GameVicio Entretenimento: GameVicio | FlashVicio | Hhide.ME | ClubVicio | Fórum | Flow | MovieVicio

Review de Crazy Taxi para DC de Outer Space

por Giordano Trabach, fonte Outer Space, data  editar remover


Muitos atribuem o sucesso do Dreamcast na América às conversões dos excelentes arcades da Sega. Crazy Taxi, um dos mais bem sucedidos jogos dos fliperamas do ano passado, foi convertido para o console no início do ano, mas só agora chega oficialmente ao Brasil pelas mãos da Tec Toy.

A simplicidade dá o tom


?? bom salientar para os desinformados que Crazy Taxi é um jogo que foi feito sob medida para os fliperamas, e só depois, convertido para o Dreamcast. Portanto, não espere tramas refinadas, vídeos e jogabilidade que use mais de 0,1 % do seu cérebro. A ação é o que conta aqui, e o apetite de sua corrente sanguínea por adrenalina é que vai faze-lo amar ou odiar este jogo. Quem já teve o prazer de pegar um táxi louco no Rio de Janeiro sabe o que te espera em Crazy Taxi. Escolha o seu alter-ego taxista dentre quatro opções diferentes, projete o seu perfil de condução em cada personalidade virtual e pau na máquina. A sua missão em Crazy Taxi é muito simples: pegar os passageiros que aparecem no cenário (Ponto A) e leva-los ao seu destino final (Ponto B), em um tempo pré-determinado. Para fazer tal proeza, terás de enfrentar o trânsito local, subir nos canteiros, atravessar parques e fazer quaisquer outras manobras arriscadas e necessárias para deixar o passageiro no seu destino, e no menor tempo possível. Sendo legal com os caronas, você acumulará pontos e poderá escolher a próxima vítima no meio do caminho, que lhe incumbirá de um trajeto diferente. Durante a corrida, o passageiro gritará feito um louco e curtirá cada momento de sua viagem. E isso é bom, pois quanto mais tresloucada for sua direção, mais bônus recebe. Se demorar a leva-lo ao seu destino, xingará até a terceira geração de seus progenitores.

Os gráficos são bacanas A cidade virtual recriada no modo árcade de Crazy Taxi é bastante detalhada, e eu diria, a mais detalhada cidade existente em um jogo de corrida atual. Ela lembra bastante a metrópole gay San Francisco, com seus declives, parques, bondes e arquitetura característica. Somente Metropolis Street Racer e Getaway, este para PS2, podem tirar-lhe esta coroa. No modo "original", a Sega incluiu outra cidade exclusivamente para a versão caseira, bem mais complexa que a presente no modo arcade. Em ambas, você poderá observar uma imensa e diferenciada gama de carros passeando pelas ruas, pedestres, bares, lojas e todo o tipo de detalhes visuais que o poderio gráfico do Dreamcast consegue gerar. A física é boa para um arcade, mas está longe do realismo de jogos como Driver e Gran Turismo. Quando seu táxi louco colide com algum carro ou objeto na calçada, eles sofrem a ação de uma ou duas Leis de Newton, no máximo. O mais importante é que, mesmo com todo o belo cenário a sua volta, Crazy Táxi roda a uma velocidade constante de 60 quadros por segundo.

Alguns "slowdowns" aparecem de vez em quando, mas nada que tire seu brilhantismo gráfico. O som também é jóia, bem adequado a um arcade deste tipo, com barulhos parecidos com um filme de ação. As músicas são bem enjoativas, a não ser que você seja presidente do fã-clube do Offspring e adore ouvir aquele berreiro por horas a fio.

Só isso?


O modo arcade resume bem a jogabilidade simplista de Crazy Taxi. Mas, para dar maior durabilidade ao produto, a Sega incluiu o modo "original" e o "Crazy Box". No "original", seus objetivos continuam sendo o transporte de passageiros em um tempo pré-determinado, acumulando segundos e pontos para sua próxima corrida. Apenas o cenário é diferente. Para quem é impaciente, há a possibilidade de se "trabalhar" nos dois modos, por 3, 5 ou 10 minutos transportando os passageiros. O modo "Crazy Box" é uma espécie de tutorial, onde você ganha missões pré-definidas para cumprir em um prazo de tempo. Por exemplo, saltar rampas sem cair no mar, chegar ao seu ponto de destino em 60 segundos ou desviar-se do trânsito louco. Legal, mas em 10 minutos você completa todas as missões e fica com gostinho de quero mais. E Crazy Taxi é isso, um jogo arcade muito simples com bom controle do carro, disfarçado de corrida.

O Veredicto:
Crazy Taxi é um ótimo arcade e um jogo caseiro acima da média, principalmente pelos seus gráficos de alto nível. Se você gosta de colocar seu cérebro em "stand-by" ao jogar, e apenas curtir a diversão e adrenalina momentânea, Crazy Taxi é a sua cara. Se quizeres algo mais profundo, parecido com o clássico Driver, você irá se decepcionar.

Prós:
+ Gráficos excelentes, tão bons quanto os do arcade;
+ Cidades extremamente detalhadas;
+ Física satisfatória para um jogo arcade;
+ Idéia original;
+ Simples e divertido;

Contras:
- Simples demais;
- Conceito do jogo poderia ser melhor aproveitado;
- Enjoa fácil;
- Offspring berrando no seu ouvido é um saco;


Nenhum comentário

||
Outer Space
7/ 10
Média da crítica
Média dos usuários
Sua nota

Sobre o colaborador

avatar de Giordano Trabach

Tópicos relacionados

©2016 GameVicio