GameVicio Entretenimento: GameVicio | FlashVicio | Hhide.ME | ClubVicio | Fórum | Flow | MovieVicio

Review de Silent Hill: Shattered Memories para PSP de E-Zine/MyGames

por Giordano Trabach, fonte E-Zine/MyGames, data  editar remover


Se jogaram o primeiro Silent Hill, lançado em 1999 para PlayStation, e pensavam que a experiência havia terminado, pensem novamente, pois a Konami decidiu reviver um dos jogos mais aterrorizantes de sempre, ao relançar este primeiro capítulo para a Wii, PS2 e PSP, o qual conta com uma história muito mais profunda, interacção entre jogador/jogo modificada e um ambiente ainda mais arrepiante de nome Silent Hill: Shattered Memories. Se o nome Silent Hill não vos diz nada, então fiquem a saber que é uma das cidades mais aterradoras do mundo dos videojogos. O nevoeiro é cerrado, dando um ar de constante insegurança, a população encontra-se ausente por razões desconhecidas, os monstros são completamente aterradores e os nossos únicos amigos são a motivação e a nossa lanterna.

Como no primeiro jogo, vamos seguir a trágica história de Harry Mason, um homem que decide tirar férias juntamente com a sua filha Cheryl, em Silent Hill. Ao chegar à cidade, Harry, para evitar embater contra uma pessoa no meio da estrada, provoca um acidente que o deixa inconsciente. Ao recuperar os sentidos, Mason vê que a sua filha desapareceu de dentro do carro, o que o faz ir para a cidade de Silent Hill procurá-la. Ao contrário do título original, durante o jogo seremos acompanhado por um psicólogo que irá analisar a história de Harry enquanto este narra os eventos. Durante toda a nossa aventura, o protagonista irá fazer-se acompanhar de uma lanterna, um dos objectos mais fundamentais, e um telemóvel topo de gama multi funções. Este telemóvel irá funcionar como Mapa, GPS e câmara fotográfica, que, para além de tirar fotos a espectros revelando a sua figura original, permite gravar o jogo, receber e fazer telefonemas vitais para a progressão na história, e receber mensagens de texto.

A nossa personagem irá interagir com o meio ambiente de uma forma muito mais intensa do que o título original; por exemplo, é possível pesquisar objectos como uma lata de bebida e virá-la ao contrário à procura de uma chave, ou até destrancar portas manualmente - tudo isto usando o analógico da PSP. Em certas zonas, o cenário fica completamente coberto de gelo e aqui é que o jogo começa a mostrar as suas raízes. Com este acontecimento, monstros com aspecto grotesco fazem a sua aparição para matar Harry, e cabe-nos a nós chegar ao final dessas zonas o mais depressa possível, criando um ambiente de constante insegurança enquanto corremos com a nossa personagem para e os tentamos evitar. Os monstros apenas são evitáveis fugindo, dado que Harry não possui qualquer arma para se defender a não ser um sinalizador que emite uma luz forte e que atrasa estes monstros. Silent Hill: Shattered Memories prima por um grafismo soberbo e bem detalhado.

Toda a cidade de Silent Hill e sub-zonas encontram-se bem pormenorizadas, bem como as personagens que encontramos no decorrer do jogo.A iluminação da nossa lanterna gera um efeito de encandeamento fenomenal e realista. Os actores de voz fornecem um outro nível de realismo a este título, com uma actuação bem conseguida e bem realizada. A banda sonora pode não ser tão assombrosa como no capítulo original, mas cumpre bem o seu papel, forrando bem o ambiente deste título. O jogo poderá durar entre seis a oito horas, sem qualquer género de missões extra, mas se quiserem ver outra vertente do jogo, com personagens diferentes e finais diferentes, podem sempre alterar as respostas aos testes dados pelo psicólogo.

Em suma, Silent Hill: Shattered Memories é um jogo que, para além de recontar bem a história do primeiro Silent Hill, transpira originalidade com o seu novo modelo de jogo. Das três versões que foram lançadas de Silent Hill: Shattered Memories, a versão PSP comparativamente com a da PS2 e Wii, não perde muito tirando alguma qualidade gráfica. Fãs ou não da franchise, Silent Hill: Shattered Memories é um ???must buy??? para a vossa PSP.

Prós:
  1. Grafismo convincente
  2. Interacção jogador/jogo interessante
  3. Continua perturbante como o anterior


Contras:
  1. Longevidade curta
  2. Falta de confronto directo com monstros



Nenhum comentário

comments powered by Disqus
E-Zine/MyGames
87/ 100
Média da crítica
Média dos usuários
Sua nota

Sobre o colaborador

avatar de Giordano Trabach
©2016 GameVicio