GameVicio Entretenimento: GameVicio | FlashVicio | Hhide.ME | ClubVicio | Fórum | Flow | MovieVicio

Review de FIFA Manager 10 para PC de Eurogamer

por Giordano Trabach, fonte Eurogamer, data  editar remover


Com o lançamento de jogos como Championship Manager 2010 e Football Manager 2010, pouco espaço existe na mente dos jogadores para outro título de gestão futebolística. Não é fácil competir com estes dois colossos, mas FIFA Manager tem conquistado o seu espaço, muito por mérito próprio já que a série tem vindo a fazer progressos e a elevar a sua qualidade.

FIFA Manager destaca-se dos seus rivais pelo facto de exigir do jogador mais do que a gestão de um plantel, das finanças e de todo o staff desportivo. Aqui, temos que trabalhar um conjunto de outros aspectos relacionados com um verdadeiro clube de futebol, como a construção e melhoramento de infra-estruturas, em que temos que negociar com arquitectos, e até gerir a nossa vida particular caso optemos por essa via (na versão deste ano podemos desactivar). De facto é um jogo mais abrangente que os seus rivais, com uma enormidade de opções que podem ser editadas, conferindo ao jogo uma complexidade aparente, que na realidade se torna simples e acessível.

A versão deste ano vem acompanhada por muitas melhorias, muitas delas são indetectáveis pelo facto de estarem relacionados com a estrutura/código do jogo, mas outras saltam logo à vista, como é o caso do novíssimo modo Online, onde podemos competir contra um máximo de sete oponentes de todo o mundo. Temos também um interface redesenhado, um novo motor 3D que contém novas animações para tornar o jogo mais real, e até a possibilidade de personalizar o nosso aspecto físico, que será visível durante os jogos visualizados em 3D.

O novo motor 3D veio de fato adicionar muitas animações ao jogo, as versões anteriores pecavam nesse aspecto, já que não conseguíamos distinguir qual o jogador que estava de posse da bola devido à pouca semelhança do estilo de jogo, em relação à realidade. ?? claro que mesmo com estas novas animações o resultado final não é tão impressionante como o que foi conseguido em Football Manager 2010, já para não falar das fantásticas animações presentes em Championship Manager 2010. Muitas jogadas são algo descabidas, onde os movimentos vão completamente contra as leis da física, felizmente que no global está aceitável. Outro lado menos positivo deste novo motor tem a ver com o frame-rate, o jogo corre sempre a 30FPS, criando um certo desconforto nos olhos. Impressionantes estão os estádios, principalmente dos clubes mais conhecidos, temos mesmo a sensação que estamos no terreno de jogo.

Continuando nos estádios, há que realçar o facto de poder-mos modificar as suas infra-estruturas, remodelar os bares, tratar dos transportes para os espectadores, e até temos as áreas VIP. Temos que controlar muitas variáveis que não estão directamente ligadas à gestão da equipa e seus respectivos jogos, bem diferente dos rivais FM e CM. Mas esta maior abrangência retira alguma especificidade ao jogo, no sentido em que não é tão exaustivo na relação que temos com os seus aspectos mais intrínsecos, falta alguma profundidade na abordagem ao sistema táctico.

De facto temos algumas melhorias nesta nova versão, tudo para não ???perder o comboio??? e manter-se na corrida. A Bright Future também incluiu um sistema de ordens/gritos que podemos dar quando estamos numa partida, muito semelhante ao que a Sports Interactive fez em FM. Podemos gritar para o campo instruções aos jogadores, que surtem efeito em FM, mas que em FIFA Manager 10 não são tão perceptíveis. Temos 17 ordens disponíveis que vão desde, mandar a equipa atacar, mudar o tipo de marcação, tipo de passe, e por aí adiante, coisas normais de um jogo de futebol.

O já referido modo Online, não deixa de ser uma boa adição ao jogo, mas seria preferível que tivessem dedicado o tempo despendido neste campo em aspectos mais necessitados. Neste modo podemos jogar contra pessoas de todo o mundo, podemos ser o host ou entrar num criado por outro jogador. Pegamos numa equipa da respectiva liga e lá vamos nós jogar contra outros jogadores e equipas controladas pela IA. O jogo é baseado em turnos, temos um tempo limite para efectuar as nossas escolhas, desde a formação, os jogadores que vão jogar e até editar o treino. Existem alguns aspectos estranhos neste modo, as características dos jogadores são pouco elucidativas para os conseguirmos diferenciar uns dos outros. Outro ponto negativo é o facto dos jogos serem obrigatoriamente visionados através do Text Mode, limitando em muito o feedback que recebemos do jogo, essencial para tentar alterar o rumo que o jogo está a levar, seja através de substituições ou mudanças tácticas.

FIFA Manager 10 revela alguma falta de qualidade, pelo menos relacionada com a pouca profundidade do sistema técnico-táctico do jogo. Seria preferível que o tempo despendido na inclusão do modo Online tivesse sido canalizado para melhorar outros aspectos. Apesar de tudo, é um jogo que diverte, com o seu look bem apelativo e uma musiquinha de fundo que lhe confere um ar descontraído. Outra mais-valia é o facto da liga portuguesa estar licenciada, com todas as equipas, estádios e jogadores. Quem procura uma boa alternativa a FM e CM tem aqui uma bela solução.


Nenhum comentário

comments powered by Disqus
Eurogamer
7/ 10
Média da crítica
Média dos usuários
Sua nota

Sobre o colaborador

avatar de Giordano Trabach
©2016 GameVicio