GameVicio Entretenimento: GameVicio | FlashVicio | Hhide.ME | ClubVicio | Fórum | Flow | MovieVicio

Review de Alan Wake: The Signal para X360 de E-Zine/MyGames

por Giordano Trabach, fonte E-Zine/MyGames, data  editar remover


Infelizmente não coube a mim fazer a análise da versão final de Alan Wake que acabou por ser feita pelo David Garrett, que mesmo assim atribuiu uma nota mais que merecida. Mesmo assim não deixei de me arriscar em embrenhar na história e jogabilidade de Alan Wake, tendo jogado o jogo, visto a série Bright Falls, lido o livro da edição coleccionador e visto os comentários do jogo. Daí formei as minhas opiniões sobre o universo de Alan Wake e como tal, estava ansioso para ver se estas se confirmavam com o primeiro DLC de Alan Wake, com o nome The Signal. A verdade é que embora não tenha respondido a quase nada, The Signal é certamente uma boa viagem.

A história de The Signal decorre logo após a história do jogo original, por isso se querem jogar a história original e querem evitar Spoilers, então saltem já para o espaço seguinte.

Alan Wake ??? The Signal arranca logo após o fim de Alan Wake, com Alan preso dentro do universo negro que o rodeia, sendo que a sua parte sã ficou presa dentro da história que está a ser escrita pelo seu alter ego descontrolado. Isto faz com que o mundo do jogo, ou seja, Bright Falls ganhe contornos pouco naturais onde tudo é uma ameaça criada pela imaginação de Wake. Ameaças, ou amigos, pois vão encontrar caras vistas na aventura principal, como Barry, que vos vão ajudar, reproduzindo imagens delas próprias preconcebidas pelas memórias de Wake.Sendo essencialmente um DLC, a jogabilidade deste The Signal foi retirada do jogo completo, dando uso ao jogo na terceira pessoa, onde usam a combinação entre uma lanterna e uma pistola para retirar a Dark Presence dos Taken (possuídos) e de seguida enche-los de tiros. Claro que de volta estão os Flares e as pistolas de alarme que lançam foguetes e eliminam quase instantaneamente cada adversário em que tocam.

Os cenários foram aproveitados em parte de zonas do primeiro jogo, retirados da cidade de Bright Falls, e certas situações até são repetidas por motivos que não posso dizer (de forma a não criar Spoilers), mas com variantes feitas pela versão louca de Alan. Por isso podem contar com zonas totalmente destruídas e o regresso de muitos Takens e Poltergeists, que são libertados pelo autor à medida que a história avança.Algo curioso em Alan Wake ??? The Signal, é o facto de ser muito mais virado para a acção imediata do que o jogo original, pois não existem muitas cinemáticas e quase todos os diálogos são tidos durante o jogo e em breves momentos de calma. Os Taken aparecem em quase todos os lados e em grandes quantidades, criando situações de grande stress, só suavizadas pela enorme quantidade de mantimentos e munições que podem apanhar, além do uso das palavras, um novo elemento introduzido. As palavras aparecem escritas no ar com uma consistência flamejante e se usarem a luz contra estas, podem acontecer várias coisas, como surgir munições, criar uma explosão, ou até fazer surgir um Taken.

Alan Wake ??? The Signal dura pouco tempo, cerca de duas horas, mas são duas horas bem passadas e ainda para mais, gratuitas, pois as cópias originais vêm com um voucher para descarregar este DLC que custa 560 Microsoft Points para os restantes. Caso tenham ficado curiosos e queiram jogar, só podem faze-lo com uma cópia do jogo, mas joguem primeiro a história principal pois o The Signal funciona mesmo como se fosse mais um episódio dentro da série.

Podia ser algo mais longo, ou até podia aprofundar um pouco mais o enredo, mas a diversão que oferece e até a perspectiva de outras personagens pela visão de Wake fazem de Alan Wake ??? The Signal um bom DLC, especialmente se tiverem o voucher para o descarregar gratuitamente

Prós:
  1. A boa utilização do universo de Alan Wake
  2. Acção quase presente do início ao fim
  3. O uso das palavras como arma
  4. Gratuito para quem tem o voucher do jogo


Contras:
  1. Não aprofunda muito mais a história
  2. Dura apenas pouco mais de hora e meia
  3. Não existem páginas de história para recolher



Nenhum comentário

||
E-Zine/MyGames
86/ 100
Média da crítica
Média dos usuários
Sua nota

Sobre o colaborador

avatar de Giordano Trabach

Tópicos relacionados

©2016 GameVicio