intel® Pentium® 4
Processadores Intel® Pentium® III
Processadores Intel® Pentium® II
Processador Intel® Pentium® Extreme Edition
Processador Intel® Celeron® D
Processador Intel® Celeron® M
Processador Intel® Celeron®
Processadores Intel® Pentium® com tecnologia MMX???
Processadores Intel® Pentium® Dual " Core (duo core)

O primeiro microprocessador comercial foi inventado pela Intel em 1971 para atender a um fabricante de calculadoras japonês que precisava de um circuito integrado especial.

A Intel projectou o i4004 que era um circuito integrado programável que trabalhava com registradores de 4 bits, 46 instruções, clock de 740Khz e possuía cerca de 2300 transistores. Percebendo a utilidade desse invento a Intel prosseguiu com o desenvolvimento de novos microprocessadores: 8008 (o primeiro de 8 bits) e a seguir o 8080 e o microprocessador 8085.

O 8080 foi um grande sucesso e tornou-se a base para os primeiros microcomputadores pessoais na década de 1970 graças ao sistema operacional CP/M. Da Intel saíram alguns funcionários que fundaram a Zilog, que viria a lançar o microprocessador Z80, com instruções compatíveis com o 8080 (embora muito mais poderoso que este) e também de grande sucesso. A Motorola possuía o 68000 e a MOS Technology o 6502.

Todos esses microprocessadores de 8 bits foram usados em muitos computadores pessoais (Bob Sinclair, Apple, TRS, Commodore, etc). Em 1981 a IBM decidiu lançar-se no mercado de computadores pessoais e no seu IBM-PC utilizou um dos primeiros microprocessadores de 16 bits, o 8088 (derivado do seu irmão 8086 lançado em 1978) que viria a ser o avô dos computadores atuais.

A Apple nos seus computadores Macintosh utilizava os processadores da Motorola, a família 68000 (de 32 bits). Outros fabricantes também tinham os seus microprocessadores de 16 bits, a Zilog tinha o Z8000, a Texas Instruments o TMS9900, a National Semiconductor tinha o 16032, mas nenhum fabricante teve tanto sucesso como a Intel, que sucessivamente foi lançando melhoramentos na sua linha 80X86, tendo surgido assim (por ordem cronológica) o 8086, 8088, 80186, 80188, 80286, 80386, 80486, Pentium, Pentium Pro, Pentium MMX, Pentium II, Pentium III, Pentium IV, Pentium M, Pentium D e Pentium Dual Core.

Para o IBM-AT foi utilizado o 80286, depois um grande salto com o 80386 que podia trabalhar com memória virtual e multitarefa, o 80486 com coprocessador matemático embutido e finalmente a linha Pentium, com pipeline de processamento. Como grande concorrente da Intel, a AMD aparece inicialmente como fabricante de microprocessadores da linha x86 alternativa mas a partir de um certo momento deixou de correr atrás da Intel e partiu para o desenvolvimento de sua própria linha de microprocessadores: K6, Athlon, Duron, Turion, Sempron, etc.

Paralelamente à disputa entre Intel e AMD, a IBM possuia a linha PowerPC utilizada principalmente pelos microcomputadores da Apple.

A evolução tecnológica envolvida é surpreendentemente grande, de microprocessadores que trabalhavam com clock de dezenas de kHz e que podiam processar alguns milhares de instruções por segundo, atingiu-se clocks na casa dos 4GHz e poder de processamento de dezenas de bilhões de instruções por segundo. A complexidade também cresceu: de alguns milhares de transístores para centenas de milhões de transístores numa mesma pastilha.


Aqui fica o histórico de cada uma destas grandes empresas mostrando que não brinca em seviço e que não tem favoritismo entre ambas, que por sinal tem uma qualidade superior e experiência de sobra em seus produtos!! Agora cabe ao consumidor final escolher qual atende sua necessidades!! O que mostra que esta matéria não é para gerar atrito entre os usuários, mas sim, apenas para uma questão de conhecimento de duas empresas de processadores, para que os usuários da Intel ou AMD conheçam um pouco mais sobre o inicio e os avanços dos produtos que eles utilizam em seus PCs.

Exclusiva para GameVicio

por Donadelli
||
Ajuda | Sobre nós | Feeds | Termos de uso | DMCA | Anuncie conosco | Fale conosco

©2014 GameVicio