GameVicio Entretenimento: GameVicio | FlashVicio | Hhide.ME | ClubVicio | Fórum | Flow | MovieVicio

Review de Diablo II para PC de Outer Space

por Giordano Trabach, fonte Outer Space, data  editar remover


No princípio, Deus criou o céu e a terra. Ora, a terra estava vazia e vaga, as trevas cobriam o abismo, e um vento de Deus Pairava sobre as águas".

"Deus disse: "Haja Luz" e houve luz. Deus viu que a luz era boa, e Deus separou a luz das trevas. Deus chamou à luz "dia" e às trevas "noite"."

Gênesis


"Vi então uma Besta que subia do mar. Tinha dez chifres e sete cabeças; sobre os chifres havia dez diademas, e sobre as cabeças um nome blasfemo. A Besta que eu vi parecia uma pantera: seus pés, contudo, eram como os de um urso e sua boca como a mandíbula de um leão".

Apocalipse


Com um tema que mistura a crença divina com ficção, Diablo I surgiu como um jogo de ação com idéias pretensiosas de RPG, misturando belos gráficos, boa trilha sonora e uma eficiente opção de jogo online. A fórmula fez com que a Blizzard atraísse uma legião de fãs para o novo título. Querendo repetir o sucesso que consagrou Diablo, o lançamento do seu sucessor, Diablo 2, foi anunciado, e este, depois de uma demora inquestionável para o lançamento, finalmente está aqui.

"Não tentarás ao Senhor, teu Deus"


Depois de um período de teste "beta" frustrante, ficamos um pouco receosos com o que iria ser o tão aguardado Diablo 2 final. A pobreza deste teste nos passou a impressão que o jogo seria resumido apenas a um clicar de mouse -- um exercício contínuo para o dedo -- com missões banais e batalhas muito chatas. E o gráfico, ponto forte de Diablo I, mostrou-se muito simples para a um jogo com toda aquela responsabilidade.

Mas, felizmente, estávamos enganados. Após instalar 1,10 gigabytes (opcional, mas recomendável para o melhor desempenho da máquina), e configurar a placa de vídeo, já pude perceber que, pelo menos no aspecto gráfico, Diablo II havia correspondido às altas expectativas.

Com algumas opções de ajuste para não sobrecarregar a máquina, uma opção em especial chama a atenção: a "perspectiva". Uma excelente idéia dos programadores que possibilita uma visualização diferente do cenário do jogo. Por exemplo, quando o seu personagem anda por uma cidade decorada por casas e palácios, as construções que estão atrás do personagem movem-se lentamente, enquanto as que estão na frente deslocam-se mais rapidamente. ?? o efeito chamado paralax, que se mostrou algo deslumbrante.

Para completar, o que já era bom ficou ainda melhor. Os efeitos de luz e sombra estão fantásticos. ?? noite, ao locomover o seu personagem entre pilares de um templo no deserto, pode-se perceber nitidamente as sombras das colunas se arrastando nas dunas de acordo com a fonte de luz. O mesmo acontece com a sombra dos heróis e das criaturas. Esta acompanha exatamente todos os movimentos gerados numa sincronia perfeita.

"Não só de pão vive o homem"


Como somos sempre exigentes de inovações que fazem uma boa continuação, é bom constatar que estas não ficaram de fora deste título. Cinco novos personagens, cada um bem diferente do outro, compõem o leque de opções para você desvendar todos os mistérios que envolvem o mundo de Diablo 2. São eles:

Amazona - A bela guerreira tem habilidades com arcos, bastões e armas do gênero, e usa a "mana" para enfeitiçar suas flechas com magias de fogo, gelo, etc.

Guerreiro - O guerreiro é talvez o personagem mais chato, pois se resume em matar toda criatura que aparece com simples cliques do mouse.

Feiticeira - A feiticeira é um dos personagens mais difíceis de se jogar no começo de Diablo 2. Devido à sua fraqueza, ela se torna alvo fácil dos inimigos, mas com o tempo, adquire magias bem poderosas que a tornam uma criatura mortal.

Paladino - O Paladino é um dos mais fáceis de se jogar. Muito bom com uma espada, tem os conhecimentos de cura e encantamento, que o torna um "senhor" guerreiro.

Necromancer - O Necromancer (pessoa que invoca os espíritos, usando magia negra), vulgo Necromante, é, possivelmente, o mais divertido dos personagens de Diablo 2. Com ele você poderá invocar esqueletos e outras inúmeras monstruosidades para auxiliar nas suas aventuras.

Seja qual for o personagem escolhido, a cada nível alcançado, você será presenteado com pontos que podem ser distribuídos a seu critério em força, destreza, vitalidade e magia, além de um ponto de bônus em habilidades especiais. Este bônus é a novidade de Diablo 2: a "árvore de habilidades". Nela você deverá administrar quais conhecimentos seu personagem terá (é muito importante estudar a árvore antes de escolher a habilidade desejada para não desperdiçar o bônus). Jogando com o Necromancer, por exemplo, você poderá investir o ponto de bônus na habilidade de invocar esqueletos (disponibiliza mais um esqueleto para o seu grupo), ou pode melhorar a habilidade de um esqueleto já invocado, sempre pensando na nova opção que ficará disponível na árvore após a escolha.

Além das inúmeras habilidades, seu herói precisará também de um armamento poderoso para enfrentar os diversos inimigos. Milhares, eu repito, milhares de itens como armaduras, capacetes, botas, luvas, anéis, colares, espadas, escudos, bastões, arcos, bestas, machados, gemas, etc dão o ar da graça em Diablo 2. Sempre que matar uma criatura mais poderosa, você será retribuído com um belo item mágico. E ao contrário de Diablo I, onde o personagem visualmente tinha três vestimentas independente do item equipado, neste o seu herói muda conforme o figurino.

Para melhorar ainda mais os equipamentos, idéias de outros RPGs famosos, como Vagrant Story e Final Fantasy, foram aproveitadas como fundir gemas mágicas nas armas, escudos e armaduras especiais, tornando-as mais fortes e resistentes, e também combinar armas, pergaminhos, etc num cubo mágico para formar outra coisa qualquer. Dizem que algumas combinações revelam segredos fantásticos...

"Eis tu Belzebu, príncipe dos demônios..."


Com todas estas implementações, a jogabilidade, que até então parecia ser a mesma de Diablo, mudou bastante. Após vencer o jogo normal, você será nomeado com a palavra "Sir" à frente de seu nome e poderá jogar novamente no modo "Nightmare" (o mesmo jogo só que num nível bem mais difícil, com prêmios ainda melhores). Se vencer o modo "Nightmare", você poderá jogar o modo "Hell" (inferno). E após este, o modo "Hardcore" estará disponível. Este é para aqueles que têm colhões de aço, pois se você morrer uma vez se quer, o seu personagem será apagado do jogo. Neste último, com certeza a tensão tomará conta do ar e entrar numa caverna escura será muito mais emocionante.

O modo multiplayer continua sendo o mais divertido do jogo. Encontrar os amigos para se aventurarem juntos no mundo de Diablo é algo fenomenal. Tanto no modo TCP/IP quanto na Battle.net, a diversão é garantida, desde que o "lag" esteja suportável (atualmente, a Battle.net está terrível nos horários de pico).

Os cenários estão magníficos. Florestas, desertos, grutas, templos, e até outra dimensão embelezam os quatro atos de Diablo 2. E os filmes presentes na passagem de um ato a outro, dão um clima à história simples, mas envolvente. A interação das criaturas com o cenário é bem interessante. Alguns insetos e monstros são encontrados somente em locais específicos. Besouros, escorpiões e outras pequenas criaturas perambulam pelas dunas e cidades correndo o risco de serem pisoteadas.

As músicas e os sons ainda são um dos pontos fortes da série. Quando se aproxima de uma fogueira, você pode ouvir até os estalos do fogo na madeira. As galinhas fogem de você cacarejando como loucas. Os inimigos possuem sons próprios. E as músicas dão o clima perfeito para o ambiente em que se está jogando. No harém pode-se ouvir uma música árabe exótica, com uma bela voz de mulher ao fundo. E na passagem de uma música a outra, há um efeito "fade", que faz a mixagem de uma música a outra sem que você perceba.

O Veredicto:
Após três longos anos de espera, Diablo 2 finalmente está aqui para o nosso deleite. Não é revolucionário, mas trata-se de um jogo extremamente bem polido, divertido e envolvente. Altamente recomendado!

Prós:
+ Música maravilhosa;
+ Jogabilidade prazerosa;
+ Boa durabilidade;
+ Cenário fantástico.

Contras:
- A demora para lançar "apagou" um pouco o jogo;
- Pode frustrar os amantes do RPG tradicional.


Nenhum comentário

||
Outer Space
9/ 10
Média da crítica
Média dos usuários
Sua nota

Sobre o colaborador

avatar de Giordano Trabach
©2016 GameVicio