GameVicio Entretenimento: GameVicio | FlashVicio | Hhide.ME | ClubVicio | Fórum | Flow | MovieVicio

A história do Diablo 1 e 2

por rodney666, fonte Borntobegamer, data  


E ae galera beleza?

Bom como todos já devem saber amanhã será o grande lançamento do tão aguardado Diablo 3, um dos melhores para não dizer o melhor game RPG da história, Diablo 3 também é um dos jogos mais aguardados isso para não dizer o mais aguardado do ano com o grande sucesso que suas sagas anteriores fizeram com certeza Diablo 3 irá honrar ou até mesmo superar seus antecessores. Porem como eu sei que muitos de vocês não conhecem às versões anteriores e mesmo assim irão jogar Diablo 3 irei contar um pouco da história dos games anteriores. Confiram


Diablo 1
O rei Leoric é o possuidor de uma região de um continente conhecido como Santuário. Porém repetinamente, um grande mal surge no lugar, criaturas infernais aparecem e vão até a habitação de Leoric durante a noite. E, por algum motivo, levam o seu pequeno filho para as profundas catacumbas do monastério de uma cidade chamada Tristram. Revoltado com o que ocorrera, o rei Leoric, junto a seu primeiro cavaleiro Lachdanan reúne suas forças e chama Lazarus, o Arcebispo da pequena cidade para acompanhá-los para as profundezas do monastério. Porém, os dias se passam e não há mais sinal de nenhum dos homens, ninguém retorna à superfície, todos na cidade se preocupam, mas ninguém é ousado o suficiente para se arriscar a descer ali, coisas estranhas acontecem pela cidade, vez ou outra surge alguma criatura, as pessoas estão apavoradas. Por aquelas terras, três heróis vagavam, um guerreiro, uma arqueira conhecida como Blood Raven e um feiticeiro, e um desses misteriosos heróis surge nas terras de Tristram.



Há alguns pontos de comércio na cidade de Tristram, logo o herói conhece vários cidadãos da cidade, que lhe informam sobre o mal que habita nas profundezas daquele monastério, como o velho sábio Deckard Cain, que dá muitas informações importantes, e o jovem Wirt, um garoto que perdeu uma perna e no lugar, usa uma perna de pau, e que fica escondido vendendo produtos contrabandeados.

O Herói decide ajudar aquelas pessoas e sozinho vai até o monastério para descer suas catacumbas, logo na entrada há um homem prestes a morrer, que fala que o Arcebispo traiu a expedição, e ao invés de conduzi-la para encontrarem o principie, levou o rei e seus homens para a morte em um lugar onde havia uma criatura conhecida como "O açogueiro". Antes de morrer o homem faz um último pedido ao herói, pede que sua morte seja vingada, e assim o Herói finalmente entra no lugar, é extremamente sombrio, há muito sangue e não demora muito para as criaturas começarem a surgir por todas as partes, a dificuldade é imensa, mas o herói continua descendo, porém às vezes tem que retornar à cidade, por meio de portais mágicos ou atalhos secretos que levam a algum ponto da cidade. O herói segue descendo e enfrentando centenas de criaturas infernais, e logo chega a uma muito pior...



Das sombras o herói pode ouvir uma voz dizendo "Ah, carne fresca" e logo a criatura conhecida como "O açogueiro" surge e começa a atacar violentamente, é muito mais forte que qualquer outra criatura que o herói enfrentou naquele lugar e causa muito dano, porém acaba por ser vencido, e o herói segue sua jornada, encontrando vários tipos de monstros, uns mais fortes que outros, porém o que mais se destaca é o chamado "Rei esqueleto" que é nada menos que o próprio Rei Leoric, renascido em ódio, ele é muito forte, porém acaba sendo destruído em combate.

Ao prosseguir para as masmorras, locais extremamente profundos do monastério, o herói começa a achar uma série de páginas relatando histórias, entre elas uma chama muito a atenção, a história dos três irmãos demônios, chamados Baal, Mephisto e Diablo que causavam o caos pela terra, porém foram capturados e aprisionados em pedras conhecidas como Soul Stones forjadas exatamente para prendê-los.

As masmorras eram os últimos pisos do monastério, e o herói acaba entrando em cavernas, que também continuam a descer cada vez mais, e são tão profundas que há rios de magma pelo local, e também muitos demônios poderosos, e então finalmente após atravessar esse lugar, chega às profundezas do inferno.

O inferno é o lugar terrível cheio de magos, demônios imensos com longas asas, sucubus, e todo tipo de criaturas com uma força imensa, e para a surpresa do herói, ele encontra mais alguém vivo, trata-se de Lachdanan, ele não tinha morrido junto ao rei e os outros, tinha sobrevivido e perseguido Lazarus até o inferno, mas assim como o Arcebispo, começava a sentir a influência do lugar e estava sendo corrompido, não aguentando ver sua alma pura ser invadida pelas sombras, Lachdanan pede ao herói que ache um elixir dourado e o entregue, para que possa morrer com honra e sua alma seja salva ao invés de sucumbir às trevas, e logo o herói acha e permite a Lachdanan descansar em paz.

Continuando sua aventura, o herói acha um portal vermelho e entra nele, há muitas criaturas e ele sai destruindo todas, há também pedestais com livros e o herói lê um por um, ao terminar, ele ouve uma gargalhada terrível e a voz de alguém, e sem entender, o herói retorna para onde estava quando foi parar naquele lugar, e é surpreendido ao ser teletransportado para o lugar onde se encontra alguém...



É Lazarus, ele parece possuído e está em frente a um altar, o corpo de uma criança está ali sem vida, foi sacrificado por algum motivo, o herói desconfia que aquele é o jovem príncipe que foi raptado e usado como oferenda em um ritual e então o Arcebispo diz o seguinte.

"Abandone sua tola jornada. Toda essa espera está indignando meu mestre! você está muito atrasado para salvar a criança! Agora, você irá se unir a ela... No inferno!"

Após uma árdua batalha, em que o inimigo o ataca com a ajuda de várias Sucubus que surgem a todo momento, o herói derrota Lazarus, volta a Tristram e o sábio Deckard Caim lhe fala que aquele era um antigo ritual de invocação de Diablo, e que ele deve retornar e continuar procurando pelo senhor do terror, até encontrá-lo e matá-lo, porém Cain desconfia que aquele não seja o príncipe, mas sim uma tentativa falha de invocar Diablo.

O herói retorna às profundezas do inferno e segue em frente até achar uma camara, há muitos inimigos, uma quantidade absurda, o herói os enfrenta até destruir cada um, e então liberta Diablo que está aprisionado, e inicia um àrduo combate, até finalmente conseguir derrotá-lo.



Era o príncipe ali caído no chão, ele havia retirado a Soul Stone de Diablo, da testa do garoto, porém aquela sedutora pedra foi a causadora de todo aquele mal, a alma aprisionada de Diablo conseguia causar influência no que estivesse ao seu redor e corromper, o Herói não podia permitir que mais uma vez aquilo acontecesse, e então cravou a Soul Stone em seu próprio corpo para que ele mesmo impedisse que o mal fosse liberado. Muito debilitado, o herói veste um manto com capuz que cobre o seu rosto deformado, para que ninguém o veja com aquela aparência e passa a ser conhecido como "Andarilho Sombrio", logo retorna à cidade de Tristram, e vai até Deckard Caim antes de finalmente partir.



Diablo 2
Vagando pelo mundo, o Andarilho Sombrio não tem para onde ir, apenas continuar sua viajem pelo mundo, sem rumo algum, cada dia é uma batalha para conter o mal dentro do seu corpo, porém os anos se passam e ele se torna cada vez mais fraco. Para muitos ele é apenas um velho patético e doente, mal sabem que o destino do mundo do Santuário está totalmente ligado ao Andarilho, a cada lugar que ele passa, tenta conter sua alma dentro de seu próprio corpo, porém Diablo não se contenta e por vezes tenta assumir o controle, tornando a vida do Andarilho um verdadeiro inferno, e usando sua influência para atingir os locais próximos.



Nas terras de Blood Moor, um acampamento de arqueiras, denominadas "Rogues", foi estabelecido. Tais arqueiras foram expulsas do monastério onde lutavam contra as forças de Diablo, por Andariel, uma terrível demônia que infestou o lugar, transformando-o em uma fortaleza contra qualquer um que se opusesse. Sem opção, as arqueiras foram obrigadas a montar um acampamento e atacar qualquer monstro que se aproximasse. Uma profecia dizia que Diablo voltaria a Santuário e iria tentar libertar seus irmãos Mephisto e Baal, e assim fazer com que o terror voltasse à terra, com isso, heróis surgiram para tentar impedir que isso acontecesse e foram atrás do Senhor do terror para destruí-lo, entre eles uma Amazona, um Bárbaro, um Necromante, uma Feiticeira e um Paladino. Um herói que viaja por aquelas terras, acaba entrando no acampamento e todos se animam, alguns não acreditam muito em seu potencial, mas outros o vêem como a melhor opção, e assim o herói conhece a sacerdotisa Akara, ela diz que ali perto foi encontrada uma caverna repleta de monstros e teme que em breve aquelas criaturas tramem um ataque em massa ao acampamento, e esse é o momento do herói provar o seu valor.



Logo ao sair do acampamento, o herói enfrenta algumas criaturas, tais como zumbis e pequenos demônios, e busca pela tal caverna, logo a acha e está lotada de criaturas demôniacas, ele começa a destruir todas as criaturas que encontra, até que finalmente mata o último e uma luz divina invade o lugar, todo o mal dali é eliminado, ao voltar ao acampamento, as pessoas estão felizes com o resultado, e assim o herói chama atenção de Kashya, a líder das arqueiras, que lhe informa que tempos atrás houve uma arqueira que foi muito importante na luta contra Diablo na cidade de Tristram, era conhecida como Blood Raven, porém com o surgimento da demônia Andariel, ela corrompeu muitas das arqueiras, inclusive Blood Raven, que agora habitava em um cemitério das planícies geladas e ficava invocando os mortos dali, o herói então é enviado para matá-la e no caminho enfrenta várias outras arqueiras corrompidas, mas acaba achando e matando Blood Raven, ao retornar, Kashya reconhece o valor do herói e oferece a ele uma de suas arqueiras para acompanhá-lo durante sua aventura. Akara novamente pede a ajuda do herói e fala sobre um velho sábio chamado Deckard Cain que foi capturado pelas criaturas de Tristram, mas atualmente a única forma de chegar até lá é através de um portal mágico que só será aberto com o uso de um pergaminho, e o herói parte para a floresta negra, para encontrar a árvore de Innifus, onde está escondido o pergaminho, ele atravessa uma enorme caverna e sai na floresta, onde enfrenta muitos perigos e acha a árvore, protegida por enormes criaturas poderosas, mas consegue vencê-las e pega o pergaminho,ele não consegue entender nada e leva para Akara decifrar, ela lhe avisa que ele terá que achar as pedras cairn, onde deverá tocá-las na ordem certa e um portal será aberto, e o herói parte, faz o ritual e raios envolvem o lugar, fazendo um portal vermelho se abrir.



O herói entra e está nas terras de Tristram, uma cidade destruída e infestada por demônios, em meio às ruínas há uma gaiola enorme com um velho dentro pedindo ajuda, mas o herói tem que enfrentar muitas criaturas, ele desce a corda que sustenta a gaiola até o chão e usa um pergaminho de portal para mandá-lo ao acampamento, mas fica para enfrentar as criaturas conseguindo muitos tesouros, embora também consiga um item que nem imagina o que possa ser, a perna de pau de Wirt, ao terminar, o herói retorna e Deckard Caim está muito grato, e como forma de gratidão, diz que o herói não precisará mais comprar pergaminhos para identificar itens, ele mesmo fará isso para o herói e também o acompanhará até qualquer cidade que ele viaje para guiá-lo. Após mais algumas missões naquelas perigosas terras, o herói finalmente chega ao ponto máximo, matar a demônia Andariel, e assim ele vai até o monastério, sente-se forte o suficiente passa por vários níveis até finalmente entrar na profunda sala onde ela se encontra, para a surpresa do herói, ela não tem um tamanho normal, é três vezes o tamanho do herói, tem uma aparência que lembra a de uma mulher com mãos e pés monstruosos, e quatro patas de aranha saindo de suas costas, ela cospe muito veneno e danifica bastante o herói junto a sua companheira arqueira, porém ele acaba a vencendo e eliminando o mal daquele lugar. Ao retornar ao acampamento, todos estão felizes, e o herói é informado que uma caravana logo partirá para o leste, para a cidade de Lut Gholein, e se ele desejar, poderá ir, e assim ele parte em sua jornada para impedir que Diablo traga seus irmãos de volta.




Lut Gholein é uma cidade no meio de um vasto deserto, onde é normal, grande parte das pessoas usarem trajes que cubram todos os seus rostos, com panos enrolados também nas entradas das roupas para não entrar areia. Ao chegar, o herói já nota algumas coisas estranhas, não é possível entrar no palácio do lugar, os guardas interferem, e também há pessoas temendo criaturas, entre elas uma mulher chamada Atma, que perdeu seu marido e filho por se arriscarem ao tentar matar Radament, uma criatura nos esgotos da cidade, que estava comendo cidadãos, e ela pede vingança ao herói, e assim ele adentra os esgotos em busca da criatura, onde acha vários monstro até finalmente conseguir encontrar Radament e matá-lo. Mais tarde Deckard Caim fala para o herói sobre a Tumba de Tal Rasha, nela, foi aprisionado Baal, e que atualmente, Diablo está indo libertá-lo, mas o herói não pode permitir isso e tem que chegar à tumba mais rápido, porém não será tão simples. Para selarem a tumba, os antigos sábios criaram um bastão mágico e para que ninguém o usasse para abrir a tumba, eles o dividiram em dois pedaços e colocaram guardados em lugares distintos, mas para juntar os pedaços, era necessário uma caixa mágica chamada Cubo horádrico, ao explorar um pouco mais a cidade, o herói acha um homem que aluga lanceiros para acompanhar heróis, e ele decide mandar a sua fiel arqueira de volta e pagar por um lanceiro, que não atira flechas de longe, mas causa muito dano ao atravessar inimigos com sua lança.



E assim o herói adentra o deserto até encontrar uma entrada para um tipo de caverna, ele entra e encontra muitos vermes enormes e besouros, e quando chega ao final, acha um verme gigantesco que provavelmente é uma rainha, ele joga muito veneno, mas o herói com ajuda de seu companheiro lanceiro a derrotam e arrancam de dentro do seu corpo o amuleto horádrico, que lhe dá muitos benefícios ao usar, e também ao procurar mais pelo deserto, consegue achar o cubo, e retornam a Deckard Caim e ele explica que com aquele cubo, ele poderá fundir vários objetos do mundo e fazer combinações, tentar coisas novas que o poderão ajudar muito, mas ainda falta a parte mais larga do bastão para poder fundi-lo. E novamente o herói parte novamente e durante a sua viajem, misteriosamente o dia se converte em noite e tudo fica escuro, ele continua e recupera a parte larga do bastão, coloca no cubo e vê um brilho que faz com que as duas partes se unam, formando uma só, agora ele já pode abrir a tumba, e então volta para a cidade, lá, descobre que a repetina escuridão foi causada pelas bizarras serpentes com braços que se escondiam em um templo, e só com a morte delas, a luz voltaria aos céus, o herói as mata e tudo volta ao normal, o palácio é aberto e falam para ele sobre o lugar chamado Santuário Arcano, um tipo de dimensão paralela que não pode ser atingido por meios comuns, é necessário o herói descobrir onde está, e ao mesmo tempo descobrir por que as excursões que adentraram o palácio, nunca mais voltaram, logo o herói começa a ver sangue no lugar e não demora muito para as criaturas aparecerem, está infestado, ele começa a matar qualquer criatura esteja ali e desce até encontrar um portal, ao entrar, ele volta à cidade mais uma vez e lhe informam que ali tem um poderoso mago escondido, mas há quatro caminhos e só um deles é o certo, ele terá que encontrá-lo e matá-lo para ter acesso ao local onde a tumba de Tal Rasha está, e quando faz isso, ele lê um livro e um portal se abre, existem oito tumbas de Tal Rasha, apenas uma é verdadeira, porém o herói lembra de um símbolo que viu no livro e descobre que verdadeira terá aquele símbolo, chegando ao lugar ele enfrenta as criaturas e finalmente acha o buraco onde deve cravar o bastão horádrico, ao fazer, uma energia é solta na parede e a passagem é aberta, o herói entra junto ao lanceiro que o acompanha, e os dois são surpreendidos ao encontrar não Baal, mas sim o demônio chamado Duriel, não há para onde fugir, o local é fechado, o máximo que o herói pode fazer é abrir um portal e fugir para a cidade, Duriel os ataca ferozmente, mas logo os dois conseguem vencer a criatura. Há um terremoto e uma passagem na parede se abre, eles entram nela e vão até um local onde é um buraco circular com magma e no centro uma pequena parte que é ligada à parte exterior por uma ponte e no meio dela há um ser de armadura dourada e asas luminosas similares semelhantes a tentáculos de energia. Ele se apresenta como o arcanjo Tyrael e agradece por ter sido liberto, mas o aguardava mais cedo, ele estava ali porque tinha tentando impedir diablo de libertar Baal, mas acabou sendo aprisionado, e que agora ele havia se dirigido ao leste, além do mar para a capital pantonosa Kurast, onde poderiam libertar o irmão Mephisto e que ele deveria se apressar.



Ao chegar a Kurast Docks, o herói logo percebe que aquela gigantesca floresta tropical pantanosa lhe oferece grandes perigos, aparenta ser um lugar frágil prestes a ser invadido pelas inúmeras ameaças que vivem naquela selva, insetos gigantes, canibais, hidras, espíritos, aranhas gigantes, entre outras coisas. O herói então falar com o alquemista Alkor, que lhe fala um pouco sobre a imortalidade e que pode aumentar a vida do herói, caso ele lhe entregue uma reliquia chamada "Pássaro Dourado" e o herói vai mata adentro, atrás da estatueta, e após alguns desafios, logo a encontra na posse de uma criatura, ele a derrota e retorna a Alkor, esse lhe dá uma poção, ao beber o herói sente a sua vitalidade aumentar. Após isso, ele vai até um homem da cidade chamado Hratli, ele diz que lançou um feitiço protetor ali, e por isso aquelas criaturas ainda não invadiram o lugar, porém o tempo passou e a magia está enfraquecendo cada vez mais, para reforçar o conjuro, ele precisará de um punhal guardado por canibais, o herói parte, e invade uma aldeia onde é atacado friamente por vários inimigos, mas consegue sobreviver e acha o punhal necessário, que leva a Hratli, esse fica muito grato ao herói e lhe dá um anel mágico.



Após algumas missões e ajudar as pessoas daquele lugar, além de dispensar o seu lanceiro, para contratar um dos magos locais, para ajudá-lo, o herói é chamado por Deckard Cain, que continua o seguindo em sua aventura, e fala sobre o senhor do ódio, Mephisto, ele está aprisionado ali naquela floresta, nas profundezas de um tempo, porém usou sua influência através uma reliquia chamada "Orbe da obrigação" e corrompeu os Sacerdotes daquele templo, mas havia um deles chamado Khalim que por mais que Mephisto tentasse, não conseguia corromper, e repleto de ódio, ordenou que matassem cruelmente a Khalim, e jogassem os pedaços de seu corpo por toda a selva, mas o espírito de Khalim era intocável e continuava forte contra as forças de Mephisto. Diablo e seu irmão Baal estão vindo para libertar o último dos irmãos de sua prisão, portanto o herói precisa conseguir entrar primeiro ali e o destruir, mas para isso ele precisará destruir o Orbe da obrigação, que a única coisa capaz de causar dano é o desejo de Khalim, uma reliquia que terá que ser feita através de três pedaços de seu corpo e uma arma.

O herói parte em busca do necessário para isso e acha o olho em uma caverna repleta de aranhas, o cérebro é achado em um lugar chamado "Masmorra do esfolador" e o seu coração é achado nos esgotos de Kurast Bazaar, após conseguir os pedaços do corpo, o herói parte em busca do Conselheiro Superior em um lugar chamado Travincal, e o assassina, tirando dele a arma de Khalim. Após ter todos os itens, ele os junta dentro do cubo horadrico e um brilho forma uma arma, o herói parte então para o templo de Zakarum, onde está Mephisto, e faz cair legiões de servos até chegar ao Orbe, e usa a arma com força para destruí-lo, porém ao mesmo tempo a própria arma é destruída, mas é o suficiente para abrir a passagem, e o Herói desce vários níveis, onde encontra Mephisto, o Senhor do ódio, levitando sobre uma bizarra fumaça branca, ele percebe que os dois irmãos já passaram por ali, mas Mephisto ainda permanecia naquele lugar. Há um sangrento combate entre os dois mas o Herói o derrota, e sua Soul Stone cai, ele a pega e guarda, e percebe que Mephisto guardava ali não apenas sua própria Soul Stone, mas também um portal vermelho de onde uma terrível energia saía, ele finalmente havia chegado ao local onde no fundo sabia que teria que chegar, era o portal para o próprio inferno, e o Herói estava prestes a atravessá-lo para finalmente matar Diablo.


O inferno
Ao atravessar o portal que estava aberto no local onde ele matou Mephisto, o herói chega à fortaleza chamada Pandemonium, ela é uma fortaleza protegida por anjos e que se encontra no meio do inferno, o local é seguro contra os demônios que habitam fora de suas muralhas, porém mesmo assim, extremamente perigoso, pois os seres do inferno são muito mais fortes do que qualquer criatura que todos os perigos que o herói enfrentou. Ali estão Tyrael, e também Deckard Cain, que auxiliam o herói para sua tragetória até a fortaleza de Diablo. O dever do herói é apenas um, mas Tyrael pede ajuda a ele para uma missão.



Anos antes, um poderoso tentente do céu cheio de orgulho e glória, chamado Izual, foi capturado por demônios e torturado intensamente, sendo obrigado a contar todos os segredos que o céu continha, após isso, aprisionaram o espírito do Arcanjo em um corpo de demônio e o jogaram no inferno para vagar perturbado, sem ter para onde ir, sem pertencer nem ao céu, nem ao inferno. Tyrael diz ao herói que ele deve adentrar o inferno e achar Izual, para libertá-lo definitivamente de sua dor. O herói desce os degraus da escada que fica em frente à fortaleza Pandemonium, e logo se depara com o bizarro ambiente, centenas de demônios, fogo em vários lugares, corpos de pessoas presos a correntes ou atravessados por lanças, porém não mortos, mas soltando gritos de agonia. A sanidade já não mais pertence a nenhum condenado preso ali, portanto mesmo quando o herói tenta se aproximar para tentar salvá-los, o máximo que consegue é ser atacado por eles.

Ao matar dezenas de demônios e passar por lugares bizarros do inferno, o herói finalmente o vê, Izual... Um demônio azul com grandes asas semelhantes a de morcego, vestido em uma armadura amarela e empunhando uma espada, ao seu redor, vários demônios o cercam, porém o herói o confronta sem medo, destrói os demônios ao seu redor, e logo parte para cima de Izual, é um inimigo desafiador, porém logo ele cai perante o herói, e uma forte luz azul surge ao redor do corpo da criatura perturbada, e do meio dela o espírito de um arcanjo se eleva, levitando alguns centímetros do chão, era Izual em sua verdadeira forma, ele finalmente foi liberto. O arcanjo diz ao herói que Tyrael foi um tolo em confiar nele e que Diablo é poderoso demais, todos estão condenados.



O herói retorna ao Pandemonium e Deckard Cain fala que para impedir que Mephisto volte ao mundo, ele deverá ir até a forja do inferno e usar a Soul Stone que caiu de Mephisto nela para poder destruí-la. O herói novamente adentra o inferno, dessa vez entrando mais fundo e chegando à forja, onde enfrenta uma terrível criatura que deixa cair um martelo, o herói o pega e usa para destruir a Soul Stone, dela vários gritos surgem e milhares de almas podem ser vistas saindo, finalmente livres. Agora Mephisto não tem mais nenhuma fonte de poder, um dos três irmãos foi eliminado da lista de ameaças.

Ao retornar ao caminhar mais além dali, o herói encontra um Arcanjo que o avisa que ele está entrando no Santuario do Caos e que Diablo está ali dentro, o herói enfrenta várias criaturas até finalmente chegar à porta do Santuário, uma ruína semelhante à uma igreja, lá dentro vários magos habitam e há cinco selos que devem ser ativados, cada um em um canto, o herói então vai em busca dos selos e os ativa, sendo que toda vez que faz isso, um exército de demônios variados surgem prontos para destruí-lo, mas ele vence todos e parte para o centro do Santuário do Caos, onde pode ouvir a voz de Diablo, e ali ele surge, atacando violentamente o Herói, aquele é o mais terrível inimigo que já enfrentou, soltando uma explosão de fogo que voa para todos os lados, e prendendo o herói em uma prisão de ossos que tem que ser destruída toda vez que ele é atingido, diablo solta um poderoso raio de fogo que consome a vida do herói com velocidade impressionante. Após uma terrível batalha, o herói consegue destruí-lo e ouve um feroz grito de agonia, o corpo de Diablo se resseca e fica negro, como se tivesse apodrecido, e ali cai a carcaça da terrível criatura, o mal foi vencido, ele volta ao Pandemonium, onde conta a Deckard Cain e Tyrael que a criatura já não mais é uma ameaça.



Ao chegar à cidade, a World Stone já foi tomada por Baal, que fez isso enquanto o herói confrontava Diablo. O clima do lugar é extremamente frio e cheio de pavor, logo o herói é avisado que Baal partiu em direção à World Stone, porém no caminho deixou um exército de demônio e um poderoso general chamado "Shenk, o feitor". O herói, sai da cidade, logo nota que está em um verdadeiro campo de batalha, cheio de corpos de demônios e bárbaros, a luta não pára, os bárbaros avançam em direção às criaturas, e essas por sua vez atacam sem hesitar, muitos bárbaros estão ao lado do herói, uns o acompanham por algum tempo, porém muitos caem, e após muita destruição com catapultas, magias, e muito ferro e sangue, o herói avista Shenkcom vários demônios ao seu redor, ele é uma criatura muito mais forte e que leva um chicote que usa para atacar o herói, há um combate e logo a criatura cai, o herói volta à cidade e notando o potencial dele, falam que não há apenas Bárbaros mortos ali, alguns foram pegos como prisioneiros, mas não há quem tenha coragem de ir resgatá-los, e assim o herói vai mais além, dessa vez novas criaturas surgem, algumas se teletransportam, outras montam gigantescas criaturas, e há muitas ruínas no lugar, que no meio da batalha, acabam desmoronando, o herói logo começa a achar as celas dos bárbaros aprisionados e começa a libertá-los até que não haja mais nenhum preso. Ao retornar, como forma de gratidão, entregam runas ao herói e disponibilizam o serviço de mercenários, o herói dispensa o mago que o acompanhava, contrata os serviços de um Bárbaro da cidade. Logo, uma mulher da cidade chamada Malah, o procura e diz que uma garota da cidade, chamada Anya, sumiu após discutir com Nihlathak, e todos desconfiam que ele teve algo a ver com isso, e o herói parte para uma caverna gelada chamada Frozen River, onde há vários mortos vivos, esses tem uma aparência asquerosa e andam com uma enorme espada que arrastam no chão, sem força para levantá-la, usando-a apenas quando se aproximam do herói e o atacam, um dos problemas desses mortos é que eles não morrem, mesmo que o herói os ataque, eles apenas caem no chão, mas momentos depois retornam, a única forma de destruí-los definitivamente é com algum item mágico que consiga congelar e depois estraçalhando seus corpos.



Após enfrentar vários monstros, o herói acha Anya, congelada com apenas a cabeça de fora, ela fala que Nihlatahk fez aquilo com ela e pede para que Malah a ajude, o herói volta e fala sobre a garota, e Malah dá a ele uma poção que permitirá descongelar o corpo da jovem, sem feri-la. Ao retornarem, ela diz que Nihlatahk queria na verdade, salvar a cidade, mas para isso pretendia fazer algo extremo, dar a Baal a relíquia dos antigos, um artefato que permite entrar no Monte Arreat sem precisar passar pelo teste dos anciões, Anya não concordou com isso e foi impedi-lo, mas esse lançou nela uma magia que a congelou. Porém agora ele tinha fugido da cidade, Anya sabia que ele tinha partido para um templo, e por isso abriu um portal para que o herói tivesse acesso direto, ao entrar, ele vai parar no topo de uma montanha congelada, e ao caminhar para a entrada do templo, logo vê vários cadáveres no chão, e não demora muito para começarem a se levantar e partir em direção ao herói que mata todos e entra no lugar, desce vários níveis cheios de criaturas até finalmente achar Nihlatah, esse é capaz de soltar uma magia congelante, e é cercado de vários demônios, quando o herói mata algum, Nihlatahk usa uma habilidade que explode o cadáver, causando dano ao herói e ao bárbaro que o acompanha, mas os dois lutam ferozmente e vencem Nihlatahk, que é sugado por um portal para o inferno, porém o herói percebe que o pior aconteceu, a relíquia não está ali, o que significa que Baal a possuia e agora tinha livre acesso ao monte, sem precisar passar pelo teste dos anciões.

A única forma que o herói tem de seguir Baal agora é passando ele mesmo pelo teste dos anciões, e assim ele parte para o topo do monte, um lugar altíssimo e nada fácil de alcançar, até que na subida, o herói chega a um lugar onde há três estátuas de guerreiros, ao analisá-las, ele houve a voz de espíritos falando com ele, porém não teme, após a mensagem ser passada, as três estátuas de bárbaro criam vida e partem para cima do herói e seu companheiro, os dois começam a lugar, são adversários esplêndidos, é uma luta de três contra dois, mas juntos eles conseguem derrotar um dos bárbaros, igualando os times, esse que é derrotado, volta a ser uma estátua, porém dessa vez dourada, logo os dois vencem o segundo que também vira uma estátua dourada, e por fim o terceiro, o teste está completo, o herói se prova digno de entrar no Monte Arreat, onde por fim encontrará o senhor da destruição.



Ao entrar, o herói desce vários níveis em ambientes avermelhados, e logo chega a um lugar chamado "Trono da destruição" e após andar um pouco,dá de cara com Baal, em um trono, atrás dele um portal, e ele começa a invocar criaturas, não apenas daquele lugar, mas criaturas de todas as regiões que o herói já havia passado, o acampamento das arqueiras, o deserto, o pântano, o inferno, e aquelas gélidas terras, o herói enfrenta acompanhado de seu bárbaro, hordas inteiras de criaturas, deixando um chão repleto de cadáveres de criaturas bizarras, até que Baal desiste e se vira, entrando no portal, ao entrar, o herói dá de cara com a própria World Stone, um gigantesco cristal vermelho surgindo de dentro de um buraco, e começa um combate contra Baal, o lugar é cheio de tesouros. O combate é árduo, Baal invoca uma cópia dele, fazendo com que tenha que lutar contra os dois de uma vez, o mercenário que acompanha o herói, ajuda bastante, mas não é tão poderoso contra as forças de Baal, porém por fim, o herói o destrói, podendo ouvir um terrível grito de dor e várias almas rodeando o corpo da criatura e depois desaparecendo. Tyrael então surge e diz ao herói que ele deve partir, pois irá fazer o ritual para destruição da World Stone.



Fim

Achei que num ia acaba isso, meus dedos não estão nem mais aguentando digitar, bom espero que gostem e aproveitem bem a história do Diablo e estejam preparados para amanhã.

Se preferirem confiram a matéria no site original http://borntobegamer.wordpress.com/2012/05/14/a-historia-do-diablo-1-e-2/

por rodney666, fonte: Borntobegamer
||
Ajuda | Sobre nós | Feeds | Anuncie conosco | Fale conosco

©2013 GameVicio