GameVicio Entretenimento: GameVicio | FlashVicio | Hhide.ME | ClubVicio | Fórum | Flow | MovieVicio

Review de Calling para Wii de Portal dos Games

por Giordano Trabach, fonte Portal dos Games, data  editar remover


Muitos jogadores gostam de um game que mexa com os nervos, que não os deixem dormir a noite, com situações inesperadas em que somos colocados frente a frente com nossos próprios medos interiores, e assim devia ser com Calling, mas o verdadeiro medo que sentimos é o medo de não conseguir tirar esse jogo do console nunca mais.

Confira os fatos!
Apesar de Calling não ser baseado em nenhum filme de horror ele se inspira muito em histórias de terror japonesas como ???O chamado???, por exemplo. O enredo é baseado na história de pessoas que navegando na Internet acabam visitando um site sobre ocultismo. Durante o acesso eles entram em uma sala de bate papo. Essa sala na verdade é a entrada para um portal que está entre o mundo dos vivos e dos mortos.

Ambos as pessoas acabam sendo levadas para esse portal e ficam presos entre os dois mundos. Dessa forma, sobre ambientes escuros e medonhos, os camaradas devem se manter vivos e encontrar a saída.

A história segue o caminho entrelaçado de quatro vítimas diferentes condenados a vagar sem rumo em um mundo alternativo. O jogador irá entrar na pele de cada um deles em determinados momentos do jogo e deverão salvar ambos os apavorados.

O início do jogo é mais agradável até que você se vê obrigado a coletar uma lanterna. Ai o negócio começa a ficar feio. Os corredores sombrios e escuros deixam um clima tenso e ao se deparar com fantasmas de cabelos e olhos escuros saltando na sua direção é inevitável levar sustos e mais sustos. No entanto, todo esse clima de tensão e medo acontece em um curto prazo de tempo. No decorrer da jogatina tudo fica menos assustador.

Tudo em Calling começa a ficar previsível e você se depara com os mesmos corredores monótonos e vazios. O objetivo então é explorar os ambientes atrás de qualquer pista ou item que seja útil durante sua jornada, além de inúmeros quebra-cabeças que devem ser solucionados para sua progressão. Daí para frente o máximo que você vai fazer é andar no escuro e enfrentar os mesmos fantasmas com o Wii-remote em locações diferentes.

Calling leva o jogador a explorar um hospital, uma escola, um salão de cabeleireiro, um quarto e também uma sala com computadores conectados na internet, além de outros locais sem qualquer destaque. O curioso é que para se locomover por essas áreas é necessário fazer uma ligação telefônica de um celular para outro telefone localizado no destino desejado.

Os telefones são adições inteligentes que utilizam o Wii-remote e seu alto falante. Você pode acionar a qualquer momento seu telefone e digitar na tela o número desejado, bem como receber ligações inesperadas. O Nunchuk tem a função de movimentar o personagem e o Wii-remote além do telefone, também aciona a lanterna. Ambos os controles são muito sensíveis e às vezes se tornam terríveis de serem executados mediante um fantasma.

Como já comentamos antes, os fantasmas aparecem sem mais nem menos e eles tem o dom de se jogarem diretamente no seu rosto, te agarram pelas pernas ou simplesmente ficam a espreita no teto e te surpreendem sem tempo para reação, é irritante às vezes. Os primeiros encontros são fascinantes, mas acontecem com tanta freqüência mais adiante que se torna chato e repetitivo.

Graficamente a maioria dos locais são bem elaborados e seu sistema de iluminação é fantástico com uma atmosfera totalmente sombria. Os personagens agem de forma convincente. Já os fantasmas quando tem uma visão distorcida parecem que estão passando mal do estomago ao invés de tentar te assustar. O som não é dos piores, mas pra um jogo que pretende assustar poderia ter sido melhor.

Sem mais delongas logo você vai entender que Calling perde sua capacidade de assustar e passa a se tornar um jogo de exploração previsível e sem graça. Toda a estrutura do jogo é mal elaborada e não tem muito sentido, dessa forma, quando você menos espera os créditos aparecem na sua frente. ?? um jogo que traz certa tensão no início e depois de algum tempo deixa o medo de lado e causa ódio ao invés de adrenalina.


Nenhum comentário

comments powered by Disqus
Portal dos Games
4/ 10
Média da crítica
Média dos usuários
Sua nota

Sobre o colaborador

avatar de Giordano Trabach
©2016 GameVicio