GameVicio Entretenimento: GameVicio | FlashVicio | Hhide.ME | ClubVicio | Fórum | Flow | MovieVicio

Review de Muramasa: The Demon Blade para Wii de Gamerview

por Giordano Trabach, fonte Gamerview, data  editar remover



Muramasa: The Demon Blade é o novo jogo da Vanillaware, e segue a mesma filosofia dos cults da produtora, Princess Crown (para Saturn, com port-emulação para PSP) e Odin Sphere, um action-RPG???s em 2D com ênfase nos combates rápidos.

Ao contrário dos jogos anteriores, situados em um entorno medieval (com toques nórdicos no caso de Odin Sphere), Muramasa tem uma temática japonesa. O jogo narra duas histórias paralelas: por um lado, você pode jogar como Kisuke, um ninja com amnésia que está sendo perseguido por um crime que ele supostamente cometeu (e que ele não lembra, afinal ele tem amnésia, dã) e se vê forçado a buscar as Demon Blades. Por outro, você joga como Momohime, uma princesa samurai. Ou melhor, você joga como Jinkuro, um espadachim malvado que foi morto, possui o corpo de Momohime e sai em busca das Demon Blades na esperança de conseguir um novo corpo. Enquanto Kisuke avança de Kyo para Edo, Momohime-Jinkuro avança na direção contrária.

A primeira coisa que salta aos olhos em Muramasa é o excepcional trabalho gráfico. Tudo, a começar pelos menus, foi desenhado com uma estética japonesa belíssima. Os personagens, com exceção dos principais (que acabaram mais ???mangalizados???), foram todos desenhados num estilo japonês clássico (o monge budista ciclope sozinho mereceria um prêmio). Os cenários, sem exagerar, são como ukiyo ??? e em movimento. A música também merece um elogio, por seu uso de temas japoneses clássicos. Plasticamente, não consigo pensar num jogo tão perfeito desde Ico.

O jogo segue um esquema ???estilo Metroid???: você em teoria poderia ir a qualquer lugar, mas deve derrotar os chefes para conseguir Demon Blades especiais que podem abrir as barreiras que impedem o avanço de seu personagem. Além disso, existem itens que podem ser acumulados, e existe a necessidade de derrotar inimigos e comer nas diversas hospedarias do caminho (é possível também comprar utensílios e ingredientes para fazer sua própria comida) para acumular pontos de alma e pontos de espírito.

Os pontos de alma servem para recuperar sua espada. Você leva equipado um total de três espadas; no entanto, ao bloquear golpes ou soltar golpes especiais, a ???energia de alma??? de sua espada vai diminuindo. Quando chega a zero, ela quebra. Isso não é um problema porque você usa uma das outras duas enquanto ela se recupera automaticamente; no entanto, para isso a espada gasta pontos de alma. Já os pontos de espírito são gastos (juntamente com os pontos de alma) para construir espadas novas ??? você pode construir um total de 108 espadas diferentes, ainda que na prática não haja muita diferença entre elas, apenas espadas curtas (mais rápidas e fracas) e longas (mais lentas e potentes); algumas dão certos poderes e bonificações, mas nada que mude completamente a jogabilidade.

Já que mencionamos, a jogabilidade é similar à de Odin Sphere, mas com um ritmo muito mais rápido ??? talvez até demais; em muitas partes, o jogo degenera rapidamente em um button-smasher quando a tela se enche de inimigos. Além disso, os inimigos básicos e os caminhos e vilarejos não têm grande variação, fazendo com que o jogo acabe ficando ligeiramente repetitivo. Isso, juntamente com o fato de que não existe grande diferença em jogar com Kisuke ou com Momohime, acaba prejudicando um pouco a rejogabilidade, mesmo com as duas histórias paralelas, os três finais diferentes para cada história e as três diferentes dificuldades ??? Muso (fácil), Shura (difícil) e Shigurui (personagem morre com um golpe, liberado depois de terminar em Shura).

Ainda assim, Muramasa: The Demon Blade merece as quatro estrelas facilmente. Um dos must-have do Wii neste ano, mesmo que seja apenas para dar uma força pra Vanillaware e mostrar para as outras softhouses que é sim possível fazer jogos plasticamente perfeitos no Wii.

Prós:
  1. Qualidade gráfica e sonora
  2. Variações dentro do jogo
  3. Muitas coisas para fazer
  4. Chefes sensacionais


Contras:
  1. Jogabilidade rápida e repetitiva
  2. Pouca variação de inimigos e cenários



Nenhum comentário

comments powered by Disqus
Gamerview
4/ 5
Média da crítica
Média dos usuários
Sua nota

Sobre o colaborador

avatar de Giordano Trabach

Reviews da crítica

Tópicos relacionados

©2016 GameVicio