GameVicio Entretenimento: GameVicio | FlashVicio | Hhide.ME | ClubVicio | Fórum | Flow | MovieVicio

Review de IL-2 Sturmovik: The Forgotten Battles para PC de Outer Space

por Giordano Trabach, fonte Outer Space, data  editar remover


A esperada continuação do já clássico simulador de combate aéreo IL-2 Sturmovik finalmente chega as lojas brasileiras, depois de um desenvolvimento um pouco confuso, no qual passou de um CD único de expansão para o IL-2 original, para um produto inteiro, "stand alone" (que não requer o original para ser jogado), fazendo com que o preço mudasse também do preço típico de CDs de expansão, para preço típico de produto completo.

Mas será que IL-2 Forgotten Battles realmente é digno de ser o sucessor de IL-2 Sturmovik, ou é apenas um CD de expansão com preço de jogo completo? ?? o que veremos.

Muito mais aviões, campanhas, mapas...tudo


IL-2 Forgotten Battles vem em 2 CDs, com um bom manual impresso em português e um guia de referência impresso a cores. Nestes 2 CDs, Oleg (o autor) e sua equipe colocaram uma infinidade de recursos, aviões e mapas novos, fazendo realmente valer o título de continuação do IL-2 original, e mais ainda, fazendo valer a mudança de um CD de expansão para um produto completo. A primeira coisa que chama a atenção é a quantidade de aviões 'voáveis', pois compreende todos os que estavam no IL-2 original, mais uma leva de aviões exclusivos do IL-2 Forgotten Battles. Ou seja, comprando IL-2 Forgotten Battles, você praticamente 'ganha de brinde' o IL-2 original, pois todos os aviões, mapas e missões deste continuam presentes no Forgotten Battles. Só que rodando melhor, em muitos aspectos.

São ao todo 30 novas aeronaves para pilotar, 5 novos mapas (Golfo da Finlândia - verão, Golfo da Finlândia - inverno, Hungria - verão, Hungria - inverno e L'vov - verão), com suas respectivas campanhas. Nesses mapas novos é digno de nota as grandes cidades de Helsink (na Finlândia) e Leningrado (na Rússia), recriadas com base em mapas da época e mostram a arquitetura peculiar, com muitos prédios e monumentos históricos visíveis - é um cenário que ficou tão bem feito que daria até de se digirir por aquelas ruas, não apenas voar por cima delas - lembram do jogo "Mafia"? A atenção aos detalhes na recriação histórica das cidades é tão boa quanto.

Uma das características mais criticadas no título anterior foi a ausência de uma campanha dinâmica, ou seja, o jogador em modo single-player voava sempre as mesmas missões em seqüência, sem variações se resolvesse iniciar outra campanha (eram o que se costuma chamar de "scripted missions"). Portanto, o anúncio de uma campanha dinâmica em Forgotten Battles foi muito antecipado pelos fãs do gênero.

O sistema de campanha incluído é satisfatório, gerando aleatoriamente eventos de missão para missão, criando fortes variações nos acontecimentos a cada vôo, o que dá a sensação de que realmente há um campo de batalha em tempo real e uma guerra ocorrendo ao redor de você. Mas não é um Falcon 4 ou MiG Alley, este último permitindo até que o jogador não só pilote mas tome decisões estratégicas quanto ao posicionamento de unidades no teatro de operações. Mas como dito anteriormente, IL-2 Forgotten Battles possui um sistema de campanha dinâmica satisfatório criando o grau de aleatoriedade necessário, e juntando com a excelência do sistema de simulação de vôo e do engine gráfico, torna tudo uma experiência muito envolvente e causa a sensação de que "você está lá", em 1941, voando pelos finlandeses, húngaros, russos ou alemães.

Aeronaves requisitadas


Atendendo a pedidos da comunidade que voa simuladores, Oleg incluiu o temido jato alemão Me-262 como 'voável'. Apesar de exigir perícia no manejo dos delicados (na época) recém-inventados motores a jato, é uma aeronave formidável que poderia ter mudado o rumo da guerra se tivesse entrado em serviço anos antes, e em maior quantidade. E este simulador não deixa por menos, simulando de forma bastante convincente o poderoso e veloz avião. Em vôos on-line, a inclusão deste jato foi criticada, pois de certa forma "desbalanceia" o jogo, mas, sem problemas, o criador do servidor pode simplesmente retirar a opção de uso deste avião dentro do servidor on-line.

Outra importante aquisição, e muito interessante para nós brasileiros amantes da aviação, foi a introdução do P-47 Thunderbolt, o avião que foi usado na campanha da Itália pelo Primeiro Grupo de Caça (1º/1º Gavca) "Senta a Púa", e cujo modelo 3D foi desenvolvido por um brasileiro, WPedrao, e texturas por JHAT (do esquadrão virtual gavca.com). Diversas "skins" (esquemas de pintura para o modelo) estão disponíveis para download, retratando fielmente cada avião usado pelo 1º/1º Gavca na campanha da Itália.

?? importante destacar os aviões multi-tripulados e multi-motorizados, que antes eram somente A.I. (voados pela inteligência artificial do simulador), agora os bombardeiros Heinkel He-111(alemão) e o TB-3(russo) podem ser voados pelo jogador, e o melhor, você pode colocar seus amigos, online, cada um em sua devida posição na tripulação, por exemplo: artilheiro de cauda, bombardeador, navegador, piloto... ao todo 6 tripulantes podem voar num mesmo bombardeiro Heinkel He-111, e 8 voam num TB-3. Entre os detalhes dessa nova faceta da simulação estão a inclusão da mira de bombardeio 'Lotfe 3D' no He-111 e da 'OPB-1' no TB-3, e seus respectivos modos de operação, e até de extintores de incêndio para os motores. Na cabine do navegador do bombardeiro TB-3, existe uma mesinha com um mapa e um lápis sobre a mesa, quando o avião inclina ou balança de um lado para o outro o lápis desliza pela mesa de acordo, demonstrando excelente atenção aos detalhes!

O I-153, um ágil biplano, o Brewster Buffalo, principal caça usado na campanha da Finlândia, e o famoso P-40 americano (mostrado no filme Perl Harbor) estão presentes também na extensa seleção de novas aeronaves voáveis.

E pra fechar com chave de ouro essa seleção de novos aviões, o clássico Hurricane inglês, famoso na Batalha da Grã-Bretanha, está presente em 3 versões... há um rumor de que o próximo simulador de Oleg e co. terá o Hurricane em papel-chave, será então a Batalha da Grã-Bretanha o próximo cenário histórico na série? Só mesmo esperando pelo anúncio oficial para saber, mas, Hurricane e Heinkel He-111, dois aviões muito importantes no dito cenário, estão já incorporados, junto com os já presentes BF-109E "Emil" e Ju-87 Stuka, faltando somente o famoso Spitfire britânico para completar tal suposição.

Mais realismo ainda!


Uma das novas inclusões no departamento de realismo da série (como se já não bastasse o já elevado realismo do título anterior) e que deixou os afoitos por detalhes realmente satisfeitos, foi o chamado "complex engine management", ou seja, gerenciamento avançado dos motores (radiador, controle de mistura, controle dos magnetos, inclinação da hélice, amaciamento da hélice, etc) o que requer muita experiência e prática, e que, como alguns dizem, "separa os azes dos iniciantes", pois um piloto realmente experiente nessa área pode fazer um avião "render" melhor e ficar no ar por mais tempo, voando mais velozmente ou poupando mais combustível, enquanto um novato vai rapidamente fundir o motor, ou fazer o avião ter um rendimento inferior ao esperado. Outros detalhes impressionantes são motores com injeção de combustível por gravidade, ou seja, o avião precisa estar em G positivo para que o combustível chegue ao motor, um mergulho invertido (em G negativo) faz com que o combustível tenha dificuldade em chegar ao motor ou não chegue, fazendo o motor "tossir" ou até mesmo parar!

Bombardeios noturnos também foram apimentados com a colocação de holofotes de busca e balões de barragem. Os holofotes guiavam os canhões anti-aéreos numa época em que não existiam armas guiadas por radar como as de hoje em dia. Ser "iluminado" por um holofote no simulador significa sair da proteção dada pela escuridão da noite e estar bem na mira de um canhão anti-aéreo! Os balões-de-barragem criavam obstáculos para os aviões inimigos voando a noite, geralmente flutuando ao redor de potenciais alvos, presos ao chão por cabos, servindo como "barragem" literalmente pois um avião inimigo colidindo com seus cabos ou o próprio balão viria a cair muito provavelmente.

O já excelente sistema de simulação de danos está mais complexo ainda, agora não só o ângulo/trajetória e calibre dos projéteis perfurando a fuselagem e asas dos aviões é levado em conta, mas também a velocidade que o avião que disparou estava - um avião vindo a 600 km/ph disparando num alvo mais lento vai fazer mais estrago do que se estivesse a 250 km/ph, pois sua velocidade se soma a dos projéteis, aumentando a energia cinética destes. E finalmente, canhões de 20mm fazem o estrago que deveriam, e metralhadoras .50 também fazem um tremendo estrago, como na vida real. Muitas vezes um tiro bem dado corta os cabos de controle de um avião, fazendo o piloto ter que abandoná-lo. ?? mais comum agora também o piloto morrer metralhado dentro do cockpit, do que no título original.

?? curioso mencionar que, por mais realismo que fora colocado em todas as facetas da simulação, as aeronaves em sí estão mais dóceis de pilotar! No título original, era muito comum pilotos novatos "puxarem tudo" (o manche) em pânico o que os fazia entrar num irrecuperável stall/parafuso, agora esses parafusos estão mais fáceis de recuperar, bastando reagir rapidamente com um comando oposto ao giro (normalmente comando de leme), o que leva a crer que realismo a mais nem sempre torna as coisas mais difíceis! O que ocorria é que no título original, a sensibilidade a entrada em parafuso na maioria dos aviões era possivelmente alta demais.

Melhorias visuais


Muitos devem lembrar que, sempre nos "Previews" desse novo título, vinham belíssimas screenshots mostrando um oceano e superfície da água extremamente realista. Muitos que compraram o jogo podem se perguntar "ué, tá igual o IL-2 original?" Pois bem, a primeira vista ele se parece muito com o IL-2 original, pois afinal, é uma atualização do mesmo sistema gráfico, com um pouco mais de detalhes (polígonos) nos aviões e texturas com o dobro do tamanho. Mas o segredo da "água perfeita" é se a sua placa de video suporta ou não Pixel Shaders/Vertex Shaders. Uma GeForce 4 modelo "Ti" suportará, enquanto uma GeForce 4 modelo "MX" não suportará. Uma ATI Radeon de nova geração também suportará (e desempenha muito bem no jogo por sinal). Resumindo, se sua placa suporta esses recursos, uma opção de detalhamento de terreno a mais surgirá no menu: "Perfect Terrain", que automaticamente 'ativa' a água realista, e aumenta o número de árvores e detalhes no terreno. Mas vale a pena? Bom, visualmente é excelente, como pode ser visto nas screenshots que acompanham esta matéria, mas o impacto no desempenho é bastante sensível: é reportado frame rate inferior a 30 quadros por segundo em máquinas do quilate de um Pentium 4 3.0 Ghz, Radeon 9800 e 768 MB de memória de ótima qualidade! Na máquina em que o testamos (Athlon XP 1700, GeForce 3 Ti 500, 256 MB) com "Perfect Terrain" o frame rate ficou entre 15 e 20 quadros por segundo, pesado, mas ao desativar o "Perfect Terrain" o frame rate pulou para mais de 40 frames por segundo, ou seja, o impacto na performance é definitivamente severo e, não vale a pena, especialmente voando em combate on-line, onde cada frame por segundo a mais que você tiver é fundamental!

Bom, vale a pena para voar pelo cenário sem combate, somente para apreciar a paisagem, nesse caso frame rates inferiores a 30 quadros por segundo não chegam a estragar a festa, e é ideal para tirar screenshots! Mas, reduzindo o detalhamento para "Excellent" ao invés de "Perfect", já fica ótimo, e a performance impecável. Parece que a regulagem "Perfect" foi feita como uma opção de uso futuro, para quando existir hardware que agüente, porque hoje em dia mesmo nos 'top-de-linha' tá pesado, especialmente on-line!

Outra coisa digna de nota é que o simulador é pesado no uso de memória: com tantos aviões novos e recursos de realismo inclusos, 256 MB de RAM parece muito pouco para IL-2 Forgotten Battles. Especialmente se você roda Windows XP (que, apesar de mais estável, usa mais memória do sistema que o velho Win 98, sobrando menos para o jogo). Portanto, recomenda-se 512 MB de memória para rodá-lo tranqüilo, ou você pode experimentar as famosas "pausas" aqui e ali durante o jogo causadas por pouca memória/necessidade de uso de memória virtual pelo sistema.

Para concluir, um dos aspectos mais importantes do IL-2 original continua de pé e em ótimo estado: o suporte multiplayer! Nada mais divertido que voar online contra outros 32 pilotos, tendo agora bombardeiros, jatos e biplanos sobre os novos mapas!

O Veredicto:
Forgotten Battles é, definitivamente, uma continuação a altura para o já clássico IL-2 Sturmovik, e tem valor merecido pelo imenso número de adições, muitas delas atendendo a pedidos da comunidade de entusiastas, o que indica o alto grau de respeito ao público que os desenvolvedores demonstram.

Prós:
+ 30 aviões novos voáveis, de biplanos até o jato Me-262;
+ Bombardeiros com vários motores e vários postos para tripulação (jogue online de artilheiro p/um amigo seu que está pilotando);
+ 5 novos mapas;
+ P-47 "Senta a Púa";
+ Campanha dinâmica traz o elemento surpresa para o jogo single-player;
+ Tema original: participação da Finlândia e Hungria na Segunda-Guerra, definitivamente nunca visto em produtos anteriores do gênero;
+ Sistema de manejo de motores complexo e realista, mas que uma vez dominado, faz você ter gosto em ver o seu avião desempenhando mais;
+ O engine gráfico bonito de sempre, com sensação de velocidade a baixa altura excelente, ótimas nuvens, cidades grandes e detalhadas, mas agora com suporte a pixel/vertex shaders.

Contras:
- Os novos detalhes usando pixel/vertex shaders causam um impacto extremo na performance (felizmente podem ser desativados);
- Campanha dinâmica ainda um tanto simples (mas satisfatória);
- Impossibilidade de iniciar uma campanha, por exemplo, do lado alemão voando o BF109 e terminar ao final da guerra no Me-262, apenas um avião é dado ao jogador ao longo de toda a campanha.


Nenhum comentário

comments powered by Disqus
Outer Space
9/ 10
Média da crítica
Média dos usuários
Sua nota

Sobre o colaborador

avatar de Giordano Trabach
©2016 GameVicio