GameVicio Entretenimento: GameVicio | FlashVicio | Hhide.ME | ClubVicio | Fórum | Flow | MovieVicio

Review de Metal Gear Solid para PC de Outer Space

por Giordano Trabach, fonte Outer Space, data  editar remover


Quando lançado para o Playstation original em 1998, Metal Gear Solid simplesmente definiu um novo padrão de qualidade dos jogos do gênero de ação. Sua história madura e envolvente, seus gráficos detalhados e seus personagens soberbos provavelmente marcaram a vida de todos que o jogaram em 1998 no console da Sony. Seria uma atitude quase que maldosa não compartilhar este clássico com os usuários de outros plataformas, uma vez que o jogo original e suas variantes foram lançados apenas para o Playstation.

Eis então finalmente a versão da inesquecível aventura de um dos personagens mais durões de todos os tempos para o PC. Mas será que mesmo depois de uma espera tão prolongada, Metal Gear Solid permaneceu imune aos devastantes efeitos do tempo no mundo do silício?

A Saga do Cobra Dura


O enredo, que diga-se de passagem é idêntico àquele do Playstation original, conta a história de um soldado, uma verdadeira lenda viva entre os militares, que deve combater terroristas extremamente perigosos. Os malfeitores demandam que em 24 horas o governo americano entregue os restos mortais do Big Boss e uma considerável quantia em dinheiro. Caso contrário, os terroristas, que tomaram a base do depósito de poderosas ogivas no Alasca, ameaçam lançar um ataque nuclear e executar os dois importantes reféns que estão sob o seu poder, o chefe da organização DARPA e o presidente da Armstech.

?? nesse exato momento que a figura de Solid Snake entra em cena. O veterano soldado é enviado em uma missão nas entranhas da gélida base ocupada. Sozinho e desarmado, o bravo personagem conta com poucos itens para acabar com a ameaça de um ataque nuclear e resgatar os dois executivos: um binóculo, um comunicador CODEC, sua discrição, seus conhecimentos nas artes marciais e o seu inseparável companheiro... Um maço de cigarros, ou bastões do câncer, se preferir. Obviamente, a medida que o enredo se desenrola, vários outros itens bélicos podem ser encontrados pelo cenário ou obtidos via força bruta aplicada com sutileza.

Em time vencedor não se mexe, mas... Sempre tem aquele pereba

Na sua essência, a versão de Metal Gear Solid para o PC é exatamente a mesma que os usuários do Playstation puderam jogar há anos. Os menus e toda fantástica trilha sonora e dublagem dos personagens permaneceram inalterados e convenhamos, melhorar estas características seria uma missão praticamente impossível diante da excelência observada na versão original. ?? estranho notar que até mesmo quando o CODEC indica que alguém quer entrar em contato com o Solid Snake, começa a piscar na tela uma imagem para apertar select, botão presente apenas no controle do Playstation. Isso mesmo! Nem isso os programadores desta conversão alteraram.

Esta realmente não chega a ser uma característica degradante desta versão, porém, o poderoso hardware de um bom PC abriria espaço para algumas bem-vindas melhorias no quesito gráfico, mesmo porque Metal Gear Solid foi lançado no final de 98 para uma plataforma com um poderio bem modesto para os atuais parâmetros. No entanto...

Frustração gráfica


Tsk... Tsk... Tsk... Por que? Por que não foi realizado nenhum tipo de esforço para a melhoria dos gráficos da versão de Metal Gear Solid no PC? Pelo menos, a única alteração perceptível, que transformava o rosto do Snake em uma caricatura de uma pomposa boneca com redondos olhos azuis, verificada na versão apresentada na E3, foi retirada. Graças a Deus! Mas todos os efeitos de motion blur, responsável por embaçar a imagem em movimento, presente no lançamento do jogo original não foram mantidos e mesmo contando com uma resolução mais alta, Metal Gear Solid no PC definitivamente não está mais bonito que no Playstation original.

E ainda... As texturas originais continuam com a mesma definição, isto é, com um bom monitor e a alta resolução do PC alguns detalhes bacanas da versão para o console da Sony ficaram simplesmente patéticos. A placa de 3D foi simplesmente utilizada para suavizar algumas texturas e suportar a alta resolução. E só!

A inclusão da possibilidade de jogar na visão de primeira pessoa é bem curiosa, mas pouco útil. Quando o usuário assume a perspectiva de Snake, não é possível nem ver a mão do durão segurando sua arma de grosso calibre. E sinceramente, não custava quase nada aplicar um pouco mais de trabalho e tornar este extra em uma característica bacana.

Inalterada, a jogabilidade ainda é soberba!


A estupenda jogabilidade que consagrou Metal Gear Solid como um dos melhores jogos de todos os tempos continua maravilhosa no PC. Baseado na fórmula da discrição, o usuário deve ser o mais discreto possível e buscar sempre agir longe dos olhos e ouvidos atentos dos inimigos. Qualquer som ou pegada na neve fora do comum já é o suficiente para chamar a atenção dos adversários geneticamente incrementados conhecidos como Genome Soldiers. E uma vez que a suspeita da existência de Solid Sanke é posta em questão, o usuário tem que evacuar imediatamente a área. Mas se você for daquele tipo "deixa-eles-virem-que-não tem-pobrema!", prepare-se para ter uma morte rápida.

O barulho também pode ser usado a favor do jogador. Se uma passagem estiver obstruída por soldados inimigos, é possível fazer sons batendo na parede. A boa audição dos Genome Soldiers os conduzirão à fonte do som e conseqüentemente Snake terá sinal verde para prosseguir sem ser notado.

Conforme comentado anteriormente, o enredo permanece excelente. A história, digna de um bom filme, constantemente revela segredos incríveis sobre os personagens. As cenas de confronto com inimigos "especiais", como o bigodudo Revolver Ocelot e a gatinha Sniper Wolf, nunca acontecem por acaso e sempre são seguidas de alguma informação chocante. Este artifício não deixa o jogador desgrudar do monitor por um minuto sequer, e impingem um gostinho de quero mais na aventura. Quando você menos esperar, concluirá 10 horas de jogatina sem parar.

Uma das grandes características do original para o Playstation obviamente não pôde ser implementada. Infelizmente, o efeito de vibração provocado pelo controle Dual Shock não pode ser sentido pelas mãos dos usuários do PC. ?? realmente triste pois este recurso foi utilizado de uma maneira incrível e extensamente aplicado na versão de Metal Gear Solid para o console da Sony. Quem não se lembra dos poderes psíquicos de Psycho Mantis movimentando realmente o controle no prelúdio da cena do confronto?

Há ainda mais de 300 mini-missões a serem completadas no modo VR Missions, anteriormente apenas disponível em uma versão especial lançada para o Playstation. Mas este extra às vezes fica bem chato e não tem o glamour do jogo original. Mas, pelo menos, fornecem muito mais longevidade ao título. O que realmente leva o usuário a jogar Metal Gear Solid mais algumas vezes são os dois finais diferentes e algumas cositas ocultas inicialmente, como a câmera fotográfica e etc.

Playstation ainda reina


Apesar de ter recebido o status de clássico em 98, inclusive com um das poucas notas 10 dadas por Outer Space, Metal Gear Solid não ficou imune aos efeitos do tempo em sua versão para PC. Ele poderia ser um excelente título se fossem realizadas as devidas melhorias na parte gráfica e se houvesse algum modo de representar a vibração do Dual Shock.

Sem sombra de dúvidas, o original para o Playstation é melhor do que essa conversão em todos os quesitos. Porém, a história continua sendo boa demais para ser negligenciada por qualquer jogador fã de um bom jogo de ação, e que não tenha ainda experimentado esta aventura de Snake.

O Veredicto:
Se você nunca jogou Metal Gear Solid e tem um PC, este passa a ser um título indispensável na sua jogoteca, caso contrário, afaste-se da cobra sólida mais durona de todos os tempos.

Prós:
+ Enredo continua brilhante;
+ Personagens fantásticos;
+ Música e efeitos sonoros de primeira;
+ Solid Snake é homem com H;
+ VR Missions aumentam a durabilidade do jogo;

Contras:
- Gráficos muito... Mas muito ultrapassados;
- Não conta com a vibração do Dual Shock, e o Dual Shock...


Nenhum comentário

comments powered by Disqus
Outer Space
7/ 10
Média da crítica
Média dos usuários
Sua nota

Sobre o colaborador

avatar de Giordano Trabach
©2016 GameVicio