GameVicio Entretenimento: GameVicio | FlashVicio | Hhide.ME | ClubVicio | Fórum | Flow | MovieVicio

Review de Swat 3: Close Quarters Battle para PC de Outer Space

por Giordano Trabach, fonte Outer Space, data  editar remover


Traumatizante e perigosa é a vida de um policial. Lidar com os mais perversos bandidos e ter que tomar decisões que podem comprometer a sua vida ou de sua equipe muitas vezes não são bem recompensadas. Explorando o mundo do crime organizado, a Sierra coloca mais uma vez a polícia especial de Los Angeles, SWAT, em ação para proteger os fracos e oprimidos das garras dos vilões desumanos. Mas desta vez você não comandará o seu pelotão com aquela visão superior do terreno, você estará na linha de fogo juntamente com seus homens, para provar as suas habilidades técnicas e táticas que o levaram ao cargo de oficial desta respeitável divisão anti criminalista.

Oficial Menezes se apresentando, senhor


As primeiras impressões são as que ficam, e SWAT 3 já demonstrou seu potencial nas primeiras telas de menu. Tudo é muito simples e prático sem perder o gabarito. ?? primeira instância, tive que escolher meu nome de guerra e o meu tipo físico-psicológico. Não que eu seja um maníaco sanguinário, mas optei por um personagem bem "mala" para dar aquela impressão de durão. Particularidades à parte, a próxima opção é escolher a equipe que irá compor o seu pelotão. Para isso, existem dezenas de indivíduos, cada um sua foto, histórico acadêmico e experiências vivenciadas na vida policial. A escolha da equipe influencia no jogo, por isso gaste um pouco de seu tempo para escolhê-la a dedo pois, uma vez decidido, não existe retrocesso.

Pré-jogo impressiona


Antes do início de todas as missões, é dado um briefing que deve ser escutado com bastante atenção (não existe opção de textos), diversas informações são mostradas como fotos dos reféns e suspeitos, mapa do local e armas que os bandidos estão utilizando. Sempre com ótimos desenhos, existem ainda opções de escolher por qual local do cenário a equipe deve ser inserida, qual modo tático será utilizado (Steath para entradas surpresas e Dynamic para invasões bruscas) e quais equipamentos serão utilizados. Nesta última tela, existem os seguintes itens para escolha, donde merecem atenção as armas:

- Sub-metralhadora MP5: potencia média, alcance médio, disparos seqüenciais e munições normais e perfurantes.
- MP5 com silenciador: mesma acima, porém silenciada para não dissipar o ruído dos disparos. Isso faz com que a arma perca um pouco seu poder de impacto.
- Metralhadora M4A1: longo alcance, muita potencia, barulhenta e com disparos seqüenciais velozes. Possui munições normais ou de borracha que, dependendo da distancia, pode matar.
- Escopeta calibre 12: com o maior impacto e o menor alcance, um tiro se dissipa em vários projéteis, o que pode atingir mais de um indivíduo quando estes estiverem próximos. As munições podem ser normais ou de arrombamento.

Existem ainda as granadas de gás tóxico não letal, granadas de luminosidade, que cega temporariamente um indivíduo, explosivos plásticos, e outros itens que não tem jeito de serem alterados. Algumas armas ferozes são pegas durante o jogo como o apetitoso rifle sniper, uzi 9 mm e AK-47, mas infelizmente não se pode utilizar o armamento alheio. Vamos lá, os malfeitores nos esperam!

Nada de batedores de carteiras ou ladrões baratos


Não espere descontar a sua raiva daquele pivete que levou sua mesada; aqui só entra malfeitor de alta categoria. Quando não se trata de terroristas fortemente armados, os bad guys são compostos por psicóticos, seqüestradores, mafiosos, serial killers ou grupos idealistas que, apesar de não possuírem uma potente parafernália bélica, estão dispostos a matar e morrer em prol de seus objetivos, que podem ser religiosos, políticos, socialistas ou de libertação de presos.

Apesar do jogo ser de tiro e ter perspectiva em primeira pessoa, seu objetivo principal é não atirar. Você pode matar todos os bandidos, resgatar os reféns e finalizar suas tarefas que completará a missão, mas isto irá refletir nas missões futuras. Existem estatísticas que são computadas como número de oficiais em baixa, uso desnecessário de força bruta, nível de respeito de seus companheiros e índice de resgate de feridos, que somados irão moldar você, oficial no comando, em um coeficiente de liderança. Quanto maior este coeficiente, melhor policial você será e seus subordinados obedecerão suas ordens e serão mais inteligentes tanto na maneira de agir quanto na precisão ao atirar.

Portanto, para completar a missão com êxito total, deve-se levar tiros, não disparar nenhum, prender todos os bandidos sem feri-los, resgatar todas as vítimas e civis sem machucá-los e não deixar que nenhum elemento de sua equipe seja ferido. Missão impossível.

Para dificultar mais um pouco as coisas, os bandidos variam de estado psicológico. Os mais medrosos se assustam apenas em te ver e se rendem com um grito "Mãos ao alto"; os mais furiosos necessitam que seja utilizada uma granada de gás e, enquanto ele fica tossindo, toda sua equipe entra gritando até que ele se renda; os mais perversos de todos precisam de algo mais: explodir a porta para assustá-los, jogar várias granadas, entrar com toda a equipe berrando e, mesmo assim, alguns persistem em não se render, sobrando as alternativas de atirar em sua perna ou, em último caso, para matar. Lembre-se: se seu coeficiente de liderança for baixo, sua equipe já entra atirando, o que prejudica mais ainda suas estatísticas.

Comunicação imprescindível


O elemento mais importante do jogo é a comunicação com seus subordinados e com a central de comando. Através dela você ordena seus subordinados a lhe dar cobertura, procurar por suspeitos, demolir portas, desativar bombas, dentre outras várias funções. E, acredite, eles fazem muito mais do que você, então seja sensato ao comandá-los. Com a central de comando, você reporta que reféns, suspeitos ou oficiais sejam resgatados. Ela também lhe dá algumas dicas, com helicópteros sobrevoando o local, você é informado da movimentação nos outros pavimentos ou qual o número de suspeitos e reféns foram vistos. Preste atenção nestas informações.

Quase perfeito


Os gráficos são impressionantes. Ambientes extremamente realistas como o Centro de Convenções de Los Angeles (é, onde ocorre a feira E3) são quase idênticos aos que existem no mundo real. Os personagens, muito bem detalhados, piscam os olhos e movimentam os lábios tais quais humanos. Os sons chutam bundas, tendo como as vozes seu elemento principal devido à clareza como são sonorizadas e sua utilidade nas missões. A jogabilidade é indescritível.

A física é de arregalar os olhos, com a movimentação perfeita dos personagens. Para se ter uma idéia, com a utilização da munição perfurante pode-se atirar através de portas da madeira, e você pode checar depois o buraco feito em ambos os lados da porta até seu impacto final na parede ou em um bandido. No aço, dá pra ver as faíscas e escutar o barulho do projétil ricocheteando. ?? fabuloso!

A Inteligência Artificial é ótima. Sua equipe obedece seus comandos mas tomam atitudes quando se sentem ameaçados. Os bandidos também são inteligentes: os fracotes fogem, os mais corajosos se dirigem a você e até te mandam largar a arma e por as mãos na cabeça, os mais durões metem bala sem falar nada. Ainda, quando se repete uma missão todos os indivíduos mudam de posição, evitando que você saiba que tem um bandido em tal local e já tome medidas preventivas. Conseqüência disso tudo é uma dificuldade desafiadora e uma durabilidade magnífica.

Os erros cometidos em SWAT 3 são os seguintes: falta de um help no jogo para saber como funcionam as coisas, o que me levou a consultar o manual, que é extremamente inútil. Até pra eu descobrir como ganhar medalhas, pra que elas servem e como se comunica, tomou um tempinho. Por ser muito tático, faltou também mais opções para comandar sua equipe.

O jogo necessita de um patch que corrige vários bugs. Um modo multiplayer cooperativo seria muito bem vindo, o que aumentaria infinitamente a durabilidade, que já é grande. Mas rumores afirmam que a Sierra já está desenvolvendo um add-on para jogar SWAT 3 via Internet e, se isso acontecer, jogarei ele pelo menos mais um ano.

O Veredicto:
Apesar de você não querer mais dormir, comer, trabalhar e estudar para ficar estático defronte ao micro tramando táticas, SWAT 3 é uma obrigação para qualquer perfil de jogador. SWAT 3 não representa um dinheiro gasto, e sim um investimento de seu tempo em diversão de ótima qualidade.


Nenhum comentário

||
Outer Space
9/ 10
Média da crítica
Média dos usuários
Sua nota

Sobre o colaborador

avatar de Giordano Trabach

Tópicos relacionados

©2016 GameVicio