GameVicio Entretenimento: GameVicio | FlashVicio | Hhide.ME | ClubVicio | Fórum | Flow | MovieVicio

Review de Hitman 2: Silent Assassin para PC de Outer Space

por Giordano Trabach, fonte Outer Space, data  editar remover


Há mais ou menos dois anos, um assassino frio, de poucas palavras, mas com colhões tão rijos quanto bolas de boliche, foi contratado para apagar quatro dos criminosos mais perigosos de todo mundo. Utilizando todas as suas habilidades, o sujeito da careca reluzente e codinome 47 conseguiu se infiltrar no submundo do crime completando seus objetivos apenas por dinheiro.

Hoje, um bom tempo depois, ele tenta apagar de sua memória seu passado sangrento, mas acaba sendo obrigado a vestir seu terno preto e a utilizar sua melhor qualidade novamente: Matar.

De volta à matança


Hitman: Codename 47 foi um jogo de muita personalidade e com um clima até certo ponto impressionante, porém pecou principalmente por ser frustrante demais. Não existia a possibilidade de salvar durante as missões e elas eram muito difíceis, nos obrigando a repeti-las diversas vezes até que fossem completadas com êxito. Bom, esse principal problema foi a primeira coisa que a IO Interactive corrigiu. Agora podemos salvar o jogo durante as missões, geralmente até 7 vezes, para evitar que os espertinhos matem um inimigo e salvem, o que acabaria com toda a filosofia do jogo.

Hitman 2: Silent Assassin segue o estilo do primeiro da série na maneira de se jogar, muito mais baseado na paciência e na elaboração de estratégias do que na pura ação frenética. Há até quem possa não classificá-lo como um jogo de ação, pois é possível completá-lo dando pouquíssimos disparos com uma arma (obviamente, isso é muito difícil, mas é possível).

A história, que mais uma vez é um ponto muito fraco, começa com o nosso ???herói??? vivendo em um mosteiro na Sicília, onde busca a salvação divina depois de uma carreira recheada de mortes. Aposentado, ele agora tem uma vida tranqüila como jardineiro e confessa seus pecados regularmente.

Isso até que um mafioso italiano chamado Giuseppe Giuliani descobre onde ele está e manda raptar seu mentor, Padre Vittorio. Obrigando a realizar alguns trabalhos sujos, 47 então tem que desenterrar o passado e trazê-lo para o presente... Ele entra em contato com a organização que o contratava, a Agency, e acaba retornando a ativa, como o bom e velho matador de aluguel que sempre foi.

Qualidades de volta


Controlar Hitman no novo jogo é como no antigo. A jogabilidade, que se tornava ruim quando as situações esquentavam, deu uma boa melhorada, mas não o suficiente para se tornar excelente. O esquema mesmo é tentar entrar nos locais desapercebido, atraindo o mínimo de atenção possível. Para isso, o mais aconselhável é que você não faça barulho e procure matar inimigos isoladamente, roubando suas roupas. Vestido de ???cara do mal???, você conseguirá passar pela segurança e avançar bastante nas missões.

Como no jogo original, existem mil e uma maneiras de completarmos cada missão, mas na grande maioria das vezes matar o menor número de pessoas possível é o mais aconselhável. Pegando a primeira fase como exemplo, devemos invadir a mansão de Giuseppe para matá-lo e salvarmos o padre Vittorio. Começamos em cima de uma colina e logo vemos um entregador de flores aparecer caminhando. Uma das estratégias é assassiná-lo, esconder seu corpo (sempre faça isso), roubar-lhe a roupa e entrar na mansão disfarçado. Lembre-se que os guarda-costas irão revistá-lo, portanto jogue todas suas armas de fogo fora antes de tentar entrar na mansão. Outra opção é matar o entregador de cesta de café da manhã e entrar pela cozinha. Ainda podemos degolar um guarda-costas que patrulha o local e fingirmos que somos um deles.

Nesta missão, assim como outras, partir para a agressão desprezando o modo furtivo não é uma boa pedida, pois os alarmes irão soar, os inimigos virão atrás de você e a pessoa que deve ser assassinada vai fugir do local, comprometendo a missão.

Por esse motivo, o silêncio é primordial e o fio de estrangulamento (Fiber Wire) e a pistola silenciada serão seus maiores aliados. Hitman 2 até tem uma boa variedade de armas, como escopetas, rifles de alta precisão, metralhadoras de grosso calibre e alta repetição, mas como é melhor não fazer barulho, você quase não usará estes tipos de armas.

Hitman 2 tem ainda mais opções de abordagens que o primeiro. Usando o modo "sneak", chegamos bem devagarzinho por trás de um inimigo e podemos apagá-lo até com uma coronhada de pistola na cabeça. Se ele porventura perceber que você se aproxima, troque logo para a arma silenciada e mate-o, antes que dispare sua a arma e alardeie os demais.

Mesmo depois que roubamos suas roupas, ainda devemos ter cuidado para não chamarmos atenção. Os outros inimigos são muito desconfiados e vão olhar para você de uma maneira estranha, te analisando. Um "desconfiômetro" aparece no canto esquerdo superior da tela, medindo o quanto estão desconfiando de você, por isso não vale a pena ficar parado ou dando bobeira, seja objetivo e dê continuação ao que tem que fazer. Outra dica é não ficar correndo pelo cenário. Caminhe, seja uma pessoa normal, qualquer coisa é motivo para levantar suspeita e estragar sua missão. E tenha paciência: Observe o local, veja a movimentação dos sentinelas, programe seus movimentos... Aproveite aquele inimigo que está fazendo uma ronda sozinho e dê conta dele em silêncio.

Melhor tecnicamente


Hitman 2 continua muito bom em vários quesitos técnicos. O grande destaque vai para a trilha sonora, executada pela orquestra sinfônica de Budapeste e que traz um clima pra lá de envolvente ao jogo. Os gráficos também melhoraram bastante, com texturas muito boas e efeitos de luz convincentes (o efeito das cortinas balançando é espetacular).

Outro fator positivo é a física, já muito boa no original e que melhorou ainda mais. O sistema de danos localizado torna os combates mais táticos, pois dependendo do lugar que acertamos um inimigo, ele reage de uma maneira (apenas o tiro na cabeça continua matando de primeira). Os personagens, quando mortos, caem no chão de maneiras bem distintas, o que traz realismo.

Entretanto continuamos com alguns problemas de bugs que incomodam (bem menos que no jogo original, que tinha muitos) e falhas na jogabilidade (quando a ação esquenta o jogo não fica tão prazeroso).

O Veredicto:
Só de ter adicionado a opção de salvar durante as fases, Hitman 2 já é uma experiência muito mais agradável que o primeiro jogo da série. No mais, ele continua com as mesmas qualidades do jogo original e o clima cool, além de agregar algumas novidades bacanas. Tem o nosso jóia!

Prós:
+ Pode-se salvar durante as missões, o que reduziu drasticamente a frustração presente no jogo original;
+ Segue a mesma fórmula agradável do primeiro da série, focado mais na estratégia do que na ação;
+ Boa variedade de maneiras de completarmos as missões. Você escolhe a que mais lhe apetece;
+ ??tima física;
+ Gráficos e sons bacanas;
+ A careca do 47 está mais reluzente do que nunca;

Contras:
- História continua irrelevante demais. Poderia ter sido mais imersiva;
- Uns bugs aqui, outros lá.


Nenhum comentário

comments powered by Disqus
Outer Space
8/ 10
Média da crítica
Média dos usuários
Sua nota

Sobre o colaborador

avatar de Giordano Trabach

Reviews da crítica

8 / 10
Outer Space
9.8 / 10
GameVicio
©2016 GameVicio