GameVicio Entretenimento: GameVicio | FlashVicio | Hhide.ME | ClubVicio | Fórum | Flow | MovieVicio

Review de Prototype para X360 de GameVicio

por Boris Gucovski, data  editar remover


Ansioso por Prototype? Com razão.

Em 2007, quando Prototype foi anunciado, pouco se sabia sobre o game, mas já era
conhecida a possibilidade de parkour, que já caiu na graça dos fãs por meio de jogos como Mirror's Edge, Assassin's Creed, entre outros. Nos meses seguintes, começaram a surgir detalhes sobre o game e a expectativa crescia, pois as promessas eram sedutoras. Prototype finalmente foi lançado. Será que cumpriu com todo o prometido?


Enredo
- Protótipo de arma de destruição em massa

Você é Alex Mercer, um homem que através de uma experiência, foi transformado em uma arma letal, com diversas habilidades e poderes especiais. Seu objetivo é matar as pessoas envolvidas no projeto, absorvendo-as para ter acessos às suas memórias e assim, desvendar o mistério que é o seu passado. E terá de usar todas as suas habilidades para atingir a sua meta.


Jogabilidade
- Principal arma do jogo

Quem vê os vídeos de Prototype, certamente deve pensar: são muitas habilidades, os controles devem ser uma confusão generalizada. Quem pensou isso, pensou errado. Prototype, apesar de contar com diversos comandos, tem controles intuitivos, que podem desnortear, mas somente no primeiro momento.

As principais habilidades já vêm desbloqueadas, mas o jogador certamente não aprenderá sozinho a usar a maior parte delas. O início do jogo serve de tutorial, onde em meio à pancadaria, alguns dos comandos são exibidos na tela.

Pular, agarrar os inimigos e carregá-los ou arremessá-los onde bem entender, subir prédios correndo, pular por altura e distância absurdas, arremessar carros e caminhões são o tipo de coisa que o jogador fará muito em Prototype. Apesar de serem executadas frequentemente, dificilmente alguém enjoaria de fazer isso, já que é extremamente divertido sair por aí fazendo bagunça. Seus braços e mãos podem mudar de forma, podendo assumir formas cortantes, perfurantes para inimigos mais resistentes e quadriculados, de pedra para tanques de guerra e situações que exijam um maior "poder de fogo".

Pontos de experiência são ganhos durante o jogo, para adquirir habilidades ou melhorá-las.


Gráficos
- Não impressionam, nem deprimem

Talvez pela imensidão do cenário e pela quantidade assombrosa de transeuntes nas ruas, os gráficos não puderam ser acima da média, já que, se assim fosse, seria praticamente impossível de ser executado em um console da atual geração ou exigiria uma placa de video poderosíssima.

Ao invés, os gráficos são bons, bonitos algumas vezes, decepcionantes em outras. O modelo de Alex é extremamente detalhado, mas os das demais pessoas, infelizmente não têm a mesma qualidade, ficando no limite do aceitável, apenas.

Os efeitos das explosões não são ruins, mas estão longe de serem bons, por assim dizer. Lembram jogos de PS2, mas isso não passa nem perto de estragar a diversão do jogo.

Texturas na maior parte do tempo são ricas, o jogo peca mais na parte dos efeitos como sombra e fumaça por exemplo, que parecem ser mais fracos que o resto do cenário. A inteligência artificial não faz feio, com inimigos que não descansam enquanto não te matarem (ou morrerem). Roube a aparência de qualquer um na rua e seu nível de procurado despencará, facilitando seu trabalho. Mas faça isso na frente deles, e o efeito será nulo, obviamente.


Sons
- Não são magníficos, mas são de qualidade

Como típico jogo de ação, os sons característicos de explosões, tiros e impactos em geral são essenciais. No geral elas são muito boas, com destaque para as dublagens que são acima da média.

Em resumo: são bons, mas não farão com que o jogador diga - puxa, que sons espetaculares!


Forte concorrente a jogo do ano


Fonte praticamente inesgotável de diversão, conta com combos, parkour, veículos e muita violência (muitas vezes gratuita). Prototype um dos melhores títulos do ano, já que a Radical Entertainment foi sábia ao produzir um game viciante, extremamente divertido e ao estilo GTA de ser, com uma vasta cidade (na prática, o equivalente à ilha central de GTA IV) com muitas pessoas e muita vida, que sem dúvida é uma fórmula sem risco de falha.

---------------

Prós:

- Diversão que parece não ter fim;
- Inúmeras habilidades e possiblidades;

Contras:

- Gráficos às vezes decepcionam, mas nada que atrapalhe;
- Modelos dos pedestres não são dos melhores, e eles são repetitivos;

---------------

Notas


História: 8
Jogabilidade: 9
Gráficos: 8
Sons: 7
Diversão: 10


Nenhum comentário

comments powered by Disqus
GameVicio
8.4/ 10
Média da crítica
Média dos usuários
Sua nota

Sobre o colaborador

avatar de Boris Gucovski

Reviews da crítica

4.5 / 5
Fliperama
7.8 / 10
BaixakiJogos
©2016 GameVicio