GameVicio Entretenimento: GameVicio | FlashVicio | Hhide.ME | ClubVicio | Fórum | Flow | MovieVicio

Review de Far Cry para PC de Outer Space

por Giordano Trabach, fonte Outer Space, data  editar remover


Far Cry é um jogo que nasceu em 1999 como um demo tecnológico para a então recém-lançada GeForce 3, da Nvidia. Na época, os alemães da Crytek mostraram ao mundo o protótipo X-Isle, onde perigosos dinossauros habitavam uma ilha com muita vegetação e lugares paradisíacos (como é o jogo hoje). Os cenários de 1999, mesmo para os padrões atuais, são impressionantes.

O time da Crytek, pela competência gráfica apresentada, foi bastante assediado por publishers de jogos e decidiu aprimorar sua poderosa Cry Engine. E nada apropriado do que um jogo completo para mostrar a capacidade dela.

Mostrado como um dos grandes destaques da Ubisoft na E3 2003 e depois de 3 anos em desenvolvimento, finalmente temos o prazer de apreciar Far Cry, a ???Meisterwerk??? da alemã Crytek.

Historinha de filme ???B???


Far Cry mistura elementos de filmes como Parque dos Dinossauros e A Ilha do Dr. Moreau em um enredo bem batido, com personagens estereotipados, cheio de clichês. O ambiente é ensolarado e tecnicamente perfeito, mas o conteúdo artístico tem toda a frieza que se espera de um time alemão.

O ano é 2020. Você é Jack Carver, um simples cidadão que tem um negócio de aluguel de barcos nas ilhas da Micronésia. Seu passado de ex-marine durão vem à tona quando você recebe a missão de resgatar uma jornalista com o perfil estereotipado da gostosa casca-grossa (com conexões com a CIA, claro) de uma bela ilha recheada de mercenários valentões.

Com o passar do tempo e muitos diálogos cheios de canastrice que beiram o cômico, você descobrirá os verdadeiros motivos por trás de sua missão e as misteriosas ilhas guardadas por soldados muito bem armados, helicópteros e instalações secretas.

Extravagância técnica


Mas se a história e os diálogos são ruins, o mesmo não podemos dizer da parte técnica de Far Cry. Sem rodeios, podemos dizer que este é o jogo mais bem feito do PC (e talvez mais bem feito que qualquer um dos consoles também). O sistema gráfico aperfeiçoado durante 5 anos pela Crytek é algo simplesmente soberbo.

O ambiente da ilha tropical de Far Cry é extremamente realista e bonito, com árvores, plantas, gramas, areia e uma água para lá de bem feitos. A visão do horizonte é longínqua, como na vida real, e a luz ambiente completa o cenário paradisíaco, com direito também a bons efeitos de física para dar aquele realismo extra. Dentro das construções também não nos decepcionamos com as excelentes texturas e efeitos de luz. Far Cry é como uma mistura de Half Life 2 com Doom 3 nos quesitos gráficos.

O som complementa a imersão visual de forma brilhante. Para dar vida a todo esse cenário, os programadores da Crytek rechearam o cenário com ruídos de pássaros, grilos e outros pequenos animais. Em grande parte do jogo há uma música minimalista para dar o suspense necessário. Quando a ação começa, a música muda drasticamente. Os sons das armas e dos veículos também são excelentes. No geral, só a dublagem dos canastrões é que deixa a desejar.

?? claro que para apreciar Far Cry adequadamente você deve ter um PC de alto desempenho. Recomendamos começar por uma ATI Radeon 9500 ou GeForce FX 5700 e processador próximo de 2Ghz. O jogo roda bem em configurações mais modestas, mas considerando que o ponto forte é mesmo o visual, recomendamos seriamente estar bem equipado antes de se aventurar nas ilhas paradisíacas de Far Cry.

Jogabilidade tem altos e baixos


Mesmo se Far Cry fosse um jogo ruim, ele já teria o seu lugar na história pelo seu impressionante sistema gráfico. Felizmente, não é este o caso e, surpreendentemente, o jogo está muito acima da média do mercado.

A jogabilidade de Far Cry é a tradicional de um jogo de tiro em primeira pessoa. Você possui diversas armas, entre metralhadoras, facas, pistolas, rifles, escopetas e etc, mas pode carregar apenas 4 consigo. Os principais diferenciais em relação à concorrência são a possibilidade de pilotar veículos (jipes, buggies, barcos e até mesmo uma asa delta), o cenário paradisíaco de uma ilha (inédito em jogos de tiro), não linearidade que permite uma imensa variedade de ações para alcançar o mesmo objetivo e um cuidado para fazer uma inteligência artificial realista.

Seria perfeito não fosse a falta de polimento do jogo em algumas áreas-chave. A inteligência artificial, por exemplo, se comporta realisticamente bem na maioria das fases, mas existem brechas inadmissíveis em um jogo deste calibre, como o fato dos soldados enxergarem você de noite do mesmo jeito mesmo sem óculos de visão noturna ou te ouvirem a uma distância de centenas de metros. Há ???bugs??? na programação que parecem não terem sido cuidados e que aparecem a todo momento.

Fator broxante é que o jogo é extremamente difícil, até mesmo no modo ???easy???. ??s vezes chega a ser absurda a quantidade de vezes que você tem que reiniciar o jogo por conta da pontaria certeira dos inimigos e da enorme quantidade de soldados atraídos por qualquer passo em falso. Sinceramente, Far Cry está mal balanceado neste quesito, mesmo para um jogador experiente.

O outro ponto negativo diz respeito ao sistema de gravação. Você não pode gravar o jogo quando quer, e sim quando ele quer. Aliado à dificuldade excessiva, este ponto salta aos olhos de qualquer pessoa normal que queira curtir um jogo de tiro básico. Em outras palavras, para jogar Far Cry por mais de uma hora, você vai precisar de um vidro de calmante para aguentar tanta frustração.

O Veredicto:
Quem disse que beleza não põe mesa? Com um sistema gráfico excepcional, sons e jogabilidade competentes, Far Cry está anos-luz à frente dos concorrentes já lançados para PC e consoles. Poderia ter sido o melhor jogo de tiro do mundo não fossem alguns erros básicos no design e de programação. Do jeito que está, ele é apenas melhor que 99% do que se tem hoje no gênero.

Prós:
+ Se você tiver a máquina certa, vai ver gráficos que são os melhores já mostrados no PC;
+ O som também é excepcional;
+ Inteligência artificial é desafiadora;
+ Jogabilidade simples, mistura 20% de ???stealth??? e 80% de ação;
+ Veículos são bem feitos e divertidos;
+ Modo multiplayer compentente.

Contras:
- No geral, faltou polimento, balanceamento e atenção a detalhes básicos em muitas partes, detraindo em grande parte na experiência do jogo.


Nenhum comentário

comments powered by Disqus
Outer Space
9/ 10
Média da crítica
Média dos usuários
Sua nota

Sobre o colaborador

avatar de Giordano Trabach

Reviews da crítica

9.2 / 10
GameVicio
9 / 10
Outer Space
©2016 GameVicio