GameVicio Entretenimento: GameVicio | FlashVicio | Hhide.ME | ClubVicio | Fórum | Flow | MovieVicio

Review de Desperados: Wanted Dead or Alive para PC de Outer Space

por Giordano Trabach, fonte Outer Space, data  editar remover


Pois bem, a Infogrames lhe convida para esse ???Mundo de Marlboro??? com Desperados (traduzindo para o bom português: Criminosos), onde quem tem azar no amor e sorte no jogo de pôquer, tem um bom estômago para beber Bourbon sem fazer cara de choro, e principalmente, tem a agilidade para sacar a arma antes do oponente, torna-se uma lenda.

Desperados é um jogo de estratégia em tempo real, produzido com tecnologia alemã, muito parecido com Commandos. Só que ao invés de abranger o tão manjado tema 2ª guerra mundial, ele o traz para uma época sem lei, o faroeste tradicional.

Procura-se vivo ou morto


Como todo bom faroeste, a história de Desperados não poderia fugir ao estilo dos filmes de John Wayne:

El Paso, Novo México, após o fim da guerra.

A companhia Twinnings & Co-Railroad foi roubada mais uma vez. Smith, o representante da Twinning, contrata os serviços do pistoleiro mercenário John Cooper, oferecendo-lhe US$15.000 para colocar um fim neste episódio.

Cooper começa a juntar seus velhos companheiros, um punhado de caubóis matreiros do velho oeste. Eles seguem a informação de Smith, que os conduzem finalmente para Sanchez, líder de uma gangue de mexicanos.

Na sua jornada de volta para El Paso, Sanchez fornece alguma informação valiosa, explicando que um desconhecido misterioso chamado El Diablo está tentando reunir todos os bandidos do Novo México para se transformar no líder de um incrível e poderoso exército. Cooper e seu grupo submetem-se a Sanchez, que reivindica não estar envolvido com as invasões do trem da companhia, e diz também que El Diablo recebeu a informação de dentro da companhia sobre os trens. Então, o mercenário John Cooper decide tomar vantagem da situação e tentar fazer algum dinheiro rápido, entregando o criminoso Sanchez nas mãos do militar Marshall.

Retornando à cidade para entregar o criminoso, Cooper cai numa armadilha de El Diablo, que na surdina esfaqueia pelas costas um informante durante o diálogo com John. O problema é que John Cooper é a única pessoa na cena do crime quando Marshall chega. Marshall tenta detê-lo como o principal suspeito do assassinato, mas Cooper é bem sucedido ao tentar escapar.

Este é o começo de uma perseguição agitada através do Novo México e Louisiana, onde Cooper e sua gangue poderão somente provar inocência encontrando o verdadeiro El Diablo...

O interessante é que você vivencia toda essa história com passagens que você jura ter visto em vários filmes de bang-bang.

Esta cidade é pequena demais para nós seis


Diferente de Commandos, onde você já começa o jogo com todo o seu time formado, em Desperados, assim como relatado na história acima, John tem que reunir sua ???tchurma??? para deter El Diablo. Com o passar das missões você vai encontrando um por um, e cada um deles é mais bacana do que o outro.

Você começa o jogo com John Cooper (esse nome seria uma mistura de John Wayne com Gary Cooper?). John é um caçador de recompensa e excelente atirador. Ele usa uma pistola de seis tiros (muito boa a curta distância), uma faca que pode arremessa-la a distância matando o inimigo sem fazer barulho, um relógio de bolso que toca uma música após um tempo programável (serve para atrair a atenção do inimigo), tem um soco bem potente que faz um brutamontes beijar o chão, pode escalar rochedos e paredões, e pode carregar pessoas desmaiadas ou mortas para um local desejado. John é muito bacaninha, ele veste chapéu, agasalho, e calça em couro marrom com sua inseparável pistola na cintura.

Depois você liberta outros personagens muito mais interessantes como:

Samuel Williams: fugitivo da fazenda de algodão de um impiedoso senhor, Williams é perito em explodir coisas. Cascavéis não lhe metem medo, e inclusive as guarda dentro de um saco de pano para assustar possíveis inimigos montados em seus cavalos. ?? muito bom com sua Winchester em alvos de longa distancia, e sabe como amarrar uma pessoa com um bom nó.

Doc Mc Coy: mora num barraco de madeira no pântano bem distante de inimigos, que são muitos por sinal. Doutor e charlatão, o caolho Mc Coy usa uma espingarda de longo alcance com mira telescópica fazendo com que não exista um alvo o qual ele não possa acertar. Perito em produtos químicos, ele também manipula frascos com gases tóxicos que desmaiam uma pessoa em questão de segundos. Ele pode usar esses frascos como granadas ou amarrado em um balão para chegar a um ponto mais distante silenciosamente. Trajando um sobretudo e chapéu, ele usa essas vestimentas durante tiroteios para formar um boneco e atrair atenção dos inimigos. Segundo Mc Coy este truque já o salvou por diversas vezes da morte.

Kate O'Hara: ela é a personagem mais bacana do jogo. Namoradinha de John Cooper, Kate é uma sortuda, ou melhor, uma trapaceira jogadora de pôquer. Usa um revólver de bolso Derringer de três tiros preso à cinta-liga, mas sua arma principal não envolve pólvora, e sim a sedução. Com sua camisa semi-aberta, uma saia que valoriza seus contornos avantajados expondo uma de suas coxas torneadas, e uma beleza estonteante, ela consegue seduzir qualquer caboclo para depois lhe aplicar um bom chute nos colhões, levando-o a desmaiar de dor. Com seu espelho de maquiagem, ela pode segar atiradores a distância, bem como acender um rastro de pólvora dos barris colocados estrategicamente pelo perito Samuel Willians. As cartas de pôquer escondidas nas mangas de Kate têm outro propósito além de servirem para trapacear durante a jogatina, ela as usa para fazer um rastro e atrair o inimigo até um local desejado. Kate O???Hara é a Nikita dos tempos do faroeste, bonita e perigosa!

Sanchez: é o típico mexicano durão que usa dos artifícios de sua cultura para se sobressair perante o inimigo. Com sua inseparável garrafa de tequila, Sanchez atrai a atenção do inimigo embebedando-o. Assim ele pode se aproximar mais sem chamar muito a atenção e ficar agachado num canto com o seu enorme chapéu tampando o rosto. Quando o inimigo repara a presença daquele estranho e tenta reconhecer quem está por debaixo da aba, subitamente Sanchez dá uma coronhada que coloca no chão um ou mais inimigos próximos a ele. Além disso, ele é dotado de uma imensa força podendo carregar até duas pessoas de uma só vez, ou então empunhar uma pesada metralhadora de tripé nos próprios braços. Sanchez es un colossus!

Mia Yung: esta pequenina garota chinesa é uma das mais, ou a mais, interessante personagem do jogo. Não vou detalhar muito sobre ela para não perder a graça, mas adianto que Mia tem um furtivo macaco como animal de estimação. Uau!

Como você pôde ver, os itens e habilidades do grupo são maravilhosos e muito, repito, muito criativo. A combinação das habilidades dos personagens enriquece bastante a estratégia. Você pode atrair um inimigo com a garrafa de tequila de Sanchez até Kate que irá seduzi-lo, dar um soco nele por trás com John, usar o Samuel para amarra-lo, e finalmente, usar Sanchez para carreá-lo até um local menos visível. Ou então, você pode usar o Samuel para explodir algo, chamar a atenção do povo para o local, lançar uma garrafa de gás tóxico no local para colocar todos para dormir, e sair atirando com o resto da galera nos sobreviventes. As possibilidades são infinitas.

Whisky e pôquer, a receita de uma boa briga num cabaré


Após pegar qualquer um dos personagens relatados acima, sempre há uma missão que funciona como tutorial para que você aprenda a usar suas habilidades e itens. E estas missões têm como objetivo principal o aprendizado, mas não deixam de ser muito bacanas. Quando você resgata Doc Mc Coy, por exemplo, ele o leva ao pântano onde reside (muito bonito por sinal). Lá ele lhe pede para que arrombe a porta de seu barraco, pois perdeu a chave, lhe pede para usar o rifle sniper atirando na corda que segura um barco a outra margem do pântano, manipula os frascos de gases tóxicos sobre os crocodilos, enfim, lhe ensina todos os recursos possíveis do doutor. Esta espécie de tutorial não é nem um pouco chata, pelo contrário, é prazeroso concluir essas missões e conhecer o personagem.

E por falar em missões, as de Desperados dão um banho de diversão. Você joga uma, joga outra, e mais outra, é simplesmente viciante! No jogo Commandos a maioria das missões se resumem a matar o inimigo silenciosamente para não chamar a atenção de uma infantaria inteira de soldados. Já em Desperados, cada missão é completamente diferente da outra. Ás vezes você tem que sair atirando em todo mundo, outras você tem que usar a mais pura estratégia. Numa missão, por exemplo, você tem que resgatar Kate O???Hara: Kate está jogando pôquer num saloon, quando os demais jogadores descobrem que ela está roubando. Imediatamente a levam para um barco a vapor onde fica presa, cabendo a você regata-la. Pois bem, você e seu bando chegam à cidade e o xerife lhe pede para deixar a sua pistola, já que na cidade não é permitido o porte de armas. Sozinho você vai ao saloon, pede um copo de Whisky no estilo cowboy, e quando pergunta sobre O???Hara, os jogadores da mesa de pôquer se levantam e saem atrás de você. Subitamente, John sobe as escadas para o segundo andar do saloon, dá um soco em um dos capangas, corre até a varanda, e finalmente pula sobre um cavalo amarrado logo ali. E assim começa a missão. Toda essa animação acontece usando o mesmo sistema do jogo, não tem nem um filminho ou coisa parecida (apenas na passagem de uma missão para outra). Esta é uma das vinte e cinco missões do jogo, ou seja, tem muito mais missões dignas de filmes de faroeste tão fantásticas quanto a do resgate de Kate.

Duelo ao pôr do sol, e que belo pôr do sol


Um dos pontos de destaque de Desperados é o visual. Cada fase é altamente detalhada. Se você tirar um tempo para observar os cenários, e com certeza o fará, poderá perceber o quanto os programadores da Spellbound Entertainment Software tiveram trabalho. Os cenários são simplesmente sublimes! A cada nova missão há uma nova surpresa. Nas fotos do nosso slide show, você poderá perceber o que estou falando. Numa delas onde há um barco a vapor encostado nas margens da cidade. Repare na lua refletida na água. Agora imagine a animação da marola com o reflexo da lua. Se você não se deu por satisfeito, observe então a foto de uma cidade com o trem passando perto da igrejinha. Repare na arquitetura, nos objetos, nas cores, e nas texturas do lugar. Lindo, não?

Quanto você pagaria por tudo isto? Não responda ainda, Desperados roda a uma resolução de até 1024 por 768 com possibilidade para três tipos de zoom durante a jogatina. E o mais interessante é que não requer uma máquina nem um pouco poderosa para os padrões atuais. Um simples Pentium 233 com 64 MB RAM é o suficiente para jogá-lo. E detalhe, não requer uma placa 3D.

??óó querida, óóó querida, óóó queriiida Clementina


Uma característica marcante de um bom western é a música. E como nos clássicos de Sergio Leone, Desperados é sensacional. Durante todo o jogo, você escuta trechos bem condizentes com o estilo faroeste e com a ocasião do jogo. Nas horas de tensão você escuta uma música mais forte e rápida, nas horas de calmaria uma música mais lenta e harmoniosa. ?? um som que mistura guitarra, gaita, violino, tambores, e muitos efeitos especiais como o chocalho de uma cascavel, o barulho da brisa, o galopar de um cavalo, e por aí vai. São músicas instrumentais capazes de transmitir a solidão do deserto, os mistérios e perigos de um pântano, e a tranquilidade de uma pacata cidade da época.

Agora os sons provocam uma emoção inquestionavelmente prazerosa: os risos. Não porque eles são terríveis, pelo contrário, as falas dos personagens são cômicas.

O Veredicto:
Desperados é um jogo extremamente divertido, construído sobre um tema ainda pouco explorado. Traz os mesmos conceitos de Commandos, mas soube aproveitar muito melhor a idéia criando algo original. O problema maior fica na durabilidade, prejudicada pela ausência de um modo multijogador. Quando você termina o jogo, é impossível discordar de um dos mexicanos coadjuvantes do jogo que diz: ???Mierda, the game is over!??? Quanto ao resto, Desperados tem tudo para satisfazer até a pessoa mais exigente. E é só. No mais, hasta la vista, amigo...

Prós:
+ Tema western fantástico;
+ Personagens sensacionais;
+ Músicas e sons provocam várias emoções;
+ Graficamente lindo;
+ Não requer uma máquina poderosa e nem placa 3D;
+ ???Loading Time??? e ???Save Time??? rapidíssimos;
+ Divertido à beça.

Contras:
- Durabilidade;
- Ausência do modo multijogador;
- Alguns bugs.


Nenhum comentário

||
Outer Space
9/ 10
Média da crítica
Média dos usuários
Sua nota

Sobre o colaborador

avatar de Giordano Trabach

Reviews da crítica

9 / 10
Outer Space
9.3 / 10
GameVicio
©2016 GameVicio