GameVicio Entretenimento: GameVicio | FlashVicio | Hhide.ME | ClubVicio | Fórum | Flow | MovieVicio

Review de Xpand Rally Xtreme para PC de E-Zine/MyGames

por Giordano Trabach, fonte E-Zine/MyGames, data  editar remover




A ausência prolongada de alguns nomes de referência nos videojogos de ralis tem levado a que alguns intrusos, mesmo não apresentando as mesmas credenciais, consigam cravar a unha no seio dos fãs dos desportos motorizados. Dois exemplos recentes são os de TrackMania e Xpand Rally, que chega agora com a sua segunda instalação, Xpand Rally Xtreme (XRX).

Pegando no cativante modo de jogo Rally Cross do primeiro Xpand Rally, a Techland resolveu, de facto, expandir o seu jogo. O que temos em mãos é sobretudo uma versão melhorada do jogo anterior, com mais conteúdos e vários refinamentos técnicos ao nível dos sistemas de física, partículas, sons e gráficos.

Basicamente, há duas maneiras de encarar Xpand Rally Xtreme e estas são-nos apresentadas logo aquando da criação do nosso perfil. Temos então à nossa disposição uma experiência arcade e uma experiência de simulação, com todas as premissas bases inerentes a cada uma delas.

No modo Arcade é sempre possível acabar uma prova, por mais dano que o carro e o piloto tenham sofrido. A física é mais generosa, pelo que o nosso bólide agarra-se melhor à pista e conseguimos recuperar de forma mais rápida de qualquer despiste. O modo Simulation é o oposto, apelando a toda a nossa atenção, sangue frio, e claro, capacidades como condutores.

Rapidamente concluirão que, caso não possuam um controlador especial com todas as características de um volante, o modo Simulation é praticamente impossível de ser domado com o teclado. Um pouco à imagem do que acontece com a série GTR, este tipo de simulação exige este acessório para poder ser desfrutada em pleno.

Se não o têm, se calhar o melhor mesmo é dedicarem-se ao modo Arcade. Comum a ambos os modos é o modo como progredimos na nossa carreira. Começamos por comprar o nosso primeiro bólide, equipamo-lo ao máximo com os trocos que nos sobram e lançamo-nos à luta pelos pódios, que alimentam a nossa carteira sedenta de dinheiro.

Com este dinheiro é possível então executar diversos melhoramentos no carro. Além dos componentes normais como os pneus, suspensões, motor e afins, também teremos à nossa disposição alguns componentes especiais, como é o caso do sistema GPS, que nos permite ter uma ideia melhor dos traçados enquanto os desbravamos.

Cada alteração tem efeitos imediatos, alguns mais notórios que outros, mas que servem como recompensa satisfatória pelo nosso esforço em amealhar o dinheiro necessário para adquirirmos as peças em questão. O revés da medalha acontece se nos encontrarmos sem dinheiro e o carro simplesmente não ser o suficientemente competitivo para a prova seguinte.

Xpand Rally Xtreme não prima muito pela inovação. Como é costume, precisamos de vencer provas para desbloquear mais desafios e até adquirir carros bónus. Há quatro classes automóveis, pelo que teremos de alternar entre umas e outras durante a nossa carreira, adquirindo carros dessas classes.

Isto provoca uma dinâmica de oferta e procura nem sempre bem conseguida, pois muitas vezes temos de repetir provas anteriores várias vezes para conseguirmos o dinheiro suficiente para comprar a peça que vai fazer a diferença ou simplesmente para mudar para outro bólide. Algo que se pode tornar bastante aborrecido para jogadores menos aptos.

Como seria de esperar, antes de cada prova podemos adaptar o carro de forma conveniente, acertando pormenores de mecânica e o jogo de pneus. Naturalmente, esta funcionalidade é muito mais preponderante no modo de simulação, mas a interface simples e intuitiva permite que esteja ao alcance de qualquer um.

O facto de se encontrar bem ao nível da física, permite que Xpand Rally Xtreme consiga transmitir uma boa sensação de velocidade. O controlo do carro é bastante divertido no modo Arcade e realista q.b. no modo Simulation, pelo que sentimos bem que vamos a curvar a uma certa velocidade, até quando esta não é muito perceptível visualmente.

Quando falhamos dão-se os acidentes e neste campo XRX tem um desempenho acima da média. O sistema de danos está muito bem conseguido, a todos os níveis, apresentando mesmo algumas inovações, como o dano para o condutor. ?? verdade, a cada choque mais violento o nosso avatar vai ficando magoado e no modo Simulation uma lesão grave pode ditar o fim prematuro da prova.

De resto é ver e ouvir a deterioração imposta pela nossa fraca prestação ao volante. Portas que caem, pára-choques que se desmembram e vidros que quebram, enquanto o motor guincha de dor e a direcção começa a não obedecer. Sem dúvidas, este é o ponto mais sólido de Xtreme e dos que mais evolui desde a versão anterior.

As pistas estão agora associadas a zonas muito temáticas do globo, com traçados repletos de motivos regionais. Vamos conduzir pela China, Japão e Itália, entre outros, quebrando um pouco com a monotonia visual do primeiro jogo da série. Os ambientes são muito completos, apresentando até vida animal e espectadores, que, se forem atingidos, causam uma penalização no tempo.

Toda esta experiência é complementada pelo multijogador, que tem a vantagem de se encontrar totalmente destrancado, tanto ao nível de pistas como de carros. Assim sendo, podemos "saltar" o modo carreira e experimentar logo tudo o que XRX tem para oferecer, na companhia de outros pilotos humanos.

Tal como a série TrackMania, também Xpand Rally pretende deixar a sua marca na comunidade de moders. A inclusão do editor ChromEd vai permitir um fluxo de material crowdsourced, dando a possibilidade aos utilizadores de construirem de tudo um pouco em XRX, até mesmo novos modos de jogo.

Os gráficos também acompanharam a evolução dos tempos, apresentando um excelente aspecto e envoltos de efeitos de primeira linha. Os brilhos e reflexos estão espectaculares e os modelos, tal como no primeiro Xpand Rally, apesar dos nomes inventados, facilmente se associam às marcas que os inspiraram.

Também os efeitos de luz e sombras não comprometem, criando mesmo uma atmosfera interessante nas provas nocturnas. Graficamente, apenas podemos mesmo apontar o dedo para as câmaras de jogo vistas de dentro do carro e por cima da capota, que sofrem de uma terrível falta de detalhe.

O heavy metal far-vos-á companhia durante toda a vossa experiência em Xpand Rally Xtreme, com a sua sonoridade agressiva a imiscuir-se bem no espírito do modo Arcade. Para os perfeccionistas estão reservados os excelentes efeitos sonoros, tanto a nível de motor, contacto com o traçado e caixa de velocidades.

O ponto alto da sonoridade está na forma como estes sons transmitem o estado do carro. ?? medida que a mecânica vai ficando deteriorada, roncos, chiadeiras e demais estridências preenchem os nossos ouvidos, como uma espécie de penitência pelas torturas que fizemos o nosso bólide passar.

Xpand Rally Xtreme continua a pecar um pouco naquilo que oferece aos jogadores em termos de jogo jogado, apesar de ter melhorado em relação à versão anterior. Há alguma indefinição no seu conceito, sendo uma espécie de mini-ToCA, mas, no seu conjunto, é um competente jogo de condução, capaz de seduzir mas sem um argumento forte para agarrar.

Impressionante sistema de danos
No fundo, não passa de uma versão melhorada do jogo anterior
Alguma indefinição no conceito do jogo


Nenhum comentário

comments powered by Disqus
E-Zine/MyGames
78/ 100
Média da crítica
Média dos usuários
Sua nota

Sobre o colaborador

avatar de Giordano Trabach
©2016 GameVicio