GameVicio Entretenimento: GameVicio | FlashVicio | Hhide.ME | ClubVicio | Fórum | Flow | MovieVicio

Review de Star Wars: The Force Unleashed para PS2 de GameVicio

por P.Raphael, data  editar remover


Seria melhor se a força não estivesse com você...?

Considerado um capítulo oficial da saga (mas todos os jogos são) o projeto The Force Unleashed, recebeu uma atenção especial, com um jogo, uma revista em quadrinhos e uma continuação em esse ano, agora você vai descobrir onde Darth Vader pisou no tomate.[/]

História:


Logo após os acontecimentos finais do Episódio III A Vingança do Sith (que ganhou um jogo Caça Níqueis) Vader é enviado a Kashyyk para deter uma rebelião wookie liderada por um Jedi sobrevivente da Clone Wars, depois da luta ele encontra um menino e resolve treiná-lo como seu aprendiz, a partir daí uma trama que parece chata e previsível se torna um dos maiores roteiros da saga de George Lucas.
Para terminar seu treinamento o jovem aprendiz deve eliminar antigos mestres Jedis sobreviventes em diversas partes da galáxia para isso ele conta com sua nave a Rougue Squadron e sua Piloto Juno além do seu andróide mensageiro PROXI que tem a habilidade de se transformar na pessoa que está enviando a mensagem. Mas a coisa muda após a morte de uma das maiores mestres jedis de todos os tempos, Shakka Ti.

Gráficos:


Fico contente em saber que mesmo no final de sua vida o PS2 tenha recebido tanta atenção da Krome Studius, que deixo o jogo com um nível gráfico bem alto, não magnífico mas mesmo assim acima dos atuais lançamentos, com algumas texturas um poucos pobres, e apagadas mas os modelos humanos em compensação receberam uma atenção especial assim como os veículos e ainda certos planetas apresentam um imagem magnífica, da qual vamos tratar agora.
Não se nota nenhuma perca de quadros nem quando existem toneladas de inimigos na tela e o jogo é totalmente fluido sem nenhum load que incomode e quando as missões começam loads só nas cuts cenes.

Cenários:


As vezes brilhantes e as vezes apagados, logo na primeira missão em kashyyk o jogo mostra todo o seu potencial mostrando toda a exuberância da selva tropical dos macacos peludos irmãos do nosso pé grande, embora o modelo dos mesmos tenha ficado um pouco fraco, Lord Vader e seus soldados, foram lá para fazer a diferença.
Planetas como Coransant com as ruínas do templo Jedi ficaram Magníficos, enquanto outros lugares como a temida estrela da Morte ficaram decepcionantes, principalmente na luta final... ...
A interação é mínima, pular em algumas plataformas controlar elementos (presentes em todos os lugares) com a força, mas tecnicamente tudo é muito linear, algumas áreas não passam de corredores, mas pelo menos durante quase todo o jogo a vista é bonita.

Jogabilidade:


Como se Kratos usasse cadeira de rodas?... o jogo tem a mecânica idêntica a do jogo mítico da Sony só que um pouco mais é dura? com combos arrasadores usando no máximo 3 botões diferentes e seqüências finalizadoras que sempre aparecem nas lutas contra os Jedis (outro momento onde o jogo se torna interessante) e uma ocasional martelada nos botões além de inimigos digamos um pouco maiores que o comum....
O que deixa o jogo mais interessante ainda é o uso da força, para mover objetos ou mesmo seus inimigos, e se você pensa que a força serve só para esganar as pessoas você está enganado, logo você vai descolar placas de metal para alcançar lugares altos ou mesmo para se defender de rajadas de tiros de plasma...
Um dos botões serve para usar o choque sith, enquanto o outro para a força e o ultimo para usar seu sabre de luz (use com moderação).
Na luta contra os chefes (Jedis ou Sith) o negócio muda temos um duelo espadachim onde os dois oponentes têm as mesmas habilidades (ou seja, tudo o que você faz os chefes fazem, só que bem melhor) tantos os raios sith quanto usar a força ou jogar objetos na sua cabeça, os chefes farão o mesmo. Cada luta tem sua finalização especial com seqüência de botões (o que não acontece nos outros consoles, onde a interação com o cenário e os poderes da força são mais amplos, lá é tudo na raça!)
O jogo possui um alto nível de personalização desde roupas a cores do sabre de luz além dos cristais de força que aumentam certas habilidades.

IA:


Usando o motor Europhia, os inimigos só têm um objetivo, se proteger, nem quando estão com a energia completa eles dão cara à tapa, sempre vão circular pelo cenário saindo da sua vista e alguns chegam a pedir reforços. Existe apenas um pequeno e bem miserável bug quando se trata de Stromtropers, as vezes eles viram as costas e vão embora, e voltam a fazer o que faziam antes de você chegar... Patrulhar...

Som:


Um episódio oficial tem que ter musica oficial, portanto é o que você vai ouvir em Unleanshed... Fases menus Cut scenes tudo regado as musicas ouvidas desde Episódio IV.


Pontos Positivos:


+Cenários bonitos
+Modelos humanos realistas
+Vários poderes para destrinchar a força
+Alto nível de personalização

Pontos negativos:


-Movimentação meio comprometida
-Algumas texturas são fracas
-IA com bugs

Conclusão:


Star Wars TFU, se mostra o ultimo jogo verdadeiramente feito para o ps2, não se via tanto cuidado numa produção desde 2006, aos donos do console resta torcer para que TFU2 saia também para o console.



Nenhum comentário

comments powered by Disqus
GameVicio
8.5/ 10
Média da crítica
Média dos usuários
Sua nota

Sobre o colaborador

avatar de P.Raphael
©2016 GameVicio