GameVicio Entretenimento: GameVicio | FlashVicio | Hhide.ME | ClubVicio | Fórum | Flow | MovieVicio

Review de Fallout: New Vegas para X360 de GameTV

por Raziel619, fonte GameTV, data  editar remover




Nem nos sonhos mais otimistas dos donos da Bethesda eles poderiam imaginar o sucesso que Fallout 3 faria. A empresa conseguiu transformar uma das mais famosas séries Cult de RPG para PCs do ocidente e transformá-la em algo adorado por milhões de pessoas.
Em Fallout 3 o game começa no nascimento do jogador e ele vive até a sua idade adulta quando sai do seu abrigo subterrâneo. Foi um bom começo para retomar a linha temporal principal da série, que andava adormecida há quase 10 anos. Mas com a passagem das mãos da Bethesda para a equipe da Obsidian ??? que é composta por diversos integrantes da equipe que fez Fallout 1 e 2 ??? é de se esperar algo um pouco diferente.

Por isso, em New Vegas, os criadores cortam a conversa fiada e colocam o jogador no meio de um conflito de poderes no deserto de Mojave, mais precisamente na cidadezinha de Good Springs. Tudo começa com um simples diálogo, um típico mafioso de Las Vegas, com terno chamativo e ar esnobe, falando que você não tem culpa, mas também não pode continuar. A conversa termina com um tiro na cabeça do jogador.

Instantes depois ele acorda na casa do médico da cidade. Lá, o jogador pode criar toda a personagem, da aparência, aos pontos de habilidade. Tudo é distribuído em alguns minutos e logo o jogador está pronto para sair e encarar a dureza do deserto pós-guerra nuclear em busca de vingança, ao menos é o que o jogo alega.

Assim que você pisa no deserto de Mojave descobre o grande conflito entre a New California Republic, grupo que tenta manter os ideais de democracia do Estados Unidos pré-guerra, e Caeser???s Legion, um grupo escravista que veio do estado do Colorado com práticas expansionistas bárbaras. Você está no meio desse conflito que está acontecendo em cima da Hoover Dam, a maior usina hidrelétrica do estado de Nevada. Ou seja, é muito mesquinho achar que o seu problema com um mafioso que tem um cassino na Las Vegas Strip é maior do que um conflito que pode ser crucial para a recuperação, ou destruição definitiva, de um país.



Felizmente a história da vingança fica tão diluída no meio desse grande conflito, e no meio de uma centena de side quests, que você logo a trata como só mais uma missão em um quadro recheado de conflitos complexos. Essas missões, por sinal, tiveram uma grande melhoria em relação ao Fallout 3.

Retorno às origens

Fallout 3 sofreu duras críticas dos fãs dos jogos antigos principalmente pela mudança do estilo de jogo: de um RPG com visão isométrica para uma base de tiro em primeira pessoa. Mas, além disso, muitos jogadores reclamavam superficialidade da maior parte das personagens e, acima de tudo, o fim do senso de humor negro que permeava os dois primeiros capítulos.

Os primeiros jogos eram recheados com personagens bizarras que davam uma graça especial ao jogo. Felizmente, a equipe da Obsidian é composta por diversas pessoas que desenvolveram os dois primeiros jogos, por isso, não é impossível ver diálogos engraçados acontecerem mesmo no meio do caos do mundo pós-nuclear do jogo.

Isso também dá uma graça a mais para a importância das personagens que podem ajudá-lo. Já que, diferente do terceiro jogo, todos os personagens secundários possuem uma história bem desenvolvida e que ajudam a criar laços com seu companheiro de deserto.

Mil saves em um jogo

Logo que você começa, o game avisa sobre o limite de 100 saves. Qualquer um pode achar um exagero tanto espaço para guardar o progresso, mas a enorme quantidade de variações na história fazem com que esse número passe a parecer pequeno antes de chegar à metade do jogo.

O motivo disso é que todas as ações do jogador acarretam uma conseqüência no ambiente geral do jogo. Além do sistema de carma, que já aparecia no terceiro jogo e media se você tinha atitudes ???boas??? ou ???ruins???, New Vegas vai além desse julgamento fazendo com que o jogador precise equilibrar um sistema de reputação. Com ele, é preciso equilibrar todas as atitudes que você toma; se matar alguém de certa gangue, os companheiros vão passar a te atacar em suas caminhadas pelo deserto, em compensação, se tiver algum grupo com quem você tenha boa reputação por perto, eles vão fazer de tudo para ajudá-lo em combate.

Problemas em série

Se em termos de história New Vegas consegue ser uma grande evolução em cima da já ótima narrativa de Fallout 3. Ele também supera (no mau sentido) os defeitos, que não eram poucos, do antecessor. Em outras palavras: as moscas gigantes são os bugs que menos dão dor de cabeça.

O primeiro grande defeito que dá para ver ao ligar o jogo é a dificuldade em manter as mãos personagens no lugar certo. Quando se agacha ela salta no meio da dela, desaparece em saltos e tem um comportamento completamente aleatório enquanto o jogador caminha pelo deserto. Mas, além disso, em seu primeiro passeio pelo jogo o mais comum são inimigos entalados no chão, principalmente no caso dos Radscorpions. Também não são incomuns travadas durante diálogos, sem motivo algum. O jogo parece ter vida própria quando quer dar problemas.



Outra coisa que acabou sofrendo no novo jogo foi a Rádio. No lugar da Galaxy News Radio e do DJ Three Dog e entra a Mr. New Vegas seus clássicos do oeste americano. O grande problema da nova estação é que ela possui uma quantidade bem limitada de músicas, e é muito comum ouvir a mesma diversas vezes em um intervalo de aproximadamente 15 minutos. Ao menos a equipe teve uma boa ideia de colocar mais duas faixas, que também com o problema de músicas limitadas, mas dão opção ao jogador para ouvir outras coisas quando cansar de algum dos apresentadores.

Se há coisas que pioraram, há também aquelas que não mudaram, a principal delas é o visual. Exceto pelo cenário mais extenso do deserto de Mojave em comparação com Washington, o jogo tem o mesmo visual. O que não é algo terrível, mas é de deixar a desejar, considerando que o jogo usa a mesma engine que Oblivion, que é um jogo de 2006.

Fallout: New Vegas mostra que uma boa história e narrativa envolvente podem sobressair sobre uma série de bugs e glitches. Se você gosta de uma história cheia de personagens, bons diálogos e cheia de caminhos diferentes para jogar. Uma vez em Mojave, é impossível não entrar de cabeça na experiência e deixar o controle da lado. Se você gostou do terceiro, é o jogo para você. Se ficou de saco cheio com o começo lento, dê mais uma chance. Vale a pena agüentar um pouco de radiação.


Nenhum comentário

comments powered by Disqus
GameTV
8.5/ 10
Média da crítica
Média dos usuários
Sua nota

Sobre o colaborador

avatar de Raziel619

Reviews da crítica

8 / 10
Eurogamer
©2016 GameVicio