GameVicio Entretenimento: GameVicio | FlashVicio | Hhide.ME | ClubVicio | Fórum | Flow | MovieVicio

Review de UFC Undisputed 2010 para X360 de Eurogamer

por Raziel619, fonte Eurogamer, data  editar remover


O Ultimate Fighting Championship é algo relativamente recente no nosso país. Desde o início das transmissões do programa na SIC Radical que conseguiu angariar um número considerável de simpatizantes com a modalidade das Mixed Martial Arts. Penso que isto deve em grande parte à febre do Wrestling, mais propriamente da WWE, que abateu Portugal há uns anos e que começou a desvanecer recentemente. Com esta perda de audiência nos programas de Wrestling, o tempo e a atenção dada pela televisão a este desporto começou a diminuir.

Acredito que grande parte da audiência do Wrestling transitou para o Ultimate Fighting Championship. ?? verdade, existem muitas diferenças entre os dois programas/desportos mas também existem semelhanças. Até temos o caso de Brock Lesnar, um ex-wrestler que está agora no Ultimate Fighting Championship. Bobby Lashley é mais um exemplo, outro ex-wrestler que aderiu às Mixed Martial Arts, mas não pertence ao Ultimate Fighting Championship.

Quando a THQ e a Yukes anunciaram o primeiro UFC Undisputed criaram-se imediatamente grandes expectativas para o jogo, isto porque estas eram a mesma editora e produtora da famosa franquia WWE. Tal como se esperava, UFC 2009 Undisputed foi um sucesso e tornou-se desde logo algo obrigatório para os fãs da modalidade.

Passado um ano desde o lançamento do original, chegou UFC Undisputed 2010 que promete melhorar a experiência adicionando novas coisas ao jogo para se tornar ainda mais fiel ao Fighting Championship. Se jogaram o anterior, a adaptação é feita num segundo. Os controlos e mecânicas são exactamente iguais mas continuam a ser a melhor recriação daquilo que acontece dentro do ringue octogonal, embora o EA Sports MMA prometa ser um sério rival nesse aspecto.
'UFC Undisputed 2010' Screenshot 1

O improvisado sistema de 'sway' permite esquivar rapidamente os golpes adversários.

Os quatro botões principais do comando representam cada uma das mãos e pés do lutador. Ao combinar esses botões com o analógico e gatilhos esquerdos dão origem a uma grande variedade de golpes fracos, médios e fortes. ?? importante saber conjugar estes golpes para combos que vão desgastando o oponente. Utilizar vezes sem conta o mesmo golpe é uma estratégia que não resulta, o lutador fica rapidamente sem stamina e mais vulnerável a ataques adversários. Esquivar e contra-atacar um golpe no momento certo é uma vantagem e pode fazer a diferença no resultado final de um combate.

?? nas manobras de submissão e transições onde está a maior complexidade e dificuldade. Quando amarrámos o oponente ou somos amarrados por ele (a isto chama-se grapple), as transições são feitas ao efectuarmos rotações de um quarto-de-círculo no analógico direito. Isto não quer dizer que a transição vai ser feita imediatamente, o oponente vai lutar contra isso e pode levar várias tentativas até sermos sucedidos. Para escapar a uma manobra de submissão é preciso rodar freneticamente o analógico direito, mas mais uma vez, isso não quer dizer que vamos escapar. Existem manobras como o Triangle Chock que são muito eficazes e difícil de escapar. Em todas as vezes que joguei, apenas perdi uma vez por KO e TKO, o resto foi tudo por submissão. Não há dúvidas que é um sistema difícil de dominar.

Os cantos e as redes do ringue podem ser usados a nosso favor. Amarrem o oponente e empurrem-no até aos limites do ringue, encostem-no lá e distribuam socos e joelhadas. Se estiverem na posição contrária, é difícil sair de lá, às vezes a solução é aguentar até ao final do round. Nem sempre a rede funciona a nossa favor, se estiverem a lutar perto dela e tentarem efectuar um takedown, podem acidentalmente encostar o oponente à rede e este não cai ao chão.

Os lutadores disponíveis são mais de 100 e estão divididos em cinco classes de peso: Heavyweights, Light Heavyweights, Middleweights, Welterweights e Lightweights. Quem já viu algum programa do Ultimate Fighting Championship vai reconhecer caras famosas como Chuck Liddell, Mauricio Rua, Wanderlei Silva, Roy Nelson, e muitos outros. Devo dizer todos os lutadores estão incrivelmente detalhados e carregados com todos os pormenores possíveis, e o suor e sangue nos lutadores são dos mais realistas que já vi.

Entre os vários modos que existem, o melhor é o ???Career Mode???. Aqui vocês vão criar um lutador e começar do zero uma carreira nas Mixed Martial Arts, mais propriamente na World Fighting Aliance e mais tarde, após ganharem alguns combates, poderão assinar um contracto com o Ultimate Fighting Championship. O que este modo faz muito bem é representar o treino e a preparação de um verdadeiro lutador desta modalidade. Antes de cada combate podemos aumentar os stats do nosso lutador frequentando o ginásio. Ao fim do vosso treino serão dados um certo número de pontos (conforme a vosso desempenho no treino) para distribuírem pelas várias habilidades. Novos golpes, manobras de submissão e transições podem ser aprendidas pelo nosso lutador ao visitar um dos muitos ginásios existentes, deste modo, começámos a formar um estilo de luta próprio e personalizado. Não frequentar regularmente o ginásio vai resultar numa diminuição da vossas habilidades. Contudo, treinar em demasia sem dar descanso ao lutador aumenta as probabilidades de uma lesão.
'UFC Undisputed 2010' Screenshot 3

Acertem em cheio no queixo do oponente e provavelmente ganharão o combate por knockout. Se for suficientemente espectacular, até têm direito a uma repetição em câmara lenta onde vêem a cara do adversário a deformar-se com o vosso golpe.

Conforme forem ascendendo na vossa carreira, surgirão cada vez mais patrocinadores. Se ganharem um combate, os vossos patrocinadores contribuirão com uma determinada quantia de dinheiro que poderá ser usada para contratarem melhorem e evoluírem os vossos stats mais rapidamente. Os patrocinadores também contribuem com vestuário para vocês usarem como calções, t-shirts e bonés.

Depois de conseguirem assinar contracto com Ultimate Fighting Championship não podem perder vários combates seguidos pois assim irão ser despedidos. Quantos mais combates ganharem, mais hipóteses têm de competir pelo título do UFC. O objectivo final do ???Career Mode??? é tornarem-se campeões da vossa classe de peso.

Outras novidades trazidas pela edição 2010 de UFC são a possibilidade de ganhar um combate causando um corte agravado ou lesão no oponente, a introdução de novos estilos de luta (Karate, Wrestling Greco-Romano e Sambo) e novas arenas (GM Place, Centre Bell e o O2). Aviso que existe um modo online mas para acederem a este modo irão necessitar de um código que se encontra dentro da caixa do jogo. Se não tiverem este código e quiserem jogar, terão de pagar para por ele. Este é um dos primeiros jogos a usar este sistema controverso mas não será certamente o último. No futuro iremos ver cada vez mais jogos a aderirem a este sistema.

Sem dúvida que UFC Undisputed 2010 é um evolução considerável em relação à versão anterior. As melhorias em vários aspectos tornaram-no um jogo ainda mais sólido e robusto que recria fielmente o mundo do Ultimate Fighting Championship. De momento, é o melhor jogo de Mixed Martial Arts no mercado, se gostaram do anterior ou se gostam desta modalidade, então este é um título que devem ponderar em adquirir.


Nenhum comentário

comments powered by Disqus

Sobre o colaborador

avatar de Raziel619

Reviews da crítica

8 / 10
GameVicio
7 / 10
GameTV
©2016 GameVicio