GameVicio Entretenimento: GameVicio | FlashVicio | Hhide.ME | ClubVicio | Fórum | Flow | MovieVicio

Review de ArcaniA: Gothic 4 para X360 de Eurogamer

por ShadowsGamer, fonte Eurogamer, data  editar remover


Existem duas tendências distintas que parecem evoluir nos RPG modernos, por um lado aqueles que propositadamente são mais lineares em termos de progresso, com o objetivo de assim contar uma história mais imersiva mas que está já pré definida, neste sentido o jogador vai-se conectando "de fora" com a personagem que vai evoluindo com o desenrolar dos acontecimentos. Por outro lado temos aqueles RPG com mundos vastos onde o jogador pode escolher entre vários caminhos na progressão seja em side quests ou apenas para explorar o espaço.

As escolhas que fazemos afetam de forma decisiva a história da personagem permitindo uma conexão mais "de dentro" como que personificando o herói. Ora Arcania Gothic IV à primeira vista parece enquadrar-se neste último, no entanto mais para a frente torna-se uma espécie de mistura entre os dois "estilos", nunca conseguindo patamares de qualidade suficiente para se afirmar com personalidade, mas já lá vamos.

Arcania Gothic IV trata-se de um RPG de ação na terceira pessoa, é o quarto título da série Gothic e foi desenvolvido pelos Alemães da Spellbound. O jogo passa-se dez anos depois dos eventos de Gothic 3 e o mundo mudou imenso desde então, as terras do sul estão em guerra e este facto prepara o palco para a série de aventuras que nos esperam. O jogo começa dentro de um sonho do rei Rhobar III onde somos guiados através de umas cavernas repletas de demónios num pequeno tutorial para nos familiarizar com os movimentos básicos de interação e combate, este tipo de tutorial dinâmico onde aprendemos jogando funciona muito bem é sempre uma boa aposta, no entanto, está longe da excelência de por exemplo o nível de introdução do primeiro God of War.

Tenho que admitir que o Visual Engine 7 da Trinigy, motor gráfico que suporta Arcania Gothic IV fez um excelente trabalho em criar um mundo de fantasia deslumbrante em termos visuais, sem dúvida o seu ponto mais forte especialmente se possuirmos uma máquina capaz de correr o jogo com uma resolução média/alta. Os cenários com vegetação repleta de detalhe e cor, montanhas gigantescas, castelos imponentes, tudo com uma profundidade notável. As texturas da arquitetura das vilas e dos castelos estão muito boas, assim como os efeitos do clima onde destacamos o nevoeiro, a chuva e as transições entre o dia e a noite. As texturas das personagens (skins) são também agradáveis, no entanto difíceis de distinguir, ficamos muitas vezes com a sensação de ter visto o mesmo NPC em vários locais simplesmente porque os modelos utilizados para as personagens não variam muito o que no longo prazo se torna desagradável.

Depois do pequeno tutorial somos finalmente "apresentados" ao herói, começamos na nossa pequena aldeia fazendo pequenos trabalhos para os seus habitantes, nomeadamente para convencer Gromar a dar a sua bênção para casarmos com Ivy sua filha. Durante estas tarefas descobrimos também que Ivy espera um filho do nosso herói, todos estes acontecimentos acontecem a uma grande velocidade sem dar sequer tempo para nos apegarmos às personagens. Mais tarde a aldeia é invadida e destruída por um exército desconhecido, e assim a sede de vingança serve de mote para o início da história do nosso herói.

O gameplay tal como a Storyline são demasiado lineares mas não super óbvios, o jogo mantém um bom ritmo, mas com um grande número com de quests repetitivas, apanhar 15 flores, matar 7 monstros enfim demasiado grind para um single player RPG. Quase não existem opções sobre como completar uma quest, aliás de uma forma geral raras são as vezes em que Arcania Gothic IV apresenta ao jogador uma situação de escolha seja ela relacionada com os diálogos, ou com o gameplay em si, pobre. O movimento funciona com o típico WASD, com o rato para movimentar a câmara, o combate em tempo real é feito através dos dois botões do rato e alguns standard hotkeys, isto para a versão PC claro. O inventário é literalmente infinito, isso mesmo, podemos carregar uma verdadeira coleção de espadas, escudos, todo tipo de lixo que podermos apanhar dos inimigos. Aceder ao inventário pausa o jogo permitindo beber poções para recuperar a vida, algo que torna o jogo ainda mais simples de ultrapassar.

O jogo permite uma especialização entre três arquétipos diferentes, Mago, Arqueiro e Guerreiro dependendo de como gastamos as nossas skills, no entanto esta é uma especialização genérica já que no fundo podemos sempre utilizar as três, as skills determinam apenas a competência com que o fazemos. Recomendamos que se evite a especialização em demasia de inicio, já que estranhamente o próprio jogo promove que sejamos capazes de fazer um pouco de tudo durante a aventura, o que obriga termos uma skill mínima nas várias sub-skills relacionadas com os três tipos de personagem. Os Feitiços limitam-se aos típicos fogo, gelo e relâmpagos. Estes aumentarão de poder ao longo do jogo, alguns deles com poderosas animações. O sistema de progresso das skills é muito redutor e faz muito pouco para incentivar os jogadores a jogarem Arcania Gothic IV uma segunda vez.

Um facto engraçado do jogo é a completa ausência de julgamento moral, podemos entrar dentro de uma loja por exemplo, roubar o que quisermos (semelhante a Oblivion) e nenhuma consequência advirá disso, nada. Podemos também matar sem ser julgados, o equipamento não sofre perda de durabilidade, não existem facões distintas para escolher, a juntar a isto o facto de ser virtualmente impossível perdermos um combate torna o jogo ridiculamente fácil mesmo em modo de dificuldade máxima onde a única coisa que precisam é de um exército de poções prontas para ser utilizadas.

As Dungeons (masmorras) são repletas de recompensas como poções, armas e ouro. O ouro permitirá comprar upgrades, as plantas e minerais podem ser usadas para crafting de equipamento e consumíveis. Existe uma exagerada abundância de materiais deste género espalhado por todo lado, este facto torna inevitavelmente o ato de spellcrafting ou potion-making mundano e desvalorizado por ser demasiado fácil ao ponto de tornar-se um dado adquirido.

A música do jogo é muitas vezes empolgante, às vezes subtil, mas raramente inadequada e merece por isso um relevo especial, os efeitos sonoros tanto do combate como do ambiente em geral estão muito bons e adequados à ação em causa. Por outro lado os diálogos entre as personagens estão longe de ser bem conseguidos, são desconexos e muito mal interpretados fazendo por vezes lembrar as famosas novelas mexicanas. Existe a opção de escolha das frases nos diálogos (ao estilo de Knights of the Old Republic), no entanto bastante limitadas, por vezes apenas temos uma escolha, ou então todas as opções são obrigatórias de qualquer maneira. O sistema é de tal forma simplista que também não existe nenhuma relação escolha/consequência, nenhuma surpresa, nada que influencie a progressão o que torna os tempos de diálogos imensamente aborrecidos e sem sentido.

Em jeito de conclusão Arcania Gothic 4 faz muito pouco pelo progresso do género, particularmente na estrutura das missões e storytelling. O combate tem um nível decente de profundidade, mas de uma forma geral com pouco sentido. Acima de tudo falta o sentimento de recompensa, algo fundamental em qualquer RPG. Os poucos elementos RPG parecem ter sido atirados para o jogo à pressa e apenas com o pretexto de aumentar o tempo de jogo. Os fãs do género, e especialmente da série vão ficar desapontados com a falta de profundidade e emotividade narrativas que caracterizaram os títulos anteriores. A equipa responsável pela parte artística e técnica do jogo fez um excelente trabalho para criar um mundo apelativo e fica assim uma maior expectativa para o futuro de Gothic. Se procuras um jogo simples, com cenários de cortar a respiração e um ridículo número de armas, armaduras e afins então Arcania Gothic IV é para ti.


Nenhum comentário

comments powered by Disqus
Eurogamer
5/ 10
Média da crítica
Média dos usuários
Sua nota

Sobre o colaborador

avatar de ShadowsGamer
©2016 GameVicio