GameVicio Entretenimento: GameVicio | FlashVicio | Hhide.ME | ClubVicio | Fórum | Flow | MovieVicio

Review de God of War III para PS3 de Portal dos Games

por Giordano Trabach, fonte Portal dos Games, data  editar remover


Não seria ironia dizer que God of War III é um dos jogos mais aguardados para 2010 e sem dúvida entendo plenamente essa expectativa, afinal um jogo que foi um sucesso no Playstation 2 não pode deve ser diferente no Playstation 3.

Depois de tudo que vimos sobre o jogo e da versão demo que testamos claro que nossa ansiedade também está à flor da pele, e o lançamento do jogo foi aguardado por nós nos últimos três anos desde seu anúncio oficial. Agora com o jogo na mão tenho a responsabilidade de passar tudo o que God of War III transmite e posso adiantar que é muita coisa, mas muita coisa mesmo.

Confira os fatos!
God of War III traz de volta as batalhas épicas, com gráficos extraordinários e um enredo elaborado, que coloca Kratos no centro da carnificina e da destruição, enquanto procura se vingar dos Deuses do Olimpo. Como sabemos o palco para esse desafio são baseados na mitologia Grega, que vão desde montanhas ameaçadoras do Monte Olimpo até às profundezas negras do Inferno.

Uma novidade muito apreciada aqui é seu sistema de loads screens, que são raros e também o fato da maioria dos vídeos serem em tempo real, ou seja, enquanto você observa a Titã Gaia escalar o monte Olimpo em uma visão cinematográfica é possível ainda controlar Kratos que responde totalmente a seus comandos.

A escala do jogo está fantástica e os chefes de fases são gigantescos e as vezes Kratos chega ser menor que a unha dos Titãs. Podemos destacar duas grandes batalhas a de Hades um chefe de fase que possuí uma arma semelhante à Blades of Chaos, que tenta arrancar a alma de Kratos em combate e ao qual temos acesso ao derrotá-lo e também à batalha contra o Titã Cronos, um gigante monstruoso que causa grande euforia durante a luta que literalmente acontece em cima do Titã.

Outra novidade que God of War III traz é a visão denominada pelos produtores de First Person Killer, uma visão onde vemos com os próprios olhos do inimigo a surra que ele leva de Kratos. Tenho que admitir que não deva ser uma boa ideia encarar Kratos olho no olho.

O arsenal de Kratos está bem variado e mais uma vez ele conta sua Blades of Chaos ??? sua espada extensível através de correntes - como arma principal. Além disso, Kratos poderá utilizar diversas outras armas a hora que desejar podendo alterá-las com um simples toque nas setas direcionais do controle. Podemos citar como exemplos de armas além da Blades of Chaos uma garra metálica preza ao pulso por argolas deslizantes e também um arco e flecha acionado com o botão L2 do controle.

Como nos jogos anteriores é possível agarrar os inimigos, executá-los ou arremessá-los. Agarrando o inimigo e pressionando o botão quadrado, Kratos corre utilizando o inimigo como uma espécie de escudo e vai em direção aos demais. Mas durante o jogo ocorre o contrário e grande parte dos inimigos é que se aglomera em cima de Kratos, que com movimentos no direcional analógico manda todos pelos ares.

Kratos também utiliza magias e novas habilidades, no entanto, o que diferencia God of War III dos títulos anteriores é a incapacidade de escolher o tipo de magia através das setas de direções. Estes botões servem agora como já dissemos anteriormente para outro propósito, sendo que a cada seta é atribuída uma arma e a cada arma está atribuído um tipo de magia. Sendo assim, no final do jogo Kratos terá cinco novas armas à sua disposição.

Podemos citar como exemplo de magia uma onde ele praticamente evoca soldados espartanos que se aglomeram ao seu redor formando uma espécie de casco com os escudos e desferindo golpes com suas longas lanças pontiagudas ??? um movimento de defesa e ataque típico relatado nas histórias dos espartanos ??? tudo é muito rápido e todos os inimigos ao redor são dilacerados. Já como uma nova habilidade, Kratos pode se locomover de forma muito rápida por pequenos espaços de tempo. Uma habilidade muito útil para se locomover por pequenos trechos e enfrentar mais de um chefe de fase durante uma batalha.

Novos movimentos tornam a lista de Kratos mais robusta com especial atenção para a combinação L1+ botão ???O??? em que Kratos atira sua arma que se prende a um inimigo e se atira contra o mesmo ou, no caso de outras armas, puxa o inimigo contra si e o projeta pelo ar com um murro direto. Este movimento com a Blades of Chaos serve também para atravessar precipícios agarrado às pernas de harpias ou regressar rapidamente ao combate quando somos atirados para o ar pela investida de um minotauro.

Além dos Titãs que são a grande sensação das batalhas e causam um maior impacto durante a jogatina enfrentamos inimigos menores como um Centauro, um Ciclope e uma Chimera. Todos são chefes de fase e a forma de destruí-los é atacá-los até que um botão de comando apareça em cima de suas cabeças para dar início a sequência de finalizações, os Quick Time Events ??? os movimentos de finalização marcados por uma sequência de botões. Essas finalizações são na verdade mini-games que a cada botão certo da continuidade a sequência e uma vez acionado um botão errado ela é interrompida.

Na verdade essas sequências são fantásticas, muito violentas e são elas que enchem nossos olhos enquanto são executadas. No caso do Centauro suas tripas são arrancadas e a Chimera é morta com seu próprio chifre. Já o Ciclope tem seus olhos arrancados como de costume, mas antes disso, serve como arma para Kratos que agora pode comandar o monstrengo antes de derrotá-lo.

Graficamente os cenários estão gigantescos e detalhados de forma fantástica. Os produtores como já dissemos se preocuparam com a escala do jogo e isso deixa as cenas de ação muito intensas e brutais. Isso sem falar que agora todo o sangue derramado durante a matança fica preso no corpo de Kratos, e também na lâmina de sua arma.

Os cenários estão minuciosamente detalhados e as diferentes zonas percorridas em God of War III são bastante distintas. Outro ponto de destaque é o fato dos cenários, em particular os exteriores, nunca estar estático ou vazio. Há sempre qualquer coisa acontecendo. Os Titãs escalam o Monte Olimpo enquanto lutam contra os olimpianos que os tentam parar, corpos caem para os abismos, harpias voam ao longe, tornando o mundo de God of War III totalmente vivo.

O número de inimigos na tela também é maior e agora vamos ver um máximo de 50 inimigos, contra os quinze das versões anteriores. O poder gráfico do Playstation 3 deixa visível o número de polígonos que vão dar forma a Kratos. Enquanto que em God of War II o personagem fazia uso de 5 mil polígonos, neste novo jogo vamos ver Kratos quatro vezes mais detalhado, ou seja, composto por 20 mil polígonos.

O som é outro fator de destaque, principalmente na trilha sonora que é bem intensa e causa muita adrenalina durante o jogo. As dublagens também estão satisfatórias e a voz imponente de Kratos continua pondo medo em seus inimigos. Além disso, os passos de Kratos, os cascos dos minotauros e centauros, o metal das armas, a colisão dos corpos e, em especial, as correntes das Blades of Chaos, tudo tem o seu som destacado e a sua representação está espetacular.

Outra preocupação que os produtores tomaram muito cuidado foi em relação à dificuldade que o jogo oferece em relação aos enigmas, que nos jogos anteriores deixaram muitos jogadores de cabelo em pé. Eles continuam nessa terceira edição, mas com uma dificuldade mais moderada. Dessa forma, God of War III foca mais a ação do que a resolução de quebra-cabeças.

Podemos concluir que os produtores encerram essa trilogia com chave de ouro e todas as expectativas criadas em torno do game nesses últimos três anos valeram a pena em cada minuto esperado. Ainda teríamos muito a falar sobre o jogo, que tem tranquilamente mais de 10 horas de duração, mas não podemos revelar todas as surpresas do jogo e acabar com a expectativa de cada jogador. Só nos resta dizer aos donos do Playstation 3 que God of War III não pode faltar de maneira nenhuma em sua coleção.


Nenhum comentário

comments powered by Disqus
Portal dos Games
9.8/ 10
Média da crítica
Média dos usuários
Sua nota

Sobre o colaborador

avatar de Giordano Trabach

Reviews da crítica

©2016 GameVicio