GameVicio Entretenimento: GameVicio | FlashVicio | Hhide.ME | ClubVicio | Fórum | Flow | MovieVicio

Review de Dance Central para X360 de Eurogamer

por Giordano Trabach, fonte Eurogamer, data  editar remover


Sei que pareceu assim um quanto cliché mas teria que colocar o subtítulo "Achas que sabes dançar?" na análise ao jogo mais esperado desta temporada para o Kinect. O subtítulo encaixa-se na perfeição no espírito de Dance Central, pois em todo ele somos convidados a dançar e a pergunta é? Terás jeito? Conseguirás aprender com o Dance Central a dançar? Será este o seu objectivo?

?? interessante que a jogar Dance Central deparei-me com uma problemática até então esquecida perante um produto de entretenimento. Poderemos realmente aprender a dançar com um jogo de dança? Dance Central não é um pioneiro nos jogos de dança, pois jogos como Dance Dance Revolution já nos têm entretido desde o século passado, usando as tão famosas coreografias em cima de um tapete colorido e com símbolos. O objectivo? Pressionar no tempo certo em todos os símbolos que aparecem no ecrã. A dança vinha por acréscimo, onde o redopiar, saltar e troca de pés criava essa ilusão em nós. Dance Central faz tudo isso, mas coloca cada um de nós a mexer o corpo inteiro, numa verdadeira dança.

Produzido pelos veteranos da Harmonix, que nos trouxeram uma das revoluções musicais, o Guitar Hero e mais tarde o Rock Band. Tal como na altura, Guitar Hero não foi pioneiro nos jogos musicais rítmicos, mas fez algo pelo género, que mais nenhum fez. Dance Central prepara-se para fazer o mesmo. E com muito estilo.

Existem jogos que nos cativam, e quem tem vindo a seguir todas as informações sobre Dance Central na Eurogamer Portugal, deve já saber o meu gosto para jogos que envolvam música e dança. Desde a primeira vez que joguei, já na E3, compreendi que poderíamos ter um jogo interessante, ainda mais olhando para os seus produtores. O factor que mais cativa é a total liberdade de movimentos e aqui o Kinect é rei em nos proporcionar tudo isso.

A jogabilidade(se é que posso usar este termo) é extremamente simples. Dançar tão bem quanto o dançarino que está em frente de nós. Diferente de outros jogos, onde os nossos movimentos são projectados na televisão, em Dance Central temos um tipo de treinador pessoal, onde teremos que seguir no tempo correcto e na forma correcta todos os movimentos dele. Esta suposta simplicidade é instantaneamente quebrada quando reparo que o meu corpo não é tão ágil quanto deveria, que não vai para onde o cérebro diz para ir. Não ia, mas já vai. Sim porque pela persistência iremos conseguir fazer aquele passo de dança que à partida parecia difícil.

Em termos de opções, o jogo é muito parco em conteúdos. Temos o modo Perform it!, que é no fundo a nossa progressão como dançarino. Temos todas as músicas disponíveis, que ao todo são pouco mais de 30. Não são muitas, mas julgo que cumpre perfeitamente para o esperado. Consegue no fundo dar-nos um pouco de cada estilo musical. Podemos escolher entre os modos Easy, Medium e Hard. Os modos Medium e Hard só estarão disponíveis quando conseguires completar acima de 3 estrelas o modo Easy. Ao todo são cinco estrelas. Dentro do Perform it! podemos ainda activar o Workout Mode onde podemos inserir o nosso peso para calculo das calorias em cada dança.

Mas antes mesmo de passarmos para o modo de dança, aconselho vivamente a passarem pelo modo Break it down, que é um modo de treino onde as diversas partes da dança estão divididas em secções. Também aqui podemos escolher os níveis de dificuldade, alterando a complexidade dos passos, coincidindo com os mesmos no modo Perform it!. Neste modo iremos aprender como fazer cada passo, tendo diversas oportunidades para o fazer. Acho que neste modo não deveria haver limite de tentativas por cada passo, pois se é um modo treino, por que tem que criar pressão em nós para cumprir com os requisitos?

Fora estes dois modos temos a possibilidade de jogar em multijogador, em formato alternado em cada música, e ver quem é o John Travolta lá do sítio. Em suma tudo bastante simples, parecendo que a Harmonix não quis arriscar muito para além de aperfeiçoar aquilo que se destaca em Dance Central. A dança em si.

Se acham que não sabem dançar, dêem uma oportunidade a vocês mesmos. ?? interessante que o que à partida parecia complexo poderá após algum tempo tornar-se extremamente recompensador. Dou o exemplo da música "Satisfaction" de Benny Benassi, que é uma das mais difíceis do pacote. No início era extremamente complicado executar um único passo, mas com o tempo e recurso ao Break it down, consegui aprimorar diversos pontos, conseguindo atingir as quatro estrelas em Medium. Ok, não me livrei de uma valente dor de costas no dia seguinte, mas nada que me afaste das pistas de dança.

Em termos do uso do Kinect para jogar Dance Central, é uma das melhores experiências que se pode ter. Tudo funciona como deve, desde a selecção dos menus à dança propriamente dita. ?? super interessante ver os movimentos a serem recriados numa pequena janela que nos projecta no ecrã. O jogo é fluído, com cenários e dançarinos na onda das modas actuais, como Hip-Hop ou até mesmo dos saudosos anos 80.

Sobre a detecção dos movimentos, principalmente os complexos, o Kinect demonstrou ser eficaz. O exemplo são os movimentos onde o cotovelo tem que estar ligeiramente afastado do tronco, e basta um pouco acima ou mais perto do corpo para estar errado, sendo isso demonstrado pelo braço do dançarino ficar vermelho. Quantos mais passos e movimentos fizermos correctamente, mais pontos iremos ganhar, não sendo logo óbvio se o estamos a fazer bem. Se nada no corpo estiver vermelho e o circulo por baixo do dançarino começar a ficar verde, então estamos no caminho correcto.

Dance Central será certamente um caso de sucesso. A simplicidade com que coloca as pessoas a dançar, e até ensinar a dançar é um dos pontos mais fortes. Perde como jogo em fornecer muitos poucos conteúdos e opções de jogo. Como referi, existe um grau de risco muito baixo por parte da Harmonix, preferindo apenas fazer bem aquilo a que se propôs. Uma coisa é certa. Depois de Dance Central, haverá muitas mais pessoas a dançar bem pelas discos deste país... Ou talvez não.


Nenhum comentário

comments powered by Disqus
Eurogamer
8/ 10
Média da crítica
Média dos usuários
Sua nota

Sobre o colaborador

avatar de Giordano Trabach

Reviews da crítica

8 / 10
Eurogamer

Tópicos relacionados

©2016 GameVicio