GameVicio Entretenimento: GameVicio | FlashVicio | Hhide.ME | ClubVicio | Fórum | Flow | MovieVicio

Review de Donkey Kong Country Returns para Wii de E-Zine/MyGames

por onsilva12, fonte E-Zine/MyGames, data  editar remover


A série Donkey Kong pode gabar-se de ser uma das mais antigas dos videojogos e se formos a contar em termos de aparições, o macaco da Nintendo já era vedeta de um jogo ainda antes de Super Mario ter direito a ser a mascote da companhia japonesa.

Era de prever que Donkey Kong não ia passar a sua vida inteira a raptar mulheres indefesas e a atirar barris contra um homem chamado Jumpman. Donkey Kong ganhou direito a ter a sua própria série de jogos, entre as quais, aquela que deve ser seguramente a mais mítica de todas, Donkey Kong Country.

Vários anos depois, o conceito de Donkey Kong Country volta a fazer sentido, com o novo jogo do primata a ser lançado para a Wii. Donkey Kong Country Returns marca o regresso do gorila ao mundo das plataformas ao bom estilo das versões mais antigas, mas além do cheiro a nostalgia, o velho macaco mostra que é capaz de fazer novos truques.

Donkey Kong Country Returns coloca Donkey Kong e Diddy Kong no centro das atenções, isto porque os primatas da ilha são "brutalmente" roubados pelos outros animais da ilha, controlados por criaturas com capacidades de hipnotizar quase todo o tipo de bicharada.

Claro que Donkey Kong é uma dos poucos animais que escapa à tentativa de controlo e parte juntamente com Diddy Kong à procura das bananas roubadas.

Para voltar a recolher a fruta, vão ter de passar por todo o tipo de cenários que podem imaginar, indo de florestas, a minas e até vulcões cheios de magma. Embora o tema dos cenários possa acabar por se repetir, nunca vão sentir que passam duas vezes pelo mesmo sítio, pois cada cenário tem muito mais para ver do que aparenta a início, com varias passagens para o mesmo objectivo, chegar ao fim do nível, jogando normalmente da esquerda para a direita.


Da esquerda para a direita, pois Donkey Kong Country Returns recorre ao mesmo estilo de jogabilidade à moda antiga, como era feito com os primeiros jogos de plataformas, mas a aproveitar agora o visual em 3D para compor as personagens e os cenários, tal como sucedeu com New Super Mario Bros. Wii.

Tal como em New Super Mario Bros. Wii e como acontecia nos jogos anteriores de Donkey Kong Country, existe um mapa mundo dividido por níveis que vão desbloqueando à medida que terminam cada cenário. Pelo caminho vão ainda poder encontrar a loja do velho Cranky Kong, um macaco com alguns anos em cima que tudo o que faz na vida é reclamar constantemente, apesar de ter a única loja do jogo onde é possível comprar vidas, ou items para ajudar a facilitar a aventura.

Donkey Kong Country Returns, é um jogo de plataformas puro e duro e apesar de ser indicado para quase todas as idades, este não é propriamente um jogo fácil. Vão ter vários tipos de obstáculos com os quais vão ter de aprender a interagir de forma a progredir, alguns são bastante simples e práticos, no entanto, outros são altamente desafiantes, com timings a roçar a perfeição, o que exige que percam demasiadas vidas pelo caminho, até descobrir o padrão perfeito. São as plataformas hardcore à moda antiga que já começavam a escassear.



Durante toda a aventura, Donkey Kong e Diddy Kong vão ser praticamente inseparáveis, o que oferece alguns desafios em equipa bastante interessantes, pois Donkey Kong consegue bater no chão e usar força bruta, enquanto Diddy consegue lançar bananas ou dar uso ao seu Jetpack para fazer planar a equipa durante alguns segundos. Algumas zonas requerem mesmo que trabalhem com os dois símios para avançar, ou então, que peçam ajuda a um rinoceronte para passar um determinado segmento.

Todo o jogo pode ser jogado apenas com o Wii Remote na posição horizontal, controlando Donkey Kong com o D-pad e saltando usando o botão 2, com o botão 1 a servir para agarrar e correr mais depressa. Ao abanar o comando parados, Donkey Kong dá violentas chapadas no chão, ao passo que Diddy atira as tais bananas. Em movimento, as personagens podem rebolar para dar cabo dos inimigos. Ao agachar e abanar o comando, podem fazer a personagem soprar.


Ao jogar a dois, o jogo torna-se ainda melhor e mais divertido pois mesmo que um jogador morra, o outro pode sempre continuar a jogar, não terminando o cenário. Aquele que perde pode sempre voltar ao jogo usando um dos balões de vida, e cabe ao outro jogador destruir o barril para resgatar o colega. Alguns dos elementos do cenário só podem ser realmente ultrapassados ao jogar com as duas personagens, por isso, ter duas pessoas a controlar os símios, torna tudo muito mais divertido e intuitivo.

Claro que nem tudo são rosas ao jogar com dois jogadores. Por estranho que pareça, a equipa de desenvolvimento colocou coleccionáveis que obrigam a que um dos jogadores se sacrifique para conseguir apanhar uma letra da palavra KONG, ou até uma peça de um puzzle, o que é uma decisão de desenvolvimento algo injusta e até questionável. Mas isso também só vai interessar aqueles que são fãs de coleccionar tudo.
Donkey Kong Country Returns é sem duvida um jogo bastante bom a nível de pormenores e gráfico. Os cenários são visualmente luxuosos e transpiram vida por todos os lados. Parece que existe sempre algo em movimento à vossa volta, seja isso um inimigo, um pedaço de vegetação, ou até zonas do cenário que se vão despedaçando gradualmente à medida que Kong vai usando os muitos barris da praxe.


Quero destacar especialmente os cenários ao por do sol que deixam tudo com um tom alaranjado enquanto os símios são representados como silhuetas pretas. Bastante original e visualmente muito apelativo.

A nível sonoro, Donkey Kong Country Returns está perto do que seria de esperar e volta com alguns temas clássicos agora, refeitos para aparecer nesta continuação. Não existem vozes, mas podem contar com vários tipos de gritos por parte de Donkey e Diddy Kong, além de toda a espécie de grunhidos dos animais e sons típicos da natureza. Tudo nos sítios certos e feitos com deve ser.


Donkey Kong Country Returns ainda consegue ser um jogo bastante longo, com vários cenários para percorrer e ainda muito para recolher pelo caminho. Mesmo assim, a longevidade acaba por aumentar de forma brutal devido ao espírito do jogo. Vão acabar por morrer por demasiadas vezes, mesmo nas situações mais simples, e com algumas horas de jogo, não vão ser raras as vezes que vão querer atirar o comando contra a televisão (não aconselhado segundo os muitos vídeos que se podem ver no Youtube).

No fim de contas, Donkey Kong Country Returns é sem dúvida um regresso ao bom estilo clássico das plataformas em 2D que já começavam a faltar. A jogabilidade é desafiante e divertida, embora ande de mãos dadas com a frustração, algo que sempre esteve presente neste género e acabou por ser suavizado ao longo do tempo.
Se estavam com saudades de um bom jogo de plataformas à moda antiga além de Super Mario Bros. Wii, então Donkey Kong Country Returns é uma aposta que podem fazer de forma segura.


Nenhum comentário

||
E-Zine/MyGames
88/ 100
Média da crítica
Média dos usuários
Sua nota

Sobre o colaborador

avatar de onsilva12
©2016 GameVicio