GameVicio Entretenimento: GameVicio | FlashVicio | Hhide.ME | ClubVicio | Fórum | Flow | MovieVicio

Review de DiRT 3 para X360 de GameTV

por Anônimo, fonte GameTV, data  editar remover




Nem toda a sua experiência com as trilhas lamacentas do caminho para o sítio da sua avó, em Atibaia, serão suficientes para as emoções de DiRT 3. Difícil, porém acessível, o simulador/arcade de corridas off-road ganhou sua versão definitiva, com seis novas localidades, novos modos online e veículos que vagueiam entre os anos 60 e linhas mais recentes, como o belíssimo Mitsubishi Lancer Evo X.

A experiência proporcionada pelos jogos da série DiRT (antes acompanhando o nome Colin McRae) sempre se superou. Uma versão após a outra, a Codemasters demonstrou tato para trabalhar inovações e não perder seus fiéis seguidores. Todo o conhecimento acumulado com DiRT 2 foi aperfeiçoado e ampliado na sua terceira versão, agora com direito até as novíssimas corridas na neve.

Aspen, uma das novas localidades para os corredores, chega repleta de curvas fechadas, nevascas que impedem a visibilidade e a brancura que nenhum sabão em pó consegue dar para suas roupas. ?? a primeira aposta da série nas corridas na neve. A única ressalva é que não há muita diferença - em termos de dirigibilidade - entre a neve, nevasca ou as trilhas habituais do jogo, faça chuva ou sol, apenas a confusão visual que envolve a velocidade e um mundo de 'brancura insuperável' na sua frente.

Ainda falando de novidades, em DiRT 3 você participa de competições freestyle totalmente inspiradas nos campeonatos de drift dos Need For Speed da vida. Só que eles não ficam só nas 'derrapagens', mas os circuitos envolvem rampas, 'donuts' (cones envoltos com proteção, para realização de manobras), arcos, containers, caixas vazias, tudo para criar um ambiente propício à sua imaginação radical.

Manter a velocidade em um drift não é tão fácil como em NFS Hot Pursuit. Apesar de não ser um simulador tradicional, DiRT 3 tem um sistema de jogo bastante focado na realidade de um Rali de verdade. ?? preciso tomar cuidado com o torque ao acelerar, esterçar o suficiente para se manter no ângulo exato e sempre tomar cuidado com os desníveis da pista. E essas peculiaridades podem assustar o jogador mais casual na hora de executar um 'zerinho', já que é preciso um pouco mais do que ficar simplesmente apertando freio de mão e acelerador ao mesmo tempo.

O modo Gymkhana reúne toda essa experiência fora das corridas em busca do menor tempo possível e foca o jogador apenas em realizar sua melhor 'session' e somar o máximo de pontos. Essas fases também possuem modos livres, para treinar suas manobrar e realizar missões de menor importância, apenas para passar o tempo - e aperfeiçoar suas técnicas.

As demais competições seguem a linha do jogo anterior. Os ralis propriamente ditos ganharam um destaque maior, sempre vencendo o menor tempo. As corridas em circuitos fechados estão de volta, em tdoas as suas categorias: buggys, trucks e carros normais. Uma outra categoria coloca você e seu rival em duas pistas diferentes de um mesmo circuito fechado. Cada um corre de um lado e vence quem fizer o menor tempo.

Aquele papo de amizade com os pilotos de DiRT 2 também se foi. Aqui, se você pilotar de forma agressiva não vai ouvir a choradeira do adversário no seu rádio, mas terá como resposta a mesma agressividade da inteligência artificial na sua cola. Seja agressivo, mas não seja sem noção.

O sistema de dano físico (tanto estético, quanto mecânico) representa bem quase todas as condições adversas de uma corrida de verdade. Com exceção de uma ou outra quebra de parabrisa que não faz sentido algum, o metal é arrancado sem piedade, os pneus explodem e o motor pode vir a sofrer graves problemas caso a pancada seja muito severa.

E não se preocupe com aquela parte de juntar dinheiro para comprar um carro mais bacana. DiRT 3 abandona o sistema de garagem com vários veículos adquiridos com o suor dos dinheirinhos arrecadados em corridas pelo modo carreira. Agora você tem à sua disposição todos os carros, marcas e estampas de patrocinadores. Só precisa alcançar o nível requerido para habilitá-los. E como disse anteriormente, tem carro para todos os gostos: antigos, novos, japoneses, europeus e americanos.



?? tão bonito...

DiRT 3 é, sem dúvida, a evolução máxima da série em termos gráficos. Cenários belíssimos, detalhes de textura, poeira, a chuva e a neve que impedem a visibilidade total, tudo é extremo. Nas corridas de buggy, o cockpit minúsculo, sem parabrisa e apenas com uma grade na sua frente, é claustrofóbico. E vale cada perrenhe.

Algo que precisava ser corrigido, mas que manteve-se como a versão anterior, foram os efeitos de água referentes às poças d'água que espirram no parabrisa. A água tende a espirrar exatamente sempre da mesma maneira, não importa a posição que seu carro venha a passar por cima dela. E, ironias à parte, de forma idêntica à DiRT 2.

De resto, o "mundo extra" de sair fora da pista, do tipo criar os atalhos inexistentes, não existe mais. ?? quase instantâneo o seu retorno com um reset forçado, caso você passe direto numa curva mais fechada. São seis as localidades de DiRT 3: Finlândia, Michigan, Noruega, Los Angeles, Quênia e Mônaco, todas particulares e muito bem retratadas.

Para os menus, uma decepção. O trailer interativo e o mini circo montado em cima para a divisão das categorias em DiRT 2 dá espaço à simplicidade de quatro linhas de texto e um menu para a campanha offline na forma de uma Tri-Force, triangular e dourada. Esse estilo de menu - sem as brincadeiras - lembrou bastante a forma como Grid era apresentado. Não há nenhum tipo de imersão inicial, mas não se iluda: é apenas o menu que causa esse efeito.

Tem até zumbi

Para as partidas multiplayers, modos que vão desde os mais competitivos e hardcores para aqueles que apenas almejam a diversão descompromissada. Para evitar baderneiros de plantão, modos como 'Outbreak' e um 'Rouba-Bandeira' estilizado estão lá para entretê-los.

E esse modo 'Outbreak', em especial, é como se fosse uma brincadeira de zumbis. Você divide a o circuito fechado da Gymkhana abriga você e mais sete participantes, e sua missão é "sobreviver" à infecção. Um dos corredores estará com a tela completamente esverdeada, e cada carro que ele encostar será infectado e passará para o time adversário. A missão de todo o resto? Fugir.

Se você quer uma competição honesta e profissional, aposte no modo Hardcore. Lá, apenas a visão de dentro do cockpit é permitida, assim como nenhum tipo de ajuda (tração, freio ou linhas guia). Se tiver um volante, plugue-o e divirta-se, valerá a pena.

DiRT 3 é uma experiência perfeita. Sua parte simulação não o deixará com sono, instigará a sua vontade de aprender cada vez mais sobre as pistas e os carros que você vai pilotar durante a campanha, tem um modo online diferente e replays que dão gosto de ver. A interatividade com o YouTube é para se pensar, se não demorasse tanto para subir apenas 30 segundos de uma corrida (em 480p). Velocidade e simulação na medida certa.




Nenhum comentário

comments powered by Disqus
GameTV
9.5/ 10
Média da crítica
Média dos usuários
Sua nota

Sobre o colaborador

avatar de Anônimo

Reviews da crítica

9 / 10
Eurogamer
©2016 GameVicio